Comida entre os dentes causa problemas para saúde bucal

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Manter uma rotina de higiene eficiente bucal faz toda diferença na saúde dos dentes

É comum que, após algumas refeições, fiquem restos de comida entre os dentes. Por isso, a escovação logo após comer algo é tão essencial.

Restos de comida entre os dentes podem causar diversos problemas, desde o mau hálito até o desgaste e perda dos dentes.

O acúmulo de comida entre os dentes causa o surgimento de placas bacterianas. Podendo gerar cárie, além de causar inflamações e infecções na gengiva, como a gengivite.

Problemas do acúmulo de comida entre os dentes

Doenças comuns aparecem devido à má higiene bucal.

Porém, cárie sem tratamento, por exemplo, pode causar lesões na dentina, na polpa do dente e em casos ainda mais graves, causar a perda do dente e lesões sérias no osso e no maxilar.

A gengivite, caso evolua criando uma séria inflamação, pode permitir que bactérias entrem na corrente sanguínea, causando problemas no sistema cardiovascular.

Além disso, deixar restos de comida entre os dentes faz com que esses alimentos se alojem na língua. Dessa forma, junto com a saliva e bactérias, é causada a saburra lingual, maior responsável pelo mau hálito.

O que contribui para o acúmulo de comida entre os dentes?

Parece simples, certo? É comum que ao comer qualquer tipo de alimento, restos fiquem presos nas cavidades dos dentes.

Porém, alguns fatores, tais como: ortodônticos, próteses dentárias e até mesmo acessórios estéticos, podem contribuir para que esse acúmulo.

Dentes incisivos, caninos, molares, pré-molares e sisos, cada um deles possuem sua forma e função.

É importante que todo esse conjunto esteja em harmonia para que a função do sistema estomatognático seja executada sem problemas.

Muitas alterações causadas pela retenção de alimentos nos dentes, começam a partir de espaços entre os dentes ou até mesmo fraturas.

Tratando as complicações causadas pelo excesso de comida entre os dentes

Para amenizar os danos que foram causados à boca, existem alguns tratamentos. Porém, o procedimento que será realizado vai depender de qual doença ou problema que apareceu e seu estágio de gravidade.

Ao sentir incômodos como dores, mau hálito e sensibilidade na gengiva, o mais indicado é procurar um cirurgião-dentista, explicar quais os sintomas e deixar que o profissional faça o diagnóstico mais correto.

O dentista irá pedir exames e até mesmo uma radiografia para analisar perfeitamente o paciente e entender qual o problema que ocasionou tais desconfortos, preparando assim o tratamento mais adequado.

Cuidados que fazem a diferença para evitar comida entre os dentes

Algumas medidas básicas e procedimentos que podem ser realizados em casa, são aliados na hora da limpeza interdental:

  • Fio dental Superfloss – uma ponta rígida para melhor colocação entre próteses ou aparelho e duas partes de fio, uma tradicional e outra maciosa, limpando a gengiva sem machucar;
  • Escovas Interdentais – cilíndricas ou cônicas, existem em diversas medidas. É recomendado que o paciente escolha a que tem diâmetro compatível com o espaço entre seus dentes.
  • Escova Bitufo – tem um cabo angulado e um tudo cônico. Deve ser utilizada em regiões de difícil acesso, como por exemplo, os dentes do siso.

Fuja do palitinho!

O famoso palito de dentes pós refeição pode ser ainda mais prejudicial ao tirar resto de comida dos dentes.

Além de agredir a gengiva, o palito de madeira pode aumentar ainda mais a distância entre os dentes, o que facilita a retenção de alimentos.

Por isso, caso tenha comida entre os dentes, o ideal é fazer uma higiene eficiente o mais rápido possível.

Rodrigo Venticinque

Rodrigo Venticinque

Graduado pela Universidade de Santo Amaro (UNISA) e especialista em Prótese e Reabilitação Oral Integrativa, Biofísica Quântica, Biorressonância Aplicada e Ortomolecular. Pós-graduado em Estética Dental e Reabilitação Oral, com certificação em Remoção Segura da Amálgama e Odontologia Biológica pela Academia Internacional de Medicina Oral e Toxicologia. Professor da pós-graduação em Biofísica e Ortobiomolecular da QuantumBio. Também atua nas áreas de Ozonioterapia, Odontologia Sistêmica, Sedação Consciente com Óxido Nitroso e Hipnose. Diretor da clínica Venticinque Odontologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2018

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.