Enxerto ósseo como reconstrutor de ossos na boca

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Veja como o enxerto ósseo pode ajudar na estética dental e na sustentação da boca

Já sentiu o osso alterado? Mais fino ou mais mole? Pois é, as mudanças nos ossos da boca podem trazer impactos funcionais e estéticos negativos para as pessoas que sofrem com esses desconfortos. Porém, temos uma solução: o enxerto ósseo.

O procedimento de enxerto ósseo é realizado de forma rápida e simples. Ele não deixa cicatriz, nem sinais marcantes. O lado negativo desta técnica é a recuperação, que geralmente é mais lenta e requer cuidados específicos. Mas, afinal, o que é um enxerto ósseo?

O enxerto ósseo é uma cirurgia realizada para recriar o osso perdido por alguma alteração na cavidade bucal.

Como o osso pode ficar mole ou fino, o procedimento é necessário para recuperar a estética e as funções de sustentação da boca.

Tipos de enxerto ósseo

Entre os principais tipos de enxertos ósseos utilizados na cirurgia, estão:

  • Autógenos: enxertos retirados do próprio paciente. Esses transmitem o melhor resultado por não terem chances de rejeição e a formação de um novo osso é potencializada;
  • Alógenos: enxertos de um doador humano; e
  • Xenógenos: enxertos de origem animal (os de origem bovina são os mais comuns).

Como sei que preciso do enxerto ósseo?

O enxerto ósseo é indicado para pacientes que tiveram algum trauma no dente e, também, trauma no osso.

É importante buscar um odontologista de confiança para que o diagnóstico seja feito de maneira adequada, e o tratamento, como a cirurgia de enxerto ósseo, seja realizado.

O enxerto ósseo dentário será indicado quando o dentista verificar que o osso da boca do paciente está fraco ou com alguma outra alteração.

Há também casos em que o paciente perde o dente e as áreas ao redor sofrem alterações negativas, como no osso da mandíbula.

Nesse caso, ele fica muito fino ou mole e não consegue manter o implante no lugar. Assim, a cirurgia de enxerto ósseo para implante dentário é a melhor opção.

Fique atento: a cirurgia de enxerto ósseo dentário não é indicado em pessoas que utilizam medicamentos para ossos e pacientes com certos tipos de diabetes .

Como é feito o enxerto ósseo dentário?

Em casos mais simples, o processo cirúrgico pode ser realizado no próprio consultório odontológico e com o uso de anestesia local.

Já nos casos mais específicos e complexos, a cirurgia de enxerto ósseo é feita em um hospital com o uso de anestesia geral.

Cuidados após a cirurgia de enxerto

O enxerto ósseo é uma cirurgia e por isso, há cuidados pós-operatórios. Apesar de ser um procedimento simples, as recomendações do seu dentista de confiança são essenciais para uma recuperação rápida.

O primeiro passo é o repouso. Neste momento, o ideal é não fazer nenhum esforço físico por 24 horas, e também evitar tomar sol diretamente.

Fumar e ingerir bebidas alcoólicas é completamente proibido porque pode retardar e afetar o efeito do procedimento. É importante evitar fazer qualquer pressão interna na cavidade bucal nas primeiras 72 horas.

Entre as limitações, é importante não falar muito para não causar traumas na área operada. Não é aconselhável a realização do bochecho, e a cabeça deve estar o máximo de tempo possível erguida.

A saúde bucal também deve ser preservada. Escovação dos dentes e passar o fio dental são hábitos imprescindíveis. Mas, fique atento: próximo a área operada, o ideal é que a escova seja passada bem lentamente e com cuidado.

O paciente deve tomar corretamente os medicamentos prescritos pelo dentista. Também é recomendado fazer compressas de gelo no local operado, por 4 horas, para evitar possíveis traumas, como hematomas e edemas.

Depois do procedimento, a alimentação muda. O ideal é que o paciente priorize a ingestão de comidas pastosas, líquidas e bem geladas nas primeiras 24 horas. Sorvete está liberado ao extremo!

Visitas regulares ao dentista também devem ser feitas para que ele avalie o estado do local operado e para tirar os pontos da cirurgia. Fique atento para qualquer alteração na cavidade bucal e contate seu dentista de confiança em caso de dúvidas sobre o enxerto ósseo.

Juliana Peres

Juliana Peres

Graduada em Odontologia pela Universidade Cidade de São Paulo. Pós-graduada em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial pelo programa de residência profissional do Complexo Hospitalar Padre Bento de Guarulhos. Conhecimento na área de cirurgia oral menor e maior. Residente em cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial no Complexo Hospitalar Padre Bento durante 3 anos e responsável pelo atendimento de pacientes na área de clínico geral, cirurgias orais e harmonização orofacial em diferentes clínicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.