Chiclete de nicotina pode trazer complicações orais

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Entenda um pouco mais sobre o famoso produto que as pessoas utilizam para parar de fumar

Fumar é um hábito que prejudica (e muito!) a saúde, mas infelizmente também é algo comum entre a população. Para largar o cigarro, muitas pessoas recorrem à diversas estratégias, como o chiclete de nicotina.

Por meio do consumo dos chiclete de nicotina, o indivíduo pode evitar crises de abstinência e diminuir gradativamente o consumo dos cigarros, visando parar totalmente com hábito.

Chiclete de nicotina é um dos métodos na Terapia de Reposição de Nicotina (TRN). Ele repõe a substância responsável pelo vício no cigarro, excluindo outras que possam ser danosas a nossa saúde.

Chiclete de Nicotina traz riscos à saúde bucal

Apesar de parecer uma excelente alternativa ao cigarro, nem tudo são flores na relação chiclete de nicotina e saúde bucal.

Estudos indicam que a utilização do produto pode aumentar significativamente as chances do desenvolvimento de câncer de boca no paciente.

O câncer bucal pode ocorrer pois a substância é ingerida por via oral. Assim, as células de nossa boca podem ser alteradas, adquirindo um potencial cancerígeno.

As pesquisas apontaram que os níveis habituais de nicotina administrados nestes produtos são capazes de agravar a ação dessa mutação genética, que é bastante comum no tumor bucal.

Benefícios do Chiclete de Nicotina

Apesar de apresentar efeitos danosos ao nosso organismo, muitos profissionais não incentivam os seus pacientes a parar de mascar a goma.

O motivo é bastante simples: apesar do chiclete possuir propriedades danosas, o fumo é muito mais perigoso. Assim, é melhor continuar com o chiclete de nicotina e buscar parar de fumar.

Contudo, é sempre bom alertar que o produto deve ser consumido moderadamente. O ideal é que não haja nenhum tipo de exagero.

É interessante frisar que o chiclete não vicia o usuário. Traz apenas um alívio momentâneo, assim como o cigarro.

Logo, pode ser que o paciente consuma o produto em alta quantidade, de acordo com o grau de seu vício em fumar, visando suprir suas necessidade e não entrar em nenhuma crise ou apelar para o cigarro.

Outros possíveis efeitos colaterais da goma de nicotina

É extremamente raro, porém além do risco de câncer bucal, o usuário de chiclete de nicotina ainda pode sofrer com outros efeitos colaterais, como:

Além disso, é bacana destacar as contraindicações do produto. É recomendado que pessoas com problemas cardíacos e gestantes não consumam a goma.

Trata-se de uma medida preventiva, pois ainda não existem provas concretas de que o chiclete possa prejudicar esses pacientes.

O medicamento pode ser encontrado em farmácias e não necessita de receita para ser adquirido. Entretanto, o ideal é que o paciente utilize-o sempre com orientação do médico.

O profissional da saúde pode te ajudar a escolher a técnica mais adequada para seu problema, inclusive aliando mais de um tratamento, de acordo com seu histórico e grau de dependência.

Dessa forma, é possível que o paciente utilize o chiclete de nicotina com responsabilidade e consiga resultados mais satisfatórios.

Silmara Alves Rozo Ducatti

Silmara Alves Rozo Ducatti

Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE) e especialista em Ortodontia pelo Sindicato dos Odontologistas de Mato Grosso do Sul (SIOMS).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!