Conheça a cerâmica feldspática em procedimentos estéticos

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Entre os diversos procedimentos possíveis hoje na área odontológica, a preocupação com a estética tem aumentado cada vez mais. A cerâmica feldspática tem sido um importante elemento na busca por dentes cada vez mais perfeitos.

A utilização da cerâmica feldspática na odontologia é bastante comum e essencial para procedimentos estéticos específicos. Seu uso possui vários benefícios quando se comparado, por exemplo, ao uso da resina.

A cerâmica feldspática é um material formado por uma fase vítreas e fases cristalinas, composto por feldspato de potássio e quartzo. A cerâmica feldspática é utilizada em procedimentos estéticos como restaurações dentárias, próteses parciais fixas, entre outros.

Conheça as cerâmicas odontológicas

As cerâmicas odontológicas são conhecidas pela primazia em procedimentos estéticos, como restaurações dentais, pois são materiais que reproduzem a aparência dos dentes muito bem.

Além da imitação artificial dos dentes de forma natural, apresentam alta durabilidade química, boa estética, dureza e propriedade óptica adequada.

Pela ótima qualidade e pelo êxito da cerâmica nos procedimentos odontológicos, o desenvolvimento desse material no contexto científico se deu de forma rápida, a fim de suprir cada vez mais as necessidades estéticas odontológicas da sociedade.

A cerâmicas odontológicas são compostas por elementos metálicos e não-metálicos e possuem uma fase cristalina e uma fase vítrea.

Além disso, funciona tão bem em procedimentos de restauração dentária por possuir características de moldabilidade, de usinabilidade, de opacidade, de translucidez, de cor, de fundibilidade, de injetabilidade e de resistência à abrasão e a fraturas.

Características da cerâmica feldspática

A porcelana feldspática é um tipo de cerâmica específica composta por 60% de feldspato, um mineral extraído da natureza e misturado com quartzo para dar forma à porcelana.

Essa cerâmica é produzida por meio da mistura de fundente feldspático e quartzo, aquecidos em altas temperaturas, causando a decomposição do feldspático para uma fase vítrea.

Após procedimentos como resfriamento do material e passagens por uma série de moinhos de bolas de zircônia, o produto final é pó fino acrescidos de pigmentos. Esse pó é disponibilizada juntamente com um líquido para realizar a modelagem.

A cerâmica feldspática pode ser utilizada para confecção de coroas de jaquetas de diversos tipos, como camada de opaco, corpo de dentina, dentina gengival, overlay de esmalte e esmalte incisal.

Também é usada para restaurações metalocerâmicas e totalmente cerâmicas.

Tipos de cerâmicas

A porcelana feldspática não é a única cerâmica usada para procedimentos odontológicos. Podemos classificar as cerâmicas em dois tipos, a convencional (feldspática) e a reforçada.

Classificando as cerâmicas vítreas por seu conteúdo, podemos listar:

  • Cerâmica feldspática;
  • leucita;
  • dissilicato de lítio;

Enquanto que as cerâmicas cristalinas, classificadas por seu conteúdo, são:

  • Cerâmica alumina;
  • spinel;
  • zircônia.

Cerâmica ou porcelana?

Você sabia que existe uma diferença entre a cerâmica e porcelana? Apesar de parecerem a mesma coisa e muitas vezes serem descritas assim, há diferença entre ambas.

A cerâmica caracteriza-se de forma mais genérica, sendo um termo que engloba todos os materiais apresentados acima. Ela é composta por óxidos metálicos e não metálicos.

Portanto, toda porcelana é uma cerâmica, enquanto nem toda cerâmica é porcelana. A cerâmica feldspática pode ser considerada uma porcelana.

Agora que você já conhece a cerâmica feldspática e outros tipos de cerâmica, é válido dizer que a escolha ideal para cada situação clínica específica depende do seu dentista, pois o conhecimento de cada sistema cerâmico é necessário.

Ramiro Murad Saad Neto

Ramiro Murad Saad Neto

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela UNIC. Gestor de clínicas odontológicas e franquias. Residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Habilitação em Harmonização Orofacial e integrante da equipe Bucomaxilofacial Dr. Carlos Eduardo Xavier na Clínica da Villa, em São Paulo. CRO - 118151

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.