Cicatrizador é fundamental durante cirurgias de implante dentário

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Entenda como é realizada a cirurgia de implante dentário e a função do cicatrizador gengival nesse processo

Apesar de não ser uma cirurgia complicada, o processo da colocação do implante dentário contém muitas fases importantes e essenciais para o resultado final desejado. Uma dessas fases constitui na colocação do cicatrizador de gengiva.

Mas você sabe para que serve o cicatrizador no processo de colocação do implante dentário?

O cicatrizador tem como objetivo manter a arquitetura gengival até a realização da prótese definitiva. Ele promove a comunicação da área externa da cavidade oral e do implante, inserido no osso.

Como é feita a cirurgia de implante dentário?

Para entender melhor o que é e qual a função do cicatrizador de gengiva, é importante entender os passos da cirurgia de implante dentário. Veja a seguir:

  1. Primeira fase: instalação do implante
  2. Segunda fase: instalação do cicatrizador
  3. Terceira fase: confecção das próteses

Primeira fase: instalação do implante

A primeira fase constitui na substituição da raiz do dente e do osso perdido.

Para isso, realiza-se um pequeno corte na gengiva onde será colocado o futuro dente. Assim, há a exposição do osso, que é perfurado na mesma medida do implante.

Em seguida, o implante é instalado, e, por fim, a gengiva é saturada. Após isso, é necessário um período de cicatrização, chamado de osseointegração, que pode variar de 3 a 12 meses de acordo com cada caso.

Nesse período de cicatrização, o paciente utiliza suas próteses antigas.

Segunda fase: instalação do cicatrizador

Após passado o período de cicatrização inicial, o procedimento inciará sua segunda fase, a instalação do cicatrizador.

Então, é realizado um corte no lugar anteriormente operado a fim de expor o implante já cicatrizado. A tampa do implante é retirada e o cicatrizador é rosqueado sobre o implante. Em média, o cicatrizador possui uma altura que varia de 3 a 7 mm.

Em seguida, a gengiva é saturada novamente, com o cicatrizador em posição, onde sua extremidade fica exposta, de forma a fazer a comunicação do implante (no interior do osso) e a área externa do ambiente oral.

Depois, é necessário esperar por um período de 7 a 30 dias, para que a gengiva se adapte ao redor do cicatrizador.

Até que se inicie a última fase do procedimento, o paciente continuará usando suas próteses antigas.

Terceira fase: confecção das próteses

Por fim, o cicatrizador é retirado e, em seu lugar, é instalado um pilar protético que sustentará a prótese dentária.

Sobre o pilar é instalada a prótese (fixa ou removível, total ou parcial). Em alguns casos, o uso da prótese provisória é necessária para que haja o condicionamento gengival ao redor dos implantes.

Se esse for o caso, só posteriormente a prótese definitiva será instalada.

Portanto, a colocação dos cicatrizadores, na segunda fase da cirurgia, tem a finalidade remodelar o tecido gengival, a fim de prepará-lo para a finalização com a parte protética do implante.

Existem tratamentos alternativos ao implante dental?

A cirurgia do implante dentário pode não ser uma opção viável para todos. Nesse caso, para substituir a ausência de um ou mais dentes e devolver um sorriso estético ao rosto, outras alternativas são possíveis. São elas:

  • Ponte fixa;
  • Colocação da ponte removível;
  • Uso da dentadura.

Portanto, se você não deseja realizar todo o procedimento da cirurgia do implante, bem como suas respectivas fases, como a colocação do cicatrizador, é indicado uma consulta com um odontologista especializado, que poderá indicar a alternativa mais adequada para o seu tipo de caso.

Ramiro Murad Saad Neto

Ramiro Murad Saad Neto

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela UNIC. Gestor de clínicas odontológicas e franquias. Residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Habilitação em Harmonização Orofacial e integrante da equipe Bucomaxilofacial Dr. Carlos Eduardo Xavier na Clínica da Villa, em São Paulo. CRO - 118151

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2018

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.