Zumbido no ouvido pode estar ligado a odontologia

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Confira aqui os melhores tratamentos para o zumbido no ouvido

Você já reparou em um zumbido no ouvido? Diferente dos ruídos articulares, o zumbido pode vir em formato de chiado, zunido ou até em apito. Esses sons incomodam muito as pessoas. Mas o que está por trás desses zumbidos?

O som dos zumbidos pode aparecer em períodos regulares ou constantes. Ao longo desse artigo vamos descobrir as possíveis causas e quais os melhores tratamentos para evitar o zumbido no ouvido.

O zumbido no ouvido é um ruído ou som escutado quando não há nenhum estímulo sonoro ambiente. Ele é uma percepção sonora que afeta a via auditiva.

O que causa o zumbido no ouvido?

Algumas das causas mais comuns do zumbido nos ouvidos são:

  • Velhice;
  • Escutar música em volumes muito altos;
  • Passar muito tempo com fones de ouvido;
  • Inflamações no ouvidos;
  • Estresse e ansiedade;
  • Consumo em excesso de cafeína;
  • Consumo de bebidas alcoólicas;
  • Tabagismo;
  • Alterações hormonais; e
  • Alterações no metabolismo.

Mas, você sabia que o chiado no ouvido também está ligado à causas odontológicas? Algumas delas são:

  • Consumo de medicamentos usados na rotina odontológica; e
  • Alterações nas articulações temporomandibulares (ATM).

Conhecendo mais sobre a ATM

A ATM, articulação temporomandibular, faz a ligação maxilar ao osso temporal do crânio, que fica à frente das orelhas, nas laterais da cabeça. É uma das articulações mais complexas do corpo humano.

Como é extremamente flexível, é responsável por todos os movimentos da mandíbula: para frente, para trás e para os lados.

Quando ocorre alguma disfunção da ATM, a anomalia recebe o nome de DTM. Também chamada de disfunção temporomandibular, essa é uma doença crônica. Os movimentos mastigatórios e fonéticos são afetados por essa doença.

Os sintomas da doença podem passar despercebidos, como uma reação involuntária do corpo. Mas, entre os sintomas comuns encontrados, estão:

  • Zumbido na cabeça;
  • Deslocamento da mandíbula;
  • Dor de cabeça crônica, enxaqueca;
  • Maxilar travado ao abrir ou fechar a boca;
  • Sensação de que os dentes superiores e inferiores não encaixam.
  • Dor de ouvido e zumbidos;
  • Dificuldades na hora de abrir completamente a boca;
  • Inchaço na face;
  • Deslocamento da mandíbula;
  • Dificuldade na hora de mastigar;
  • Inchaço na face; e
  • Pressão atrás dos olhos;

A causa da disfunção temporomandibular é variada. Mas, a mais comum é o trauma na mandíbula.

Outros problemas na saúde também podem ajudar no desenvolvimento da DTM, como a artrite na ATM, efeitos da idade na articulação e até impactos.

Ranger os dentes (bruxismo), deformações faciais desde o nascimento, estresse e tensão muscular também são causas frequentes.

Como é feito o diagnóstico do zumbido?

Para entender mais sobre o zunido, você pode procurar pelos seguintes profissionais: otorrinolaringologista, clínico geral e neurologista. Além disso, caso esteja ligado a alterações na ATM, o dentista é ideal no atendimento.

Por isso, o diagnóstico e tratamento podem ser planejados por uma equipe multidisciplinar.

O tinnitus, como também é chamado o zumbido, é diagnosticado a partir do exame clínico. Primeiro o profissional faz a anamnese, que é uma entrevista. Nela, o profissional faz algumas das seguintes perguntas?

  • Como é zunido no ouvido?
  • Há quanto tempo você está escutando o zunido?
  • Qual o volume?
  • Em quais ouvidos você escuta o zumbido?
  • Você apresenta outros sintomas?

Em seguida, o profissional, em especial o otorrinolaringologista, faz o exame físico com a ajuda da audiometria. Esse exame testa a capacidade auditiva do paciente.

Melhores tratamentos

Como o ruído atrapalha o dia a dia do paciente, é importante procurar por formas de tratamentos que evitem o ruído.

Um deles é o uso de aparelhos auditivos. Além disso, o paciente pode passar por uma terapia do som.

Inclusive, é ideal que você evite ouvir sons muito altos e passar muito tempo com os fones de ouvido.

Além disso, quando o zumbido no ouvido estiver ligado com as alterações na ATM, os melhores tratamentos são: aplicar bolsa de água quente, tomar remédios e fazer exercícios de relaxamento muscular. Em casos mais extremos, o profissional irá sugerir uma cirurgia.

Yara Barreto

Yara Barreto

Formada em Odontologia pela Universidade de São Paulo (2008). Aluna de iniciação científica Pibic/Unicid da Universidade de São Paulo. Em 2009, concluiu estágio clínico em Ortodontia no Instituto Vellini, e em 2010, curso de planejamento Ortodôntico na Universidade Metodista. Concluiu em 2014 sua especialização em ortodontia e atua com ortodontia digital. Dentista na Odontoclinic e responsável técnica da OdontoImage.

Compartilhe sua opinião

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!