Tirei o aparelho e meus dentes estão abrindo: O que devo fazer?

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Em muitos casos, os pacientes não seguem o tratamento ortodôntico corretamente ou desenvolvem alguma condição que afeta o posicionamento dos dentes

Quando um tratamento ortodôntico é iniciado, normalmente o paciente espera que acabe logo. Mas há casos que o final não é muito feliz, ficando a dúvida: tirei o aparelho e meus dentes estão abrindo, o que devo fazer?

Esse artigo é para você, que anda pensando: “Tirei o aparelho e meus dentes estão abrindo“. Vamos explicar porque isso acontece e o que deve ser feito.

“Tirei o aparelho e meus dentes estão abrindo” é uma frase que pode ser escutada pelos dentistas em algumas situações, afinal, dependendo de como for o pós-tratamento, o paciente pode ter problemas.

Mesmo que muitas pessoas não acreditem, os dentes podem voltar a entortar, caso não exista uma série de cuidados após finalizado o tratamento ortodôntico.

Quando os dentistas escutam a frase de seus pacientes?

Os dentes não voltam a abrir. Eles perdem o alinhamento dental adquirido durante o tratamento ortodôntico.

Então, quando o aparelho ortodôntico é retirado pelo dentista ao final do tratamento, o paciente deve tomar algumas precauções. Se isso não for feito, é possível que os dentes voltem à posição anterior, fazendo com que o uso do aparelho tenha sido à toa.

A primeira decisão a ser tomada é procurar um profissional especializado em ortodontia. O tratamento para esses casos é uma forma de retratamento, ou seja, o paciente terá que recolocar o aparelho fixo ou o alinhador transparente.

O alinhador funciona da mesma forma que o aparelho convencional. No entanto, ele é feito de um material transparente e fica posicionado diretamente nos dentes, sem prejudicar a estética por ser imperceptível.

Por que os dentes voltam a entortar depois do aparelho?

A questão principal que fica é: por que os dentes voltam a entortar depois do aparelho?

Num primeiro momento, pode-se imaginar que a culpa é do dentista, porém essa afirmação é, na grande maioria dos casos, equivocada. Temos as seguintes possibilidades de causas para esse quadro:

  • Extração ou perda de dentes após finalizado o tratamento;
  • Retirada do aparelho antes do tempo correto;
  • Retirar o aparelho ortodôntico sem possuir a supervisão de um dentista;
  • Não fazer uso ou utilizar incorretamente o aparelho de contenção ortodôntica;
  • Não possuir um acompanhamento com o dentista após finalizado o tratamento ortodôntico;
  • Manter hábitos que prejudicam o alinhamento dental, como roer as unhas ou empurrar a língua contra os dentes.

Nossa recomendação é que o paciente não só realize todo o tratamento ortodôntico como também siga as instruções do dentista ao final da terapia, mantendo consultas de rotina.

O que acontece se não usar contenção?

Depois de retirar o aparelho, geralmente o paciente tem que colocar a contenção ortodôntica. Mas você sabe o que acontece se não usar contenção?

No total, existem dois tipos de aparelhos de contenção: um fixo na parte de trás dos incisivos inferiores e um móvel superior. Cabe ao paciente utilizar corretamente para que os dentes não sofram eventuais alterações de posicionamento.

A função do dispositivo é garantir e reforçar a posição dentária alcançada durante o tratamento. Não usar esse aparelho pode gerar um imenso problema para o paciente, sendo necessário um outro tratamento ortodôntico.

Nesses casos, é muito comum o dentista ouvir: “Doutor, eu usei aparelho e meus dentes voltaram a separar“. Mas isso é algo totalmente evitável, já que acontece pelo mau uso do dispositivo.

Se você não quer ser mais um que diz “tirei o aparelho e meus dentes estão abrindo“, faça o uso da contenção e não se esqueça de consultar o dentista periodicamente para analisar como está o tratamento.

Valdir de Oliveira

Valdir de Oliveira

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela Universidade de Santo Amaro (UNISA). Pós-graduado em Ortodontia e Ortopedia dos Maxilares pela Sboom. Com especialização e mestrado em Implantodontia, habilitação em Harmonização Orofacial e Anatomia da Face. Professor nas áreas de Cirurgia Bucomaxilo Facial e Harmonização Orofacial. Voluntário há mais de 20 anos na Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais - ADRA Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!