Queilite glandular pode ter diferentes causas e tratamentos

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Causando grandes incômodos nos pacientes portadores, é um pouco complicada de ser tratada

As glândulas salivares são uma parte fundamental para diversos processos importantes do nosso dia a dia, como por exemplo, a mastigação. Um problema como a queilite glandular a afeta muito.

Dessa forma, por mais que seja de manifestações um pouco mais raras, é importante que os cirurgiões-dentistas tenham conhecimento sobre a queilite glandular e saibam como tratá-la.

Queilite glandular é uma doença inflamatória consideravelmente rara e que até então possui uma causa principal desconhecida.

Ela costuma afetar as glândulas salivares que têm um tamanho mais reduzido e, principalmente, as que estão no lábio inferior.

O Que é a Queilite Glandular?

Também conhecida como queilite glandular apostematosa, assim como já explicamos, o problema com essa doença é que a sua causa principal ainda não foi identificada.

O que causa isso é o fato de que diversos fatores etiológicos tenham então uma relação e grande influência com o seu desenvolvimento. Porém, nenhum deles sozinhos justifica o quadro.

É importante que o profissional da saúde tratando o problema conheça os três principais tipos de queilite, que são:

  1. Queilite glandular simples;
  2. Glandular superficial (Baelz-Unna);
  3. Queilite apostematosa profunda (Volkmann)

Embora não tenha restrições de sexo, idade, ou outras características, elas costumam aparecer com uma maior frequência nos homens.

Como a Queilite Glandular se Manifesta?

De acordo com as informações sobre essa doença inflamatória rara que existem até hoje, alguns dos profissionais acreditam que ela seja decorrente de casos de doença periodontal.

Além disso, dizem também que todo esse processo inflamatório possa ter uma relação com certos distúrbios emocionais, ser de caráter genético, ou ainda, surgir a partir da aversão do lábio inferior.

Apesar de todas essas especulações, ainda assim a sua etiologia continua desconhecida.

Sinais e Sintomas da Queilite Glandular

Normalmente, os dentistas costumam observar uma saída de um material bem espesso que acaba atingindo então o lábio que está afetado.

É muito comum notar também a presença de alguns nódulos, ou ainda, áreas que estejam mais rígidas do que o normal. Ainda assim, os sinais mais visíveis são:

  • Aumento de volume do lábio;
  • Pequenos pontos vermelhos na área;
  • Hipertrofia glandular;
  • Eversão do lábio inferior.

Tratamento Para Queilite Angular

Por atingir mais comumente o lábio inferior como já explicamos, essa doença pode ser de uma origem crônica e ter então um manuseio um pouco complicado.

Entre as opções que o profissional tem para tratar as glândulas salivares, algumas envolvem o uso de:

Dessa forma, o foco do tratamento é então erradicar completamente os focos dentários e eliminar de uma vez o problema.

Nos casos mais graves, pode ser necessário até mesmo realizar processos um pouco mais complicados, como é o caso de uma ressecção ampla da área afetada, ou ainda, partir para uma cirurgia no paciente.

Assim como qualquer outro problema, quando identificada em seu estado inicial, a queilite glandular é mais fácil de ser tratada. Por isso, aos menores sinais, procure seu dentista.

Silmara Alves Rozo Ducatti

Silmara Alves Rozo Ducatti

Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE) e especialista em Ortodontia pelo Sindicato dos Odontologistas de Mato Grosso do Sul (SIOMS).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!