Tudo sobre o acabamento e polimento de resina composta

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Muito procurado, o procedimento possibiliza o sonhado sorriso alinhado e polido

O acabamento e polimento de resina composta oferece um custo mais baixo do que o feito com outras bases, por exemplo, a de cerâmica.

Por isso, cada vez mais, pacientes fãs de procedimentos odontológicos estéticos procuram pelo acabamento e polimento de resina composta.

Com objetivo de regularizar as margens, o acabamento e polimento de resina composta corrige então quaisquer defeitos e alisa as superfícies irregulares por meio de uma restauração, trazendo um sorriso perfeito.

Objetivo do acabamento e polimento de resina composta

O acabamento é responsável não só pelo contorno total da superfície e dar forma ao dente, mas também na remoção de possíveis defeitos superficiais e grosseiros.

Já o polimento dental, gera uma superfície lisa e refletiva. Dessa forma, reduz principalmente a rugosidade e riscos causados na hora do acabamento. Uma vez que os procedimentos são interdependentes, ambos visam:

  • Proporcionar um contorno fisiológico que dificulte o acúmulo de placa bacteriana nas margens e superfícies da restauração;
  • Aumentar a resistência ao desgaste e as manchas por corantes;
  • Melhorar tecidos periodontais intolerantes a estas restaurações;
  • Fazer com que a restauração tenha uma aparência que possa ser confundida com a estrutura dental real.

Como é feito o acabamento e polimento de resina composta

O processo é realizado em 3 etapas:

  1. Acabamento – se divide em imediato: que remove excessos grosseiros e da forma adequada à restauração;
    e mediato: corrige a forma anatômica caso preciso, deixa na textura adequada e da um brilho natural.
  2. Polimento – serve para dar lisura e brilho para a restauração, logo, tem menos pigmentação e aderência menor de placa e alimento, com isso, uma longevidade maior da restauração.
  3. Restaurações antigas – as restaurações de resina costumam durar de 5 a 12 anos, mas depende dos hábitos do paciente. Se a alimentação é rica em pigmentos, vinhos, hábitos como o fumo pode durar menos. Desse modo, em alguns desses pigmentos é possível fazer tanto um novo acabamento, quanto o repolimento, sem que seja necessário fazer a troca da restauração. Não fazer esse processo e sempre trocar a restauração retira o tecido sadio do dente e pode, futuramente, perder a estrutura do dente até que não haja mais nada. Por isso, o acabamento e polimento de restaurações de amálgama não é recomendado.

Materiais usados no acabamento e polimento de resina composta

Os equipamentos necessários para realizar esse processo, são:

Acabamento:

  • Lâmina de bisturi 12 ou 15;
  • Pontas abrasivas diamantadas F e FF;
  • Pontas multilaminadas;
  • Brocas multilaminadas;
  • Pedra Chofu;
  • Fitas de lixa;

Polimento:

  • Discos;
  • Discos de feltro junto a pasta;
  • Pontas siliconadas;
  • Borrachas abrasivas; mas

Resina composta:

  • Brocas multilaminadas ou diamantadas de granulação fina/ extra fina;
  • Borrachas abrasivas ou pontas de silicone;
  • Taça de borracha ou disco de feltro com pastas de polimento;
  • Tiras de lixa;
  • Escovas com abrasivos impregnados;
  • Inserir a resina sempre pelo centro neutro.

Alguns cuidados são importantes no manuseio desses materiais:

  1. As lâminas devem ser usadas de forma decrescente, da mais grossa para a mais fina.
  2. Lavar e secar bem cada abrasivo. Um por vez.
  3. Os discos, borrachas, escovinhas, tem que ser usado com umidade (refrigeração) e sem pressão e manter a mão sempre com apoio.

Ao final do acabamento e polimento de resina composta, é importante checar se não houve nenhum erro e se, portanto, é necessário fazer ainda algum tipo de reparo.

Ramiro Murad Saad Neto

Ramiro Murad Saad Neto

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela UNIC. Gestor de clínicas odontológicas e franquias. Residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Habilitação em Harmonização Orofacial e integrante da equipe Bucomaxilofacial Dr. Carlos Eduardo Xavier na Clínica da Villa, em São Paulo. CRO - 118151

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.