Incentivar a higiene bucal de forma lúdica é uma alternativa

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Por quê incentivar a higiene bucal em crianças e adolescentes?

Com a chegada de um filho, muitas responsabilidades surgem. Dentre elas está a de incentivar a higiene bucal a partir de poucos dias de vida do bebê.

Mas, afinal, por quê é tão aconselhado incentivar a higiene bucal em crianças e adolescentes?

Incentivar a higiene bucal das crianças é importante, pois assim os pequenos são propensos a se tornarem pessoas preocupadas com a saúde bucal.

Manter uma boa higiene previne diversos problemas bucais. Entre os pequenos, os mais comuns são a cárie e a periodontite.

Porém, a escola também pode ajudar nesse processo de fazer as crianças criarem esse hábito benéfico.

Como Incentivar Meu Filho Desde Pequeno?

Dentistas afirmam que transformar o momento em algo divertido para as crianças ajuda para que elas se acostumem a manter uma boa higiene bucal.

E como fazer isso? Confira abaixo algumas dicas que nós separamos:

  1. Explique a importância de manter uma boa higiene bucal: o primeiro passo para estimular seu filho a escovar os dentes é explicar o motivo que faz o hábito ser essencial. Isso pode ser feito com o auxílio de histórias.
  2. Três vezes é o mínimo: não se esqueça de falar para o seu filho que é importante que ele escove os dentes pelo menos três vezes ao dia, sendo uma vez após cada refeição (café da manhã, almoço e janta).
  3. Crie um ambiente adequado: pequenas mudanças fazem toda diferença para as crianças, e se elas acharem difícil, provavelmente não farão. Por exemplo, se seu filho não alcança a pia, coloque um banco para ele subir.
  4. Use os brinquedos a seu favor: se o seu filho tem um brinquedo predileto, use-o como ajudante! “Escove” os dentes do brinquedo e diga para seu filho seguir o exemplo e fazer o mesmo.
  5. Seja o exemplo para os pequenos: não adianta falar a ele que é importante, mas não fazer também! Então, quando for escovar os dentes, leve o seu filho junto. Existe uma grande tendência que ele siga o seu exemplo.
  6. Use os produtos adequados para crianças: compre uma escova de dentes feita para crianças. Pode conter um personagem que seu filho gosta, bem como cremes dentais específicos para os pequenos.
  7. Recompense-o por manter os costumes da boa saúde bucal sozinho: passar mais tempo brincando com seu filho depois que ele escova os dentes sozinho é uma boa forma de ensiná-lo também.

Outras Formas de Incentivar Seus Filhos!

Existem ainda maneiras de fazer com que seu filho mantenha os bons hábitos bucais quando ele começar a ir a escola. Confira abaixo:

  1. Use músicas: lembra aquelas músicas de infância que até hoje você não esqueceu? Elas podem ajudar na hora de ensinar seu filho a manter a saúde bucal.
  2. Alimentação: sem dúvidas um fator diferencial é a alimentação. Tenha cuidado com a quantidade de doce que a criança come e dê preferência à uma alimentação saudável e rica em nutrientes, principalmente na escola.
  3. Ensine o seu filho como ele deve fazer: mostre ao seu filho como fazer a escovação, como passar o fio dental, como fazer o bochecho e tire as dúvidas. Isso o ajudará a fazer essas coisas sozinho.
  4. Agende para o seu filho uma consulta com um odontopediatra: esse profissional é aconselhado pois ele saberá como falar com seu filho para ele não ficar tenso. E não se esqueça de manter a regularidade nas consultas.
  5. Peça dicas para o odontopediatra: Aprender como ensinar o seu filho a passar o fio dental, por exemplo, é algo necessário, assim como pedir dicas ao profissional para deixar mais leve o aprendizado do seu filho.

Qual o Papel da Escola na Saúde Bucal Infantil?

A princípio, os pais podem ficar aflitos com a saúde bucal de seus filhos quando eles começam a ir para a escola. Mas para isso é aconselhado que converse com eles sobre o assunto.

Entretanto, os pais não estão sozinhos nesse processo. Eles podem contar também com os professores para ajudar os pequenos a manter a atenção na higiene bucal.

Sendo assim, não pode faltar na mochila do seu filho um kit de higiene bucal com escova de dentes, creme dental e fio dental. Lembre-o de pedir ajuda a algum adulto na escola para fazer a limpeza adequada dos dentes.

Como Melhorar o Hábito de um Adolescente?

Com os adolescentes é preciso tomar cuidado com hábitos que normalmente as crianças não possuem, como ficar horas sem escovar os dentes, por exemplo. Mas isso é algo que muitas vezes não adianta falar com eles.

Sendo assim, é válido tomar algumas medidas diferentes. Tendo em vista que eles normalmente se alimentam de comidas gordurosas e tomam bastante refrigerante, é bom tomar muito cuidado com a quantidade ingerida.

É preciso também tomar cuidado com os produtos para limpeza que estão sendo usados. Afinal, a escova precisa ter o tamanho ideal para não machucar a boca.

Por último, mas não menos importante, para incentivar a higiene bucal dos adolescentes é preciso manter uma constância de consultas odontológicas para avaliar como está a situação de sua saúde bucal.

Silmara Alves Rozo Ducatti

Silmara Alves Rozo Ducatti

Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE) e especialista em Ortodontia pelo Sindicato dos Odontologistas de Mato Grosso do Sul (SIOMS).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.