Bactérias na escova de dente: como evitar este problema?

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

A presença de bactérias na escova de dente pode causar problemas para a saúde bucal

Diversos cuidados são necessários para manter uma boa higiene bucal e evitar a proliferação de germes na boca. No entanto, você sabia que podem existir bactérias na escova de dente?

Neste artigo nós falaremos tudo sobre as bactérias na escova de dente e quais os riscos que esse problema pode oferecer para a saúde do paciente.

Apesar de ser um item indispensável para a higiene diária, é normal que existam bactérias na escova de dente mesmo quando o utensílio foi utilizado apenas uma vez.

Contudo, mesmo com a presença das bactérias bucais logo após o primeiro uso, não é necessário ficar comprando uma por dia por causa disso.

Sendo assim, a indicação é para conservar o objeto da melhor forma possível para evitar a presença dos micróbios estranhos na boca.

E se você deseja entender melhor sobre este assunto para limpar e guardar a sua escova da melhor forma possível para evitar problemas, te convidamos a ler este artigo onde iremos explicar tudo.

A escova pode acumular e proliferar bactérias?

Apesar de ser cada vez mais comum guardar as escovas em potes no banheiro, esse não é o ideal.

Afinal, deixar a escova de dente exposta no banheiro pode fazer com que os germes presentes no vaso sanitário se espalhem pelo ar quando é dada a descarga.

Sendo assim, este processo acaba deixando a escova de dente contaminada com microrganismos do bolo fecal.

Este tipo de micróbio, por sua vez, é um corpo estranho par ao organismo, podendo causar não apenas para a saúde bucal como também para a saúde do corpo como um todo.

Isso se dá uma vez que essas bactérias podem entrar na corrente circulatória, afetando o sistema respiratório e o digestivo.

Bactérias Podem ser Transmitidas Para Uma Outra Pessoa?

Mesmo estando invisíveis a olho nu, os micróbios presentes na escova podem passar de uma pessoa para a outra quando ambas utilizam o mesmo objeto para realizar a escovação e limpeza dos dentes.

Sendo assim, o recomendado é não compartilhar a escova com outra pessoa para evitar que ocorra essa transição de microrganismos da sua boca para de outra pessoa ou vice-versa.

De tal forma, confira abaixo quais são as doenças transmitidas pela escova de dente:

  • Gripe;
  • Cárie dental;
  • Gengivite;
  • Periodontite;
  • Faringite;
  • Herpes bucal.

Além disso, também existem diversas infecções bucais que podem ser passadas através do uso de uma escova que não seja a sua própria.

Por isso, evite utilizar o objeto que não for seu.

Como Higienizar e Guardar a Escova de Dente?

A dúvida que sobra a este momento é a seguinte: quais são os devidos cuidados com a escova de dente que devem ser tomados?

E para responder a isso, fizemos uma lista com dicas sobre como higienizar e guardar a escova de dente. Confira:

  • Utilize água corrente para limpar a escova de dente e seque-a com um papel absorvente descartável. Lembre-se de não passar os dedos nas cerdas para retirar o excesso de água;
  • Os potinhos no banheiro podem ser uma boa alternativa quando as escovas são guardadas com as capinhas  protetoras. Mas caso estas não sejam utilizadas, opte por guardá-las em gavetas ou estojos limpos;
  • Ao guardar, evite deixar as cerdas encostadas com a de uma escova de outra pessoa, pois os micróbios podem transitar de um objeto para o outro;
  • Troque de escova a cada três meses ou então após um resfriado ou gripe, para evitar que os germes ali presentes te deixem gripado novamente;
  • Mantenha a escova distante do vaso sanitário em pelo menos um metro;
  • Lave a escova com água corrente e as mãos com água e sabão antes de escovar os dentes;
  • Evite dormir sem escovar os dentes uma vez que durante a noite as bactérias se multiplicam cerca de 30 vezes mais.

Sendo assim, seguindo todas essa dicas é possível se prevenir eventuais problemas bucais e para a saúde como um todo.

Agora que você sabe mais sobre a presença de bactérias na escova de dente e como evitar que isso aconteça, que tal tomar um maior cuidado com o seu objeto de higiene bucal para evitar maiores complicações?

Ramiro Murad Saad Neto

Ramiro Murad Saad Neto

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela UNIC. Gestor de clínicas odontológicas e franquias. Residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Habilitação em Harmonização Orofacial e integrante da equipe Bucomaxilofacial Dr. Carlos Eduardo Xavier na Clínica da Villa, em São Paulo. CRO - 118151

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!