Imobilização dentária garante estabilidade dos dentes

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Confira aqui as principais técnicas de imobilização dentária na área da odontologia

Você já sentiu que o seu dente está se deslocando em diferentes posições? Se a resposta for sim, é recomendado que você faça uma visita ao cirurgião-dentista. Ele pode indicar tratamentos como a imobilização dentária!

Porém, antes de indicar o tratamento, o profissional precisa fazer o diagnóstico certeiro. Mas, afinal, o que é a imobilização dentária?

A imobilização dentária é uma técnica odontológica realizada para dar estabilidade aos dentes que apresentam mobilidade.

Neste artigo iremos sanar todas as suas dúvidas e curiosidades sobre a imobilização dentária. Vamos começar?

Conhecendo mais sobre a mobilidade dentária

A mobilidade dental é quando o dente de uma pessoa consegue se deslocar em várias posições e sentidos.

Ela pode ser causada por algum acidente, trauma, próteses e restaurações mal adaptadas, doenças, perda óssea e também pelo tratamento odontológico.

A mobilidade dental pode ser normal na fase dos dentes de leite, quando eles devem cair naturalmente. Mas, na dentição permanente, é preciso ficar atento aos dentes moles.

Eles podem enganar as pessoas que acham ser apenas por um movimento fisiológico, um movimento natural dos dentes.

No entanto, é importante fazer uma visita a um dentista para a realização de exames clínicos e exames radiográficos para o diagnóstico preciso.

Isso porque sem uma consulta odontológica com o dentista de confiança, o paciente pode ter consequências graves. Entre os principais efeitos dos dentes moles, encontramos:

  • Perda do dente;
  • Doenças periodontais: gengivite, periodontite e periodontite avançada;
  • Falta de articulação na mastigação; e
  • Deslocamento do dente.

Quando os dentes ainda podem ser recuperados, mas tiveram uma perda do suporte ósseo, o tratamento com a imobilização dos dentes é recomendado pelos profissionais odontológicos.

Diagnóstico é essencial para realizar a imobilização

Para ter certeza que os dentes perderam suporte ósseo, mas ainda podem ser recuperados, o profissional precisa fazer exames. Você pode visitar o periodontista ou o cirurgião-dentista.

O primeiro exame a ser feito é o exame clínico, que é dividido em anamnese e exame físico. Na anamnese, o profissional fará perguntas sobre os sintomas e o histórico médico do paciente.

No exame físico, o profissional analisa toda a região anatômica da boca, principalmente os dentes com mobilidade do paciente.

Além disso, o profissional deve pedir por exames complementares, como os exames radiográficos.

Só com os resultados do diagnóstico o profissional pode efetivamente indicar a imobilização dos dentes como técnica de tratamento para o quadro clínico do paciente.

Quais são as técnicas de imobilização dentária?

A imobilização dos dentes é feita com os aparelhos de contenção. O aparelho de contenção é usado para controlar o retorno dos dentes a sua posição original.

Ele pode ser fixo ou móvel. O tempo de uso depende de cada tratamento, mas ambos são feitos para não atrapalhar a estética ou a fala.

O aparelho de contenção móvel pode ser usado tanto na arcada superior quanto na inferior, mas, como contenção, seu uso se dá na arcada superior.

O modelo encaixa nos dentes e no céu da boca, podendo ser retirado a qualquer momento pelo paciente. O aparelho de contenção fixo é usado apenas na arcada inferior.

Somente o dentista pode estipular os prazos para a retirada do aparelho de contenção. Como cada paciente tem um quadro clínico único, os períodos podem variar de meses a anos.

Por isso, é necessário fazer visitas regulares ao profissional de confiança para o acompanhamento da técnica de imobilização dentária.

Rodrigo Venticinque

Rodrigo Venticinque

Graduado pela Universidade de Santo Amaro (UNISA) e especialista em Prótese e Reabilitação Oral Integrativa, Biofísica Quântica, Biorressonância Aplicada e Ortomolecular. Pós-graduado em Estética Dental e Reabilitação Oral, com certificação em Remoção Segura da Amálgama e Odontologia Biológica pela Academia Internacional de Medicina Oral e Toxicologia. Professor da pós-graduação em Biofísica e Ortobiomolecular da QuantumBio. Também atua nas áreas de Ozonioterapia, Odontologia Sistêmica, Sedação Consciente com Óxido Nitroso e Hipnose. Diretor da clínica Venticinque Odontologia.

One Reply to “Imobilização dentária garante estabilidade dos dentes”

  1. Bom dia! Dr. Rodrigo! Tenho um dentes abalados devido a um mau procedimento ortodôntico.Gostaria de conversar com você pessoalmente. Sou da zona sul de São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2018

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.