Doenças do paladar? Elas existem e podem ser evitadas

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Papilas gustativas deixam de funcionar com determinados remédios e com a exposição à fumaça

O paladar ou gustação, é um dos cinco sentidos do corpo humano. É através dele que são percebidos os sabores. Por isso, as doenças do paladar não afetam apenas sua saúde, como também sua percepção sobre o mundo.

A língua é o principal órgão desse sentido e possui em sua superfície a maior parte das papilas gustativas. Elas são pequenas elevações repletas de células sensoriais com terminações nervosas que desencadeiam impulsos nervosos e têm como resultado sensações gustatórias. Por isso, são elas as afetadas pelas doenças do paladar.

Doenças de paladar são todas as patologias que afetam, em menor ou maior grau, a capacidade das papilas. Ou seja, qualquer doença que altere gostos ou tire a capacidade das papilas de sentir sabores.

É importante dizer que as sensações gustativas primárias podem ser percebidas por todas as papilas. Claro, há uma variação no grau de intensidade de percepção de cada uma de acordo com a região da língua.

No entanto, uma doença do paladar podem impedir o paciente de sentir uma das sensações primárias (doce, salgado, azedo e amargo), por exemplo.

A Percepção do Paladar

Assim como outros sentidos do corpo humano, o paladar se dá de maneira complexa. Diversos fatores influenciam na percepção do sentido, são eles:

  • Estado do alimento;
  • Olfato: esse sentido desempenha um papel importante na percepção. Isso porque as substâncias liberam odores, quando na boca, que ajudam a criar a percepção de sabor;
  • Produção de saliva: é o que atua para dissolver substâncias sólidas, a fim de fazer com que as papilas recebam o sabor;
  • Temperatura do alimento: sabor azedo torna-se mais evidente em substâncias frias, por exemplo, enquanto doces são mais evidentes em alimentos quentes.

Doenças do Paladar

As doenças que afetam o paladar não se restringem a sintomas da língua, mas também tem relação direta com o olfato. As principais são:

Ageusia

A falta do paladar chama-se ageusia, seja pelas mais diversas causas.

O que mais comumente provoca a diminuição do paladar como um todo é o cigarro, pois a exposição à fumaça faz com que as papilas gustativas deixem de funcionar.

Tumores dos nervos da língua também podem causar distúrbios do paladar, condição que é mais rara.

Anosmia e Hiposmia

Anosmia ou anosfrasia é a perda total do olfato.

Já a hiposmia é a diminuição do olfato, ocorrida por lesão no nervo olfativo, obstrução das fossas nasais ou outras doenças.

Todas afetam diretamente a percepção do paladar.

Disgeusia

Disgeusia é a distorção ou diminuição do senso do paladar. Está associada a deficiência de zinco e alguns medicamentos para hipertensão ou contra a ansiedade.

Também é encontrada em pacientes com insuficiência renal severa ou como sequela de algumas paralisias faciais.

Parageusia

Parageusia é um termo médico para um mal paladar na boca. Uma forma comum de parageusia é o gosto metálico na comida.

Isto pode ser um efeito colateral de diversas medicações, incluindo acetazolamida, metronidazole, ou etoposide.

Parosmia

Parosmia é uma sensação distorcida do olfato, geralmente resultando em sensação de cheiros que não existem ou cheiros desagradáveis, afetando a percepção do paladar.

Outras doenças que podem afetar o paladar

Além disso, outras condições podem afetar indiretamente a percepção do sentido. Outras doenças que podem ter alterações do paladar como um de seus sintomas são:

  • Afta;
  • Deficiência de vitamina B12;
  • Doença do Refluxo Gastroesofágico;
  • Herpes;
  • Ingestão de medicamentos;
  • Nariz entupido e/ou gripe;
  • Problemas de saúde bucal;
  • Tabagismo.

Gostou de saber mais sobre as doenças do paladar? Fique ligado nos próximos textos da Simpatio para descobrir mais patologias associadas a boca!

Ramiro Murad Saad Neto

Ramiro Murad Saad Neto

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela UNIC. Gestor de clínicas odontológicas e franquias. Residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Habilitação em Harmonização Orofacial e integrante da equipe Bucomaxilofacial Dr. Carlos Eduardo Xavier na Clínica da Villa, em São Paulo. CRO - 118151

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.