Ozonioterapia é alternativa inovadora nos tratamentos odontológicos

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Confira aqui como a ozonioterapia é empregada dentro da área odontológica

Na odontologia, os avanços tecnológicos desenvolvem tratamentos inovadores. Um exemplo disso é o surgimento da ozonioterapia.

Essa técnica foi reconhecida pelo Conselho Federal de Odontologia em 2015. Vamos conhecer mais sobre a ozonioterapia?

A ozonioterapia é uma técnica terapêutica que mistura o O3 com o oxigênio. Ela é conhecida por ser muito segura e por estar sendo cada vez mais usada pelos cirurgiões-dentistas habilitados.

O gás O3 também é conhecido como ozônio.

Vantagens do método com ozônio

Alguns dos benefícios da técnica são:

  • Biocompatibilidade;
  • Mata microrganismos;
  • Melhora da cicatrização; e
  • Melhora na resposta do sistema imunológico (por meio do oxigênio na sua fórmula).

Aplicações da ozonioterapia

A ozonioterapia na odontologia é feita a partir de três métodos. Eles são:

  • Pelo próprio gás;
  • Água ozonizada; e
  • Óleo ozonizado.

Todos esses métodos são formas de tratamentos para as seguintes alterações bucais e procedimentos odontológicos:

  • Cárie: lesão estrutural causada pela bactéria no dente. Ela perfura o esmalte do dente e placas duras e com coloração escura. Caso não tratada, pode causar o abcesso;
  • Doenças periodontais: têm três estágios- gengivite, periodontite e periodontite avançada. Representam alterações negativas na gengiva e nos ossos periodontais;
  • Disfunção da ATM: distúrbios na articulação temporomandibular, que é responsável pela movimentação do maxilar inferior;
  • Tratamentos de canais: recuperação da parte interna (polpa ou nervo) do dente, remoção do tecido pulpar e posterior vedação do canal.
  • Cirurgias bucais: especialidade que engloba intervenções manuais ou com auxílio de instrumentos no tratamento de doenças ou traumatismos. Ela atua no limite da face e dos tecidos;
  • Inflamações: como as aftas; e
  • Infecções: como a candidíase oral.

Cada tratamento é feito com o auxílio de um gerador de ozônio. Ele é um aparelho que faz descargas elétricas de 13.000 a 15.000 volts.

Tudo isso é operado pelo profissional habilitado nessa técnica. Desse modo, a dosagem é controlada e cada paciente recebe a dose apropriada para o seu tratamento.

Como posso atuar na área de ozonioterapia?

Se você se interessou pelo tratamento com ozônio e gosta da área de odontologia, que tal investir em uma carreira?

Dentro da faculdade de odontologia, o futuro profissional estuda estruturas bucais, como os dentes, a boca e os ossos da face. No ambiente universitário, é ensinado como fazer prevenção, diagnósticos e tratamentos de doenças orais.

Ainda, o estudo pode ser focado em questões estéticas. A duração do curso de odontologia é de 5 anos, com todos os cursos presenciais. As aulas práticas são iniciadas no segundo ano da faculdade.

Em todas as instituições, o estágio é obrigatório para a formação. E, no final de todo o curso, é preciso que o estudante faça um TCC, também conhecido como trabalho de conclusão de curso.

Caso você opte por fazer o curso em uma instituição privada, a maioria delas custa em média R$1700,00 por mês. Mas fique atento para as bolsas universitárias e programas de financiamento.

Quando você finalizar a faculdade e já estar com seu diploma, você pode atuar como um dentista generalista. Assim, atendimentos clínicos e tratamentos que são básicos serão a sua área de atuação.

Mas, e como atuar com a ozonioterapia? Bom, só podem atuar com esse tratamento cirurgiões-dentistas que tenham uma habilitação. Para isso, é preciso fazer um curso de especialização com uma carga horária mínima de 32 horas. Assim, você aprende as técnicas e se torna um profissional competente.

Ramiro Murad Saad Neto

Ramiro Murad Saad Neto

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela UNIC. Gestor de clínicas odontológicas e franquias. Residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Habilitação em Harmonização Orofacial e integrante da equipe Bucomaxilofacial Dr. Carlos Eduardo Xavier na Clínica da Villa, em São Paulo. CRO - 118151

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.