Doenças cardiovasculares estão ligadas à saúde bucal

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Saiba como se prevenir contra esse risco

Você sabia que sua higiene bucal está diretamente ligada ao surgimento de doenças cardiovasculares?

É isso mesmo. Escovar os dentes, a língua e passar o fio dental, além de inibir cáries, gengivite e o mau hálito, ainda previne o surgimento de doenças cardiovasculares. Mas qual a relação entre esses fatores?

As doenças cardiovasculares se conectam à saúde bucal pois os germes e bactérias presentes na nossa boca se disseminam para o resto do corpo através da corrente sanguínea. Quando essas bactérias chegam a região do coração, elas podem se prender a alguma área lesionada, causando uma inflamação.

Consequentemente, isso pode acarretar no aparecimento de doenças cardíacas.

Nossa boca abriga milhões de bactérias, que em conjunto aos resíduos alimentícios formam a temida placa bacteriana. Caso não realizemos a higiene bucal corretamente, essa placa se transforma em tártaro.

Ai o coração está em perigo! O tártaro causa o aparecimento de cáries, gengivite e periodontite, que provocam feridas na boca. Assim, o caminho das bactérias fica livre para corrente sanguínea, e consequentemente para o coração.

Quais doenças cardiovasculares podem ser causadas?

As inflamações no coração tendem a aumentar a produção de proteína C-reativa pelo corpo. Essa proteína é bastante associada aos acidentes cardiovasculares, uma vez que forma placas gordurosas em nossos vasos sanguíneos.

As bactérias também podem causar no tecido de revestimento interno do coração, a chamada endocardite. Esse talvez seja o problema mais comum quando pensamos na relação saúde bucal e doenças do coração.

Outros problemas cardiovasculares como a aterosclerose (artérias entupidas) e AVC (Acidente Vascular Cerebral) também estão ligados a inflamações provocadas por bactérias bucais.

O importante é compreender que tanto as bactérias quanto as placas de gordura podem entupir nossas veias e artérias. Isso prejudica todo o nosso sistema cardíaco e circulação sanguínea.

Quando esses problemas não são devidamente tratados e acompanhados por profissionais, pode haver insuficiência cardíaca grave, o que pode ser fatal.

Quais são os sinais de alerta?

Detectar o perigo é o primeiro passo para combatê-lo.

Assim, você impede que ele evolua, se tornando ainda mais prejudicial para sua saúde. A partir daí também é possível iniciar o tratamento adequado.

Aqui iremos listar alguns sinais de risco que indicam algo de errado com sua saúde. Fique de olho caso você note :

  • Gengivas muito vermelhas, inchadas e sensíveis;
  • Sangramentos da gengiva em situações cotidianas, como ao escovar os dentes ou usar o fio dental;
  • Pontos de infecção nas gengivas e em volta dos dentes, com a presença de pus;
  • Mau hálito ou a sensação recorrente de estar com um gosto ruim na boca;
  • Dentes se afastando ou ficando moles.

É fundamental ficar atento a esses sinais. E mais importante ainda é não deixar com que sua saúde chegue a esse ponto.

Cuide do seu coração e da sua saúde bucal

Para evitar doenças bucais que podem prejudicar seu coração, você deve adotar algumas práticas de higiene e prevenção:

  • Escovar os dentes e a língua três vezes ao dia, sobretudo após cada refeição;
  • Utilizar fio dental diariamente;
  • Ir ao dentista pelo menos de seis em seis meses.

Além disso, a rotina para se ter um coração forte e sadio inclui:

  • Manter uma alimentação equilibrada, diminuindo gorduras, sódio, sal e açúcar;
  • Checar a pressão arterial e monitorar o colesterol;
  • Praticar atividades físicas por, no mínimo, 30 minutos, cinco dias por semana;
  • Evitar o consumo de bebidas alcoólicas e o tabagismo.

Agora que você sabe a relação entre saúde bucal e doenças cardíacas, é bom se precaver direitinho, afinal ninguém quer conviver com doenças cardiovasculares.

Juliana Peres

Juliana Peres

Graduada em Odontologia pela Universidade Cidade de São Paulo. Pós-graduada em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial pelo programa de residência profissional do Complexo Hospitalar Padre Bento de Guarulhos. Conhecimento na área de cirurgia oral menor e maior. Residente em cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial no Complexo Hospitalar Padre Bento durante 3 anos e responsável pelo atendimento de pacientes na área de clínico geral, cirurgias orais e harmonização orofacial em diferentes clínicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.