Chupeta ortodôntica é melhor do que a chupeta tradicional?

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Conheça a diferença entre os dois modelos e entenda como a chupeta age na boca do seu filho

Ser pai pela primeira vez pode gerar inúmeras dúvidas. Talvez uma das principais seja: “Devo oferecer chupeta ao meu filho?”, ou indo mais a fundo, “qual a melhor opção, a chupeta tradicional ou a chupeta ortodôntica?”.

Essas duvidas são inevitáveis e bastante comuns. Mas, é necessário saber que mesmo levando nomes diferentes, tanto a chupeta tradicional quanto a chupeta ortodôntica podem trazer malefícios ao desenvolvimento da criança.

A chupeta ortodôntica se diferencia do modelo convencional pois é anatomicamente desenvolvidas para se adaptar perfeitamente a boca do bebê. Assim, permite um maior contato da língua com o palato durante o processo de deglutição.

Ela possui um formato mais plano que a o da chupeta tradicional, se assemelhando ao bico do seio da mãe quando sugada pelos bebês.

Chupeta ortodôntica x chupeta tradicional

A  verdade é que  a maior parte dos profissionais não recomendam o uso de nenhum tipo de chupeta ou bicos para bebês. Porém, a chupeta ortodôntica tende a trazer menos problemas para o desenvolvimento de seu filho.

Ambos os modelos produzem alterações nos arcos dentais e musculatura facial das crianças, a diferença está presente na gravidade dos casos.

Por ser menos volumosa, a chupeta ortodôntica produz alterações menos expressivas que os outros tipos de chupeta. Alem disso, as duas opções podem trazer problemas respiratórios de intensidade semelhante.

Como deve ser o contato da criança com a chupeta

O reflexo de sucção aparece no bebê logo na decima oitava semana de vida uterina. Esse reflexo é instintivo, uma vez que a criança precisa sugar para se alimentar.

A sucção também é essencial para o desenvolvimento da maxila e da mandíbula do bebê.

Sugar dá prazer ao bebê, logo, ele realiza esse processo para saciar sua fome e também por ser um ato agradável.  Por isso, algumas crianças sentem necessidade do uso da chupeta.

O grande segredo é não  apresentar o adereço  aos pequenos, afinal, uso da chupeta não é necessário.

A amamentação no seio materno já serve para que ocorra um adequado desenvolvimento dos ossos faciais da criança. O recomendado é que a amamentação aconteça até os 6 meses de idade exclusivamente.

Em casos onde a criança já está acostumada ao uso da chupeta, existem algumas dicas que você pode seguir para fazer com que ela largue esse hábito:

  • Quando o bebê necessita da chupeta para dormir, o adequado é que os pais se atentem a tirar o bico da boca da criança assim que ela caia no sono.
  • Os pais devem controlar o uso da chupeta, estabelecendo um limite. Por exemplo, você pode mostrar para a criança que a chupeta é um aparato utilizado apenas na hora de dormir e não deve sair do berço ou da cama. Com isso, pode-se diminuir gradativamente o uso dela.
  • Não utilizar a chupeta como um silenciador para o choro da criança.

O melhor é largar o quanto antes a chupeta

Se a chupeta fizer parte do cotidiano do bebê, o ideal é que os pais se esforcem para faze-la largar esse habito até os dois ou três anos de idade.

Dessa forma, alguns efeitos negativos causados por esse costume podem regredir. Quando a criança é mais velha os problemas tendem a progredir.

O segredo é realizar um furo na ponta da chupeta, para que quando seu filho sugue a chupeta, ele obtenha uma sensação diferente da que está acostumado.

Depois disso, é só diminuir gradativamente o uso, não deixando muitas opções de chupeta à disposição do pequeno.

Lembre-se, independentemente se for uma chupeta ortodôntica ou tradicional, o importante é inibir ao máximo o contato do bebê com o mamilo de silicone.  Assim, você evita consequências futuras a saúde bucal de seu filho.

Yara Barreto

Yara Barreto

Formada em Odontologia pela Universidade de São Paulo (2008). Aluna de iniciação científica Pibic/Unicid da Universidade de São Paulo. Em 2009, concluiu estágio clínico em Ortodontia no Instituto Vellini, e em 2010, curso de planejamento Ortodôntico na Universidade Metodista. Concluiu em 2014 sua especialização em ortodontia e atua com ortodontia digital. Dentista na Odontoclinic e responsável técnica da OdontoImage.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2018

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.