Prototipagem é usada em planejamentos odontológicos

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Confira aqui como funciona a prototipagem na área da odontologia

Os avanços da ciência e da tecnologia na área odontológica otimizaram as técnicas dos procedimento. Um exemplo disso é o uso da prototipagem pelos profissionais.

Ela é usada em diferentes áreas por profissionais de diferentes especialidades. Mas, afinal, o que é a prototipagem?

A prototipagem é um método de reprodução de estruturas físicas com alta definição anatômica. Isso é possível graças a utilização das imagens tridimensionais criadas nos computadores.

Essas estruturas são chamadas de protótipo.

Nesse artigo vamos tirar todas as suas dúvida sobre a prototipagem na odontologia. Vamos começar?

Quais áreas odontológicas mais usam a prototipagem?

A prototipagem em odontologia é mais utilizada em:

  • Cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial: é uma especialidade odontológica que trata cirurgicamente as doenças da cavidade bucal, face e pescoço. Essas patologias envolvem traumatismos e deformidades da face, do maxilar, da mandíbula, e do trágus a pirâmide nasal;
  • Implantodontia: é uma especialização ortodôntica que consiste em anexar à mandíbula ou ao maxilar um implante que substituirá o dente perdido. Assim, ele funcionará como um suporte e será abotoado por cima, podendo ser fixo ou removível;
  • Reabilitação oral: é um conjunto de tratamentos feitos por uma equipe de especialistas para reabilitar as funções bucais de um paciente.O maior objetivo é devolver ao paciente sua saúde bucal e suas funções bucais. Tudo é analisado para que, ao fim do tratamento, o paciente não precise passar por outros procedimentos; e
  • Ortodontia: a área odontológica responsável pela correção das posições dos dentes e ainda pelos ossos maxilares.

Técnicas da prototipagem mais utilizadas

Dentro da prototipagem odontológica, há 5 técnicas amplamente utilizadas. Fizemos uma lista para você conseguir entender sobre a produção e vantagem e desvantagem de cada uma.

Estereolitografia (SLA)

É a técnica mais tradicional de prototipagem rápida. O material utilizado para a construção da estrutura é a resina líquida.

Assim, a resina líquida passa por uma polimerização. O material se solidifica com o feixe de raio laser ultravioleta.

Esse processo se repete para a construção de cada camada da estrutura.

Entre as vantagens do processo estão a boa reprodução dimensional, garante a visualização interna e permite fixar parafusos no modelo.

Entre as desvantagens encontradas está o alto custo.

Sinterização Seletiva a Laser (SLS)

O processo de construção é bem semelhante ao da estereolitografia. No entanto, o material usado na SLS é um polímero em pó.

Entre as vantagens do processo estão a boa reprodução dimensional, permite fixar parafusos no modelo, garante a esterilização em autoclave e a estética é semelhante a um osso.

Entre as desvantagens encontradas está o alto custo e o material ser muito duro.

Impressão Tridimensional (3D Printing)

Essa técnica de prototipagem 3d é realizada com o material de pó cerâmico ou polimérico. A técnica constrói o modelo camada por camada.

Diferente dos outros processos, essa técnica é mais barata, a construção é rápida e a estética é semelhante a um osso.

Mas, as desvantagens incluem a reprodução dimensional com menor qualidade e apresenta porosidade na superfície.

Modelagem por Deposição Fundida (FDM)

Essa técnica é realizada a partir da extrusão de polímeros aquecidos. A técnica constrói o modelo camada por camada.

Entre as vantagens do processo estão a boa reprodução dimensional, garante a visualização interna e permite fixar parafusos no modelo.

As desvantagens aparecem com o custo elevado, material muito duro e demora na construção por causa da velocidade.

Principais usos odontológicos

Os profissionais da área odontológica usam o método para planejar cirurgias. Isso permite que o profissional simule os resultados de uma cirurgia. Também permite a reprodução de próteses e placas.

Além disso, o método de prototipagem auxilia na comunicação entre a equipe odontológica e o paciente.

Rodrigo Venticinque

Rodrigo Venticinque

Graduado pela Universidade de Santo Amaro (UNISA) e especialista em Prótese e Reabilitação Oral Integrativa, Biofísica Quântica, Biorressonância Aplicada e Ortomolecular. Pós-graduado em Estética Dental e Reabilitação Oral, com certificação em Remoção Segura da Amálgama e Odontologia Biológica pela Academia Internacional de Medicina Oral e Toxicologia. Professor da pós-graduação em Biofísica e Ortobiomolecular da QuantumBio. Também atua nas áreas de Ozonioterapia, Odontologia Sistêmica, Sedação Consciente com Óxido Nitroso e Hipnose. Diretor da clínica Venticinque Odontologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.