Dor miofascial indica distúrbios na articulação temporomandibular

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Confira aqui os perigos da dor miofascial para a sua saúde

Você já sentiu dores em alguma parte do corpo depois de pressionar um ponto específico e que não está necessariamente relacionado? Se a resposta for sim, saiba que você pode estar com a dor miofascial.

A causa mais comum da dor miofascial é a repetição excessiva de algum músculo e também por lesões constantes.

Dor miofascial é uma síndrome crônica que causa dores no músculo. Normalmente, o paciente sente esses incômodos depois de pressionar um ponto gatilho.

O ponto gatilho é um nó no músculo. Esse nó causa dores em diferentes partes do corpo. Ou seja, não há nenhuma relação direta. A síndrome dolorosa miofascial é estudada na área médica e na área odontológica.

Quais são os sintomas mais frequentes?

Os sintomas mais manifestados pelos pacientes com o distúrbio de dor muscular são:

  • Limitação dos movimentos;
  • Sensação de um “nó” no músculo;
  • Rigidez no músculo;
  • Espasmos; e
  • Dores locais (boca, pescoço, costas e outros).

Dor Miofascial e Odontologia

A dor miofascial na odontologia indica alterações na ATM. Por isso, a dor miofascial e DTM estão ligadas. Mas o que isso significa?

Bom, primeiro devemos entender que a ATM é uma articulação temporomandibular que faz a ligação maxilar ao osso temporal do crânio. Por isso, a área mais afetada é a que fica à frente das orelhas, nas laterais da cabeça.

Essa articulação é uma das mais complexas do nosso corpo. Por ser extremamente flexível, ela é responsável por todos os movimentos da mandíbula.

Quando ocorre alguma disfunção da ATM, a anomalia recebe o nome de DTM ou disfunção temporomandibular. Essa é uma alteração crônica e pode impedir movimentos mastigatórios e fonéticos.

Mas como eu sei se tenho essa disfunção? O profissional consegue um diagnóstico certeiro a partir do histórico médico e dentário completo do paciente.

Exames clínicos e radiográficos também podem ser requisitados.

Os sintomas da doença podem passar despercebidos, como uma reação involuntária do corpo. Porém, é importante ficar atento à qualquer alteração para evitar problemas maiores.

Entre os sintomas mais frequentes, estão:

  • Dores miofasciais;
  • Dor de cabeça crônica, enxaqueca;
  • Inchaço na face;
  • Dificuldade na hora de mastigar;
  • Dificuldades na hora de abrir completamente a boca;
  • Maxilar travado ao abrir ou fechar a boca;
  • Pressão atrás dos olhos;
  • Deslocamento da mandíbula;
  • Dor de ouvido e zumbidos; e
  • Sensação de que os dentes superiores e inferiores não encaixam.

A causa da disfunção temporomandibular é variada e, por isso, ela fica muitas vezes desconhecida. Entre a mais comum está o trauma na mandíbula.

Outros problemas na saúde também podem ajudar no desenvolvimento da DTM, como a artrite na ATM, efeitos da idade na articulação e até impactos.

Ranger os dentes (bruxismo), deformações faciais desde o nascimento, estresse e tensão muscular também são causas frequentes.

Quais são os melhores tratamentos?

A escolha do tratamento mais adequado irá depender do quadro do paciente. Por isso, converse com o seu profissional de confiança sobre os caminhos possíveis.

Aqui já adiantamos alguns dos possíveis tratamentos. Eles são:

  • Medicamentos: a prescrição medicamentosa indicará a dosagem certa;
  • Usar compressas quentes;
  • Exercícios e alongamentos;
  • Exercícios de relaxamento; e
  • TENS.

Tenha sempre em mente de que a dor miofascial pode prejudicar a sua rotina. Por isso, se cuide e visite um profissional.

Rodrigo Venticinque

Rodrigo Venticinque

Graduado pela Universidade de Santo Amaro (UNISA) e especialista em Prótese e Reabilitação Oral Integrativa, Biofísica Quântica, Biorressonância Aplicada e Ortomolecular. Pós-graduado em Estética Dental e Reabilitação Oral, com certificação em Remoção Segura da Amálgama e Odontologia Biológica pela Academia Internacional de Medicina Oral e Toxicologia. Professor da pós-graduação em Biofísica e Ortobiomolecular da QuantumBio. Também atua nas áreas de Ozonioterapia, Odontologia Sistêmica, Sedação Consciente com Óxido Nitroso e Hipnose. Diretor da clínica Venticinque Odontologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2018

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.