Papilite: características, causas e principais tratamentos

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Sem causas específicas, costuma assustar os pacientes quando se manifesta

As inflamações na garganta são problemas muito comuns e que não costumam trazer sérios riscos para a saúde. A papilite pode ser considera como uma.

Dessa forma, assim como toda e qualquer doença, com a papilite não é diferente. Apesar de seu baixo nível de risco, é preciso conhecê-la e saber identificá-la para evitar que se torne algo mais grave.

Papilite são inflamações que ocorrem nas papilas da língua – que são as pequenas estruturas responsáveis por permitir o nosso paladar, ou seja, sentir o gosto de todos os alimentos.

O Que é a Papilite?

Tanto a papilite primária quanto a secundária são casos que têm um difícil diagnóstico pré-operatório. Essa costuma ser a maior dificuldade encontrada para tratar a situação.

Assim como já começamos a explicar anteriormente, a papilite, também chamada pelo nome de estenose papilar, possui diferentes graus e causas.

Dessa forma, existem também alguns tipos de papilite, são eles:

  • Papilites necrosantes
  • Papilite duodenal
  • Papilite lingual transitória

Por ser uma inflamação que afeta principalmente a região da língua, ela é comparada com a glossite e tem sintomas parecidos.

Quais os Sintomas da Papilite?

As inflamações na papila são algo bem desconfortável. Por isso, a dor e incômodo na região são os sintomas mais comuns. Além disso, é muito frequente que se observe também:

É devido a essa presença de diversos machucados e irritações na língua que a doença é conhecida também como papilite lingual.

Além disso, a perda do apetite está diretamente relacionada com o fato de o problema afeta as papilas gustativas. O que ocorre é que, por conta da inflamação, o paciente fica com as papilas gustativas inchadas.

A Papilite Tem Causa?

A resposta para essa pergunta não é das mais fáceis e, desde que a doença ficou conhecida, vem causando muitas dúvidas nos profissionais e estudiosos da saúde.

Isso se deve então ao fato de que não há apenas um motivo para a manifestação dessa inflamação, uma vez que ela pode ser desencadeada por uma alergia, medicamentos, ou até mesmo outras infecções.

Muitos dos pesquisadores do caso costumam dizer, inclusive, que não se trata necessariamente de uma doença, mas sim de um sintoma de algum outro problema de saúde.

Dessa forma, é por isso então que, a melhor forma de começar a tratá-la, é por meio da identificação de qual está sendo a causa primária para esse problema.

E lembre-se, não é correto dizer que a papilite lingual é contagiosa.

Principais Tratamentos

Quando possível, ao perceber os primeiros sinais e sintomas do quadro no paciente, está mais do que na hora de começar a traçar um diagnóstico.

Normalmente, é feito então um exame de endoscopia, analisando toda a área e buscando verificar se há ou não alguma alteração que está causando tal problema

Se a resposta for sim, o profissional irá informar ao paciente detalhadamente todas as condições de seu caso e explicar qual será seu tratamento.

Dessa forma, o procedimento cirúrgico para papilite costuma ser o mais indicado e mais eficiente. Um bom exemplo de forma de tratamento muito realizada é a papilotomia, que nada mais é do que uma incisão no esfíncter.

Silmara Alves Rozo Ducatti

Silmara Alves Rozo Ducatti

Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE) e especialista em Ortodontia pelo Sindicato dos Odontologistas de Mato Grosso do Sul (SIOMS).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2018

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.