Funções e características da cureta em odontologia

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Instrumento é muito usado na realização de procedimentos periodontais

Durante o exercício da odontologia, muitas vezes o profissional necessita ter acesso à áreas específicas da boca do paciente. A cureta pode auxiliar nessa missão.

Você conhece as características e funções de um dos instrumentos periodontais mais usados pelos cirurgiões-dentistas, a cureta?

A cureta é um instrumento cirúrgico frequentemente utilizado em consultórios odontológicos. Em geral, são empregadas para contato supra ou subgengival.

Características da cureta

As também conhecidas curetas periodontais contam com ângulos de corte curvos. Seu dorso é arredondado, assim como sua extremidade final.

Além disso, elas podem variar de tamanho e contar com uma ou duas pontas ativas. Curetas que contam com ponta dupla apresentam uma em cada extremidade do cabo.

Desse modo, as lâminas e extremidades ativas das duas pontas tendem a ser semelhantes. Seus ângulos são formados visando evitar acidentes e desconfortos durante a realização de um procedimento odontológico.

Isso porque os ângulos de corte curvos se adaptam à curva natural dos dentes. A cureta de periodontia mais longa e angulada é indicada para casos nos quais há necessidade de contato com os dentes posteriores.

Já as curetas que são mais curtas e contam com ângulo menor, para o contato com os dentes anteriores. A cureta odontológica pode ser específica ou universal.

As curetas universais, conhecidas como curetas McCall, podem se adaptar a toda e qualquer superfície dentária.

Dessa maneira, esse tipo de instrumento periodontal conta com angulação em 90º e podem ser utilizadas tanto nos dentes posteriores, quanto nos dentes anteriores.

As curetas específicas, também conhecidas como curetas gracey, são feitas para o trabalho em apenas uma parte específica da arcada dentária. Assim, elas contam com angulação entre 60º e 70º e apenas uma extremidade ativa.

Funções da cureta na odontologia

Muitas pessoas se perguntam: “cureta odontológica, para que serve?”

Esses instrumentos são frequentemente utilizados na realização de determinados tratamentos odontológicos relacionados à região da gengiva ou ao periodonto. Entre eles, alguns exemplos são:

  • Raspagem e alisamento radicular;
  • Acabamento e polimento dentário;
  • Realização de algumas cirurgias periodontais.

Além disso, esse instrumento também pode auxiliar na remoção de bolsas periodontais, frutos de uma má higiene bucal.

Cuidados com a cureta em odontologia

Para a preservação e manutenção da cureta periodontal, é indicado que o profissional da odontologia leve em conta alguns cuidados necessários.

Um deles é manter o instrumento sempre bem afiado. A afiação consiste no desgaste das faces da lâmina. Dessa maneira, é possível que o corte já desgastado seja recuperado.

Essa técnica é importante porque enquanto realizam a remoção de placa bacteriana em um procedimento de raspagem radicular, por exemplo, o instrumento vai perdendo sua capacidade de corte original.

Assim, uma cureta com capacidade de corte diminuída pode acarretar pontos negativos tanto para o paciente, quanto para o profissional.

Isso porque será necessária a aplicação de mais pressão para que o instrumento realize a sua função, trazendo prejuízos para a mão do cirurgião-dentista e aumentando o risco de trabalho.

Outra coisa que aumenta quando se usa uma cureta sem capacidade de corte adequado é a possibilidade de o paciente sentir dores e desconfortos.

Rodrigo Venticinque

Rodrigo Venticinque

Graduado pela Universidade de Santo Amaro (UNISA) e especialista em Prótese e Reabilitação Oral Integrativa, Biofísica Quântica, Biorressonância Aplicada e Ortomolecular. Pós-graduado em Estética Dental e Reabilitação Oral, com certificação em Remoção Segura da Amálgama e Odontologia Biológica pela Academia Internacional de Medicina Oral e Toxicologia. Professor da pós-graduação em Biofísica e Ortobiomolecular da QuantumBio. Também atua nas áreas de Ozonioterapia, Odontologia Sistêmica, Sedação Consciente com Óxido Nitroso e Hipnose. Diretor da clínica Venticinque Odontologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.