Entenda a cárie infantil e qual o melhor tratamento

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Mudanças simples no dia a dia podem salvar os dentes das crianças.

“Se comer tanto doce vai ficar cheio de cárie”, dizem as mães. “Se você tiver cárie, vai ter que ir ao dentista”, alertam as professoras. O medo do dentista, que normalmente surge na infância, é um aliado nessa ameaça e a cárie infantil se tornou a maior vilã.

As frases, no entanto, não estão muito longe da verdade. A cárie infantil é um problema real e causa muita dor. Para sorte de todos, há tratamento e prevenção. E não envolve parar de comer doces!

A cárie infantil, assim como a cárie nos adultos, é formada por bactérias e restos de alimentos. Juntos, eles formam ácidos que corroem o esmalte do dente. Alimentos ricos em glicose, como doces e refrigerantes, são os maiores responsáveis pelas cáries.

Por isso, crianças acabam sendo as mais afetadas. A prevenção deve começar ainda nos dentes de leite, porque as cáries podem afetar a troca correta e saudável para os dentes permanentes.

Como identificar a cárie no dente da criança

Um dos sinais da cárie é a dor ou desconforto. No entanto, nem todas as crianças relatam esse sintoma ou não possuem modo de expressá-lo.

É necessário que os pais fiquem atentos aos outros sinais, e o melhor momento para checar é durante as escovações. Alguns sinais que a criança com cárie pode apresentar:

  • O dente apresenta uma manchinha branca ou um ponto branco. Os dois são sinais de que o dente está fraco e é preciso tratar. Se descoberto ainda nessa fase, a criança pode sequer chegar a sentir dor ou desconforto;
  • Buracos nos dentes também são sinais de cárie, que facilmente pode se tornar um abscesso. Se identificado nesse ponto, o dentista deve ser procurado com urgência;
  • Perda de apetite também é um dos sinais da cárie em crianças. Como sentem dor ou desconforto, evitam comer;
  • Mudanças de comportamento ou reações de dor durante o sono podem ser causadas pela dor da cárie;
  • A febre também pode ocorrer em casos mais avançados.

Como prevenir a cárie infantil

Como a causa das cáries são os restos de alimentos, a melhor forma de prevenção é a escovação correta. Os dentistas recomendam três escovações diárias, com creme dental e escova adequados para cada idade.

Se a criança consumir alimentos entre as escovações, o ideal é evitar os ricos em glicose. Se possível, enxague a boca após a refeição.

As cáries nos dentes de leite também podem ser evitadas se a escovação for parte da rotina desde cedo. Há escovas e cremes corretos para bebês menores de um ano, que podem ser recomendadas pelo odontopediatra.

Assim como a escovação deve ser um hábito, a ida ao dentista também. Ao invés de ser um motivo de ameaça e medo, o profissional pode se tornar um aliado das crianças e dos pais.

O odontopediatra é especializado no cuidado infantil e ajudará nesse processo.

Criança com cárie: como tratar?

Não existe apenas um tipo de tratamento e a abordagem muda de acordo com o grau do problema. Se a criança tem acompanhamento constante com o odontopediatra, é provável que as manchas sejam identificadas ainda no início.

Se isso acontecer, não será necessário fazer nenhum tratamento invasivo, como restauração ou canal.

Os casos mais avançados exigem maiores intervenções. A restauração é feita quando ainda há partes saudáveis no dente, seja de leite ou permanente. É possível reconstituir as partes perdidas com materiais adequados e sem dor.

Já o tratamento de canal é feito como última alternativa para salvar o dente. A extração do dente acontece em casos em que a cárie infantil tenha evoluído para um abscesso. Nesta situação, tratamento é diferente e pode envolver medicação.

Juliana Peres

Juliana Peres

Graduada em Odontologia pela Universidade Cidade de São Paulo. Pós-graduada em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial pelo programa de residência profissional do Complexo Hospitalar Padre Bento de Guarulhos. Conhecimento na área de cirurgia oral menor e maior. Residente em cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial no Complexo Hospitalar Padre Bento durante 3 anos e responsável pelo atendimento de pacientes na área de clínico geral, cirurgias orais e harmonização orofacial em diferentes clínicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.