Ponto preto no dente? O que isso significa?

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Nem sempre o ponto preto no dente é patológico, mas é importante checar com seu dentista

Imagine. Você está no banheiro escovando os dentes, passa o fio dental, enxágua a boca e depois da aquela conferida para ver se sobrou alguma sujeirinha, quando se depara com um ponto preto no dente.

O que é esse ponto preto no dente? Será que devo me preocupar? Pode ser cárie ou alguma infecção? Vamos explicar.

O ponto preto no dente é causado por diversos fatores. Um deles é, sim, a cárie, mas não necessariamente. A mancha nos dentes pode ser também provocada por resquícios de comida, por ingestão de alimentos com muita pigmentação, pelo uso de medicamentos, por traumatismo e por bactérias cromogênicas.

Como diagnosticar?

O único modo para identificar as causas do ponto preto no dente é fazendo uma visita ao seu dentistas de confiança. Se o profissional julgar necessário, irá pedir uma complementação dos exames.

O mais aconselhado, a princípio, é a realização de uma radiografia. Pode ser periapical, se for localizada em um ponto específico, ou total, se tiver acometido uma grande área.

E se for cárie?

Caso seja cárie, o dentista terá de tirá-la. Uma cárie mal tratada pode comprometer as estruturas mais internas do dente, prejudicando-o ainda mais. Por isso, é indicado que esse tratamento seja realizado o mais rápido possível.

Em outras palavras, a cárie representa uma lesão estrutural e uma infecção causada por bactérias. Afinal, elas perfuram o esmalte do dente, formam placas duras e com coloração escura.

Dependendo da profundidade, causam dor e desconforto nos dentes. Em situações mais extremas, sem o tratamento, causam o abcesso.

É importante dizer que a cárie é uma das principais causas do edentulismo, a queda total ou parcial de dentes, quando está relacionado a alguma patologia.

Tratamento da cárie

  • Anestesia local (em alguns casos pode ser dispensável);
  • Remoção da cárie utilizando brocas dentárias e, às vezes, curetas;
  • Preparar uma cavidade retentiva. Na sequência, é efetuado procedimentos adesivos;
  • Colocação do material de obstrução;
  • Remoção de excessos do material e verificação da oclusão.

E se forem só manchas?

Se for apenas uma mancha preta nos dentes ocasionada por resto de alimento, alguma pigmentação à base de corante ou bactérias cromogênicas, a preocupação será menor.

Uma simples limpeza feita pelo dentista corrigirá o problema. O processo denomina-se profilaxia dentária. É o mesmo usado para remoção de placa bacteriana e tártaro.

Ele é feito por meio de alisamento, raspagem e polimento do dente. Assim, o dentista higienizaria toda a área, retirando as manchas.

Traumatismos, restauração, canal e medicamentos

No caso dos traumas, há o rompimento de vasos sanguíneos. O sangue fica depositado na parte interna do dente, formando as manchas ou escurecendo-o.

Uma restauração de amálgama mais profunda pode trazer um aspecto mais escuro à coroa dentária com o passar do tempo.

A substância guta percha, usada no tratamento de canal, pode se alocar no dente. Mais precisamente na coroa dentária. Dessa forma, provoca uma cor mais escura.

Antibióticos que contenham tetraciclina, se forem recorrentemente utilizados, ao longo do tempo, acinzentam os dentes.

Ponto preto na gengiva

Além das manchas nos dentes, ainda temos os pontos pretos na gengiva. Esses, em específico, são causados pelo acúmulo de melanina, restaurações e tabagismo.

Sua correção é feita através do peeling gengivalA técnica consegue removê-los por dermoabrasão, isto é, uma descamação na superfície da gengiva.

Com isso, as manchas de coloração mais amarronzada desaparecem, e em pouco tempo, uma gengiva rosada surge.

Por fim, há a melanona, que é um tipo de câncer. Ainda que seja atípico seu início pela boca, é uma anomalia associada ao álcool e ao fumo. Se não diagnosticada rapidamente, pode ser fatal.

Em resumo, não é regra que o ponto preto no dente esteja ligado a doenças. No entanto, como qualquer disfunção, devemos nos atentar. Se perceber algo de diferente, não hesite, agende uma consulta com seu dentista.

Juliana Peres

Juliana Peres

Graduada em Odontologia pela Universidade Cidade de São Paulo. Pós-graduada em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial pelo programa de residência profissional do Complexo Hospitalar Padre Bento de Guarulhos. Conhecimento na área de cirurgia oral menor e maior. Residente em cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial no Complexo Hospitalar Padre Bento durante 3 anos e responsável pelo atendimento de pacientes na área de clínico geral, cirurgias orais e harmonização orofacial em diferentes clínicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.