Propedêutica é essencial para o diagnóstico correto

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Confira aqui como a propedêutica é aplicada na área da Odontologia

Nas áreas de saúde, os profissionais utilizam métodos da propedêutica para estabelecer o quadro clínico dos pacientes.

Com ela, é possível estabelecer o diagnóstico certeiro. Assim, os profissionais conseguem planejar o tratamento mais indicado para cada caso. Mas, afinal, o que é a propedêutica?

Propedêutica é o conjunto de técnicas utilizadas com o objetivo de obter dados básicos para formar as primeiras hipóteses de diagnóstico.

Neste artigo vamos tirar todas as suas dúvidas sobre a propedêutica. Vamos começar?

Propedêutica na Odontologia

Como já vimos, a semiologia e propedêutica – que são termos sinônimos – são aplicadas em praticamente todas as áreas da saúde. Inclusive na área odontológica.

Assim, a propedêutica em odontologia começa com o exame clínico. Ele é ideal para o profissional entender e analisar os sintomas manifestados pelo paciente.

Os exames clínicos são divididos em: anamnese e físico.

Anamnese

A anamnese é uma entrevista. Ou seja, o profissional faz um questionário para ter informações importantes sobre o paciente. Por isso, o profissional tem como objetivo:

  • Descobrir detalhes sobre o paciente: nome, idade, gênero, endereço, profissão, entre outras informações pessoais;
  • Entender o por que do paciente ter ido procurar um paciente. Assim, a principal questão é saber sobre a queixa apresentada;
  • Saber sobre a queixa: quando a alteração começou, qual a intensidade do incômodo, quais os sintomas e se ela evoluiu;
  • Descobrir quais foram as patologias passadas, além de alterações bucais passadas que o paciente já apresentou. Assim, isso deve ser notificado mesmo quando não há uma aparente ligação entre os problemas;
  • Possíveis alergias: o paciente precisa informar ao profissional se tem alguma reação alérgica a medicamentos e produtos odontológicos; e
  • Hábitos: o profissional precisa conhecer como o paciente se alimenta, se exercita, se é fumante e consome bebidas alcoólicas. Essas questões explicam a saúde bucal da boca.

Exame Clínico

Além disso, na segunda parte do exame clínico odontológico, que é o exame físico, o profissional analisa toda a região anatômica bucal do paciente. Para isso, ele faz manobras de semiotécnica. Algumas delas são:

  • Inspeção: com o auxílio dos espelhos, o profissional irá ver detalhes a olho nu dos elementos bucais;
  • Palpação: é com o tato que o dentista vê textura, consistência e elasticidade dos elementos;
  • Percussão: são com pequenas e leves batidas com os dedos no interior da boca que o profissional identifica vibrações alteradas;
  • Auscultação: é o mesmo passo da percussão, mas aqui os dentistas usam aparelhos; e
  • Olfação: com o olfato, o dentista identifica cheiros estranhos na boca.

Exames Complementares

Com o exame clínico, o profissional consegue estabelecer possíveis diagnósticos.

Mas para ter a certeza do diagnóstico, o profissional pode pedir por outro método propedêutico. Assim, exames complementares são requisitados.

Por isso, exames radiográficos, biópsias e tomografias computadorizadas são alguns exemplos desses exames.

Com isso, a equipe odontológica consegue chegar no diagnóstico certeiro. A partir do resultado conclusivo, os profissionais conseguem planejar tratamentos eficientes.

Todos os tipos de dentistas utilizam a propedêutica na sua rotina. Por isso, converse com o seu cirurgião-dentista de confiança para entender mais sobre esse processo.

Valdir de Oliveira
Valdir de Oliveira
Valdir de Oliveira é cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela Universidade de Santo Amaro (UNISA) e pós-graduado em Ortodontia e Ortopedia dos Maxilares pela Sboom. Possui especialização e mestrado em Implantodontia, habilitação em Harmonização Orofacial e Anatomia da Face. Também é professor nas áreas de Cirurgia Bucomaxilofacial e Harmonização Orofacial e voluntário há mais de 20 anos na Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA Brasil). Com o registro no Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CRO-SP) nº 52860, Valdir integra a equipe odontológica do Instituto Bernal e Oliveira, que está localizado na Avenida dos Imarés, 572A - Indianópolis, São Paulo - SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio
Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.
Agende uma consulta
Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

Simpatio 2021 © - Todos os Direitos Reservados

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.

Os conteúdos da Simpatio são escritos por jornalistas e possuem a supervisão e a aprovação de dentistas e de profissionais de saúde parceiros.