Dor de dente em criança: saiba como identificar e cuidar

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

As dores podem tirar o apetite e afetar o humor dos pequenos

Seu filho reclamou de dor na boca? Não tira a mão da boca e ficou mais irritadiço? Esses são alguns dos sinais de dor de dente em criança.

A dor de dente em criança pode ser estressante e acabar com o dia dos pequenos. Por isso, preparamos um guia completo de como lidar com esse problema.

Há diversos fatores para dor de dente em criança. Há várias doenças e situações que pode levar as dores, mas, por sorte, há métodos para lidar com o desconforto.

Como identificar?

Se seu filho ainda não fala ou não consegue se expressar completamente pela fala, você deve ficar atento aos indícios. As crianças costumam enviar sinais e, na dúvida, é melhor procurar um profissional.

Os sinais mais comuns da dor de dente infantil são:

  • Choro constante ou mudança de comportamento;
  • Excesso de salivação;
  • Inchaço na gengiva;
  • Perda de apetite ou reclamações ao mastigar;
  • Evita escovar os dentes e/ou reclama de dor quando o faz;
  • Febre.

O que pode ser?

Infelizmente, os pequenos são sensíveis a diversos tipos de doenças bucais. A única pessoa que poderá identificar o problema é um odontopediatra, o dentista especialista em cuidados infantis.

Reunimos uma lista de problemas mais comuns entre as crianças.

Cárie infantil

Um mal que atinge a maioria das crianças do mundo todo. É fácil de ser evitada e, sem tratamento, pode levar a extração dos dentes.

Sensibilidade nos dentes

Um problema que também é muito comum em adultos e não costuma demonstrar sinais visíveis. Repare se seu filho reclama mais ao consumir coisas quente ou frias. Doces também causam dor nos dentes sensíveis!

Bruxismo infantil

A pressão constante nos dentes pode levar a desgastes, trincos e outras doenças. O bruxismo causa dores intensas e deve ser tratado com atenção.

Crescimento de um novo dente

Sejam os dentes de leite ou os dentes permanentes, seu nascimento sempre causa dores e desconfortos. O processo é normal e pode ser amenizado com pomadas e outros tratamentos recomendados pelo odontopediatra.

Problemas na gengiva

Quando nos deparamos com problemas na boca, nosso primeiro pensamento sempre são os dentinhos. Infelizmente, a gengiva também pode ser uma fonte de dor se infectada.

Como lidar com a dor de dente?

Ver seu filho chorando é um pouco desesperador. No entanto, você precisa manter a calma. O choro e a mudança de comportamento estão além do controle dele, que ainda não aprendeu a lidar com a dor.

Por isso, a primeira dica é: paciência! Os problemas na saúde bucal infantil nem sempre se resolvem no mesmo dia.

Você pode enfrentar mais de uma “birra” nas refeições e ter um pequeno mal humorado até ser identificada a raiz do problema e se iniciar um tratamento.

A segunda dica é investir em alimentos e bebidas que ajudem a anestesiar a área. Bebidas geladas e sorvetes podem ser uma boa alternativa se você identificar inchaço na gengiva, por exemplo.

O apelo do gelado também pode ser um fator que ajude na colaboração do pequeno.

A terceira dica é: não demore para procurar ajuda profissional! Seu filho deve se consultar com um odontopediatra desde os 6 meses de idade.

Ou seja, você já deve ter um profissional de confiança que não vai hesitar em te dar todo suporte necessário. Um diagnóstico rápido pode salvar o dente do seu filho!

Como prevenir todas essas doenças?

A verdade é que toda doença tem cuidados específicos para serem tomados. No entanto, quando falamos de saúde bucal, há uma dica poderosa que serve para todos os casos.

É claro que estamos falando sobre a higiene bucal. Uma boa escavação, o uso de fio dental e não dormir sem escovar os dentes já preveni a maior parte das patologias.

Transformar a higienização dos dentes em um hábito é a principal ferramenta na hora cuidar da saúde bucal infantil.

A dor de dente em criança pode ser difícil, mas há tratamento. É essencial que você procure um odontopediatra e não ignore os sinais do seu filho. Lembre-se: o odontopediatra é o melhor amigo do sorriso do seu filho!

Juliana Peres

Juliana Peres

Graduada em Odontologia pela Universidade Cidade de São Paulo. Pós-graduada em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial pelo programa de residência profissional do Complexo Hospitalar Padre Bento de Guarulhos. Conhecimento na área de cirurgia oral menor e maior. Residente em cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial no Complexo Hospitalar Padre Bento durante 3 anos e responsável pelo atendimento de pacientes na área de clínico geral, cirurgias orais e harmonização orofacial em diferentes clínicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2018

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.