Causas da bochecha inchada e maneiras de tratar

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Quando possuímos um problema em algum elemento dental da arcada dentária, é comum existir uma série de sintomas, como dor, por exemplo. No entanto, existem quadros que apresentam bochecha inchada como sinal.

Contudo, ficar com a bochecha inchada é apenas um dos possíveis sintomas para diversos problemas em nossa saúde bucal. De tal forma, é necessário prestar atenção à este fator.

Bochecha inchada é uma anormalidade que não afeta apenas a estética facial, como faz com que atos como mastigar e falar se tornem mais complicados.

De tal forma, este problema pode começar como algo simples e talvez inofensivo, mas, caso não seja tratado, pode ocasionar problemas mais graves. Afinal, estar com as bochechas inchadas pode ser indício de diversas doenças.

Porém, é válido pontuar que o inchaço na bochecha também pode aparecer com alguns sintomas, como por exemplo:

  1. Sensibilidade nos dentes;
  2. Acúmulo de pus na gengiva;
  3. Dor latejante em algum dente.

Por isso, é de grande importância consultar um dentista caso este incômodo não passe dentro de alguns dias.

Agora, se você deseja entender melhor sobre este problema, o que pode causá-lo e como tratar, acompanhe este artigo conosco onde explicaremos tudo.

O que é inchaço na bochecha?


O primeiro ponto o qual iremos explicar aqui é justamente sobre o que é inchaço na bochecha, tendo em vista que ele pode ser confundindo com outros problemas.

Também conhecido como edema facial, este é um problema que pode ser resultado de quando aplicamos pressão sobre o rosto durante a noite.

Sendo assim, pode gerar um quadro onde existe uma lesão facial ou então ser algum sinal de uma condição médica como doença.

No entanto, este tipo de caso pode ser sentido a bochecha inchada só de um lado do rosto ou então em ambos, podendo afetar também pescoço e até a região da garganta.

É necessário, porém, tomar um certo cuidado: caso o paciente não apresente nenhuma lesão no rosto, o edema pode ser sinal direto de alguma emergência médica.

E, de tal forma, se torna altamente necessário procurar pelo atendimento médico o mais rápido possível, evitando quaisquer problemas adjacentes que possam surgir.

Afinal, apesar de normalmente ser causado por uma reação alérgica, o inchaço pode possuir outros sintomas que, se não forem tratados, podem ser fatais ao paciente.

Por isso é de grande necessidade buscar pela ajuda médica e entrar com o tratamento o quão antes possível para evitar que esta resposta alérgica se torne um choque anafilático.

O que é choque anafilático?

Conhecido como anafilaxia, este é um quadro no qual a reação alérgica é grave e ocorre pouco tempo após o contato com a substância a qual o paciente possui alergia.

E para os sintomas deste problema, temos:

  • Inchaços em outras regiões do corpo;
  • Dificuldade para respirar e engolir;
  • Desenvolvimento de urticárias ou então coceiras;
  • Ansiedade ou confusão;
  • Presença de tosse ou pigarro;
  • Sensação de tontura ou vertigem;
  • Congestão das vias aéreas;
  • Problemas cardíacos;
  • Queda na pressão arterial;
  • Fala arrastada.

Além disso, em quadros mais graves o paciente pode possuir uma parada cardíaca ou respiratória ou então possuir algum dos seguintes sintomas:

  1. Respiração mais acelerada do que o normal;
  2. Aumento na frequência cardíaca;
  3. Pulsação fraca;
  4. Pressão arterial baixa.

Sendo assim, é de alta importância ligar para a emergência o mais rápido possível para então realizar um tratamento com o paciente.

Este problema pode ser causado por problemas dentais?

Por outro lado, apesar de ser geralmente causado por reações alérgicas, é possível que um paciente fique com a bochecha inchada por causa do dente ou então devido a um tratamento de canal.

Estas são apenas alguma das possibilidades de origem do problema, ponto o qual explicaremos mais a frente em nosso artigo.

No entanto, para a primeira causa aqui citada, é válido pontuar que pode ser devido ao crescimento de um dente, como o do siso por exemplo, ou então devido a doenças como a cárie dental.

Sendo assim, se torna altamente necessário, e recomendado, consultar o dentista para que ele possa então tomar as medidas para reverter o que gerou o inchaço.

Já em casos de bochecha inchada após tratamento de canal, é válido pontuar que este é um problema que eventualmente ocorre.

Isso se dá devido ao fato de que o tratamento em si é um processo inflamatório que necessita de cuidados através do uso de medicamentos.

E a indicação aqui, por sua vez, é justamente a de tomar antibióticos para que a situação melhore e consultar o endodontista para que ele faça uma análise do quadro.

Afinal, de tal forma é possível que seja evitada a formação e desenvolvimento de outros problemas devido a inflamação presente.

Quais são as causas do inchaço na bochecha?

Quais são as causas do inchaço na bochecha?

Como citamos anteriormente, este tipo de problema normalmente é sintoma de maiores problemas que atingem o paciente.

Sendo assim, em casos onde o sentimento de inchaço permanece por muitos dias, a primeira recomendação é consultar um dentista para que ele realize uma análise mais a fundo no quadro.

Dessa forma, é possível descobrir se o aumento de volume da bochecha foi causado por alguma das seguintes causas:

  • Restauração dentária antiga;
  • Dente fraturado;
  • Abscesso dentário agudo ou crônico;
  • Inflamação ou infecção bacteriana na gengiva;
  • Acúmulo de alimentos na gengiva e cárie dental infiltrada;
  • Doenças periodontais.

Contudo é válido pontuar que estes, normalmente, são os quadros para o inchaço na bochecha.

E, como além deste ainda temos a possibilidade de inchaço no rosto, ainda temos as seguintes possibilidades de causas:

  • Problemas alérgicos e reações alérgicas, como alergia a pelo de animais, que causa um angioedema;
  • Inflamações nos olhos como terçol;
  • Efeito colateral de algum medicamento;
  • Celulite facial;
  • Sinusite;
  • Lesões ou traumas na face;
  • Casos graves de desnutrição;
  • Obesidade;
  • Quando é feita uma ingestão de sal em excesso e retenção de líquidos;
  • Disfunção na tireoide;
  • Distúrbio das glândulas salivares;
  • Síndrome de Cushing.

Por outro lado, uma causa que entra para ambas as situações, tanto no rosto como na bochecha, é a recuperação de alguma cirurgia.

Afinal, podem ocorrer traumas nos tecidos onde a intervenção foi feita, podendo fazer com que ele fique maior do que deveria ser.

Aqui, por sua vez, podem ser considerados tanto procedimentos como uma cirurgia ortognática ou para extração do dente do siso como também o tratamento de canal.

Sendo assim, por meio deste artigo nós iremos explicar a fundo todas as possíveis causas, sejam os problemas bucais ou que envolvam a face, separadamente. Confira.

Restauração antiga

Aqui entende-se de maneira parecida com quando o dente está crescendo. Ou seja, pode ocorrer uma lesão no local.

E, caso isso aconteça, a bochecha inchada pode ser um indício de que é necessário realizar a troca da restauração.

Por isso, a indicação é justamente consultar o dentista responsável pelo procedimento inicialmente para que ele faça uma análise e troque o equipamento caso necessário.

Fratura no dente, lesões e traumas faciais

Quando falamos sobre fraturas nos dentes, é comum entendermos que, na grande maioria dos casos, houve alguma pancada ou machucado na região.

Dessa forma, é comum que ocorra um inchaço local como resultado direto do que gerou a fratura.

Sendo assim, a primeira atitude de um paciente que se encontra neste quadro é justamente o de procurar por um dentista.

Afinal, ele será capaz de analisar a melhor forma de tratar essa fratura e como reverter o inchaço.

No entanto, para este segundo caso, a maior indicação é aplicar gelo na pele no local onde houve a quebra até que retorne ao tamanho natural.

Contudo, é possível entender que as lesões e traumas na face também possuem uma mesma ação, e por isso juntamos estes pontos aqui para realizar a explicação.

Abscesso dentário agudo ou crônico

Este problema, por sua vez, pode se formar na ponta da raiz dentária ou na gengiva, na região próxima à raiz dentária.

No entanto, ele nada mais é do que o acúmulo de pus na gengiva ou no dente devido a uma infecção bacteriana local.

Contudo, é válido pontuar que normalmente os casos onde esse quadro aparece são para dentes que não foram tratados de maneira adequada.

Porém, existem alguns fatores de risco para este quadro que podem ocasionar um problema ainda maior, que são:

Consumo excessivo de alimentos ricos em açúcar;
Pouca higiene bucal;
Higiene bucal feita de maneira errada.

Por isso, não deixe de consultar o dentista caso sinta algum dos seguintes sintomas:

  • Vômito;
  • Náusea;
  • Sensibilidade dental ao toque;
  • Febre;
  • Vermelhidão no local afetado;
  • Diarreia;
  • Cárie;
  • Gengivite;
  • Drenagem de pus;
  • Dificuldade para realizar atos como falar ou mastigar.

E o tratamento deve ser feito o mais rápido possível para evitar que este problema se agrave e gere maiores complicações.

Este, por sua vez, depende de uma boa anamnese e exames complementares para chegar ao melhor diagnóstico.

Inflamação ou infecção na gengiva

Normalmente este problema é gerado por uma infecção bacteriana que não foi bem tratada.

Sendo assim, o paciente acaba possuindo, além do inchaço, os seguintes sintomas:

  • Sensibilidade dentária;
  • Acúmulo de pus;
  • Dor latejante ou persistente no dente ou então perto do local afetado.

Todavia, é necessário possuir atenção a estes quadros pois uma das formas mais graves que um paciente pode possuir é uma infecção periapical.

Afinal, este tipo de problema oferece diversos riscos para a saúde como um todo, como por exemplo o desenvolvimento da endocardite bacteriana, um problema que afeta o sistema circulatório.

Por isso, a indicação é justamente manter os cuidados com a saúde bucal higienizando os dentes e indo ao dentista caso sinta algum eventual problema.

Acúmulo de alimentos na gengiva e cárie infiltrada

Muito se fala sobre a formação de cárie dentária e sobre as causas deste problema.

Sendo assim, não é novidade que resquícios alimentares na gengiva e entre os dentes pode causar este problema.

Agora, quando se trata de uma cárie infiltrada, é possível entender que o paciente possui uma maior sensibilidade a alimentos frios, quentes ou ácidos.

E, como resultado deste problema, a bochecha inchada é um dos possíveis indícios deste problema.

De tal maneira, a recomendação por parte de profissionais da saúde é justamente realizar uma boa limpeza interdental durante a escovação e higienização da boca.

Agora, caso sinta eventuais dores ou problemas, não hesite em procurar pela ajuda de um dentista para que ele possa então analisar o quadro e entrar com o melhor tratamento para o quadro.

Doenças periodontais

Conhecida como periodontite, esta é uma patologia que acomete o tecido que sustenta o dente, deixando-o firme no lugar.

Contudo, ela é uma inflamação que deixa este tecido mole, fazendo com que o paciente corra risco de perder o dente.

Como principal causa para o surgimento e desenvolvimento desta doença, temos a falta de higiene bucal. De tal forma, a melhor forma de tratá-la é através da prevenção.

Porém, vale pontuar que ela não aparece a primeiro momento atacando o periodonto e causando uma possível perda do dente.

Sendo assim, este quadro é fruto do desenvolvimento da gengivite, uma inflamação na região da gengiva que causa vermelhidão e sangramento local.

E, como consequência desta inflamação, é possível que o paciente possua um inchaço na região mais próxima a gengiva que está com este problema.

Por isso, não deixe de consultar o dentista o mais rápido possível caso possua algum dos seguintes sintomas:

  • Mau hálito;
  • Gengiva com aspecto brilhante e em tom avermelhado ou roxo;
  • Sangramento gengival durante a escovação ou mastigação de alimentos;
  • Gengiva sensível à toque ou inchada;
  • Dentes soltos.

Afinal, quanto mais rápido for procurada a ajuda de um profissional, mais possibilidades de tratamentos existem.

Vale ressaltar que a forma de reverter este problema, no entanto, pode ser feita através de uma limpeza mais a fundo no consultório ou então uso de antibióticos e bochechos com enxaguantes bucais antissépticos.

Por outro lado, em alguns casos é necessário realizar uma cirurgia para higienizar as áreas que mais foram afetadas na gengiva e também no osso que sustenta o dente.

Problemas e reações alérgicas

As alergias podem ser causadas pela ingestão de alimentos ou então pela aplicação de produtos no rosto que possuem substâncias que o corpo não tolera.

Sendo assim, o inchaço é a principal dentre todas as possíveis reações do corpo em casos como este.

E para reverter este problema, pode ser necessário o uso de remédios como corticoides ou então um atendimento hospitalar, dependendo do grau de severidade.

De tal forma, se torna altamente necessário não apenas conhecer as fórmulas de produtos e os alimentos aos quais o paciente é alérgico para evitar o uso e consumo.

Inflamações no olho

Apesar de acometer o olho, um agente causador do inchaço na bochecha e no rosto é o terçol.

Afinal, ocorre o acúmulo de pus na pálpebra, fazendo com que o olho fique vermelho e dolorido.

Este problema, no entanto, aparece devido a uma inflamação nas glândulas responsáveis pela produção do sebo que se encontra ao redor dos cílios, normalmente devido a uma bactéria presente na pele.

Sendo assim, os principais sintomas são:

  • Dor na região;
  • Calor e vermelhidão no olho;
  • Sensação de que possui um corpo estranho;
  • Lacrimejamento constante;
  • Fotofobia;
  • Visão embaçada.

Agora, para poder eliminar o inchaço no rosto e no olho, a principal recomendação é eliminar o problema inicial deste quadro.

Sendo assim, se torna altamente necessário:

  1. Limpar as pálpebras;
  2. Lavar bem as mãos;
  3. Esfregar suavemente as pálpebras com água morna, massageando e pressionando de maneira suave a saliência;
  4. Aplicar compressa quente por ao menos 5 minutos ao longo do dia;
  5. Em casos onde o paciente possui pus, o aconselhado é lavar as pálpebras constantemente e utilizar sabonetes neutros ou antibacterianos.

Contudo, é válido pontuar que este problema não necessita do uso de algum medicamento para poder ser tratado.

Sendo assim, fique atento aos sinais e cuide o mais rápido possível. Afinal, este problema gera um grande incômodo.

Efeito colateral de medicamentos

O uso de alguns medicamentos como aspirina, penicilina ou prednisona podem ocasionar um eventual inchaço no rosto.

No entanto, para isso, é necessário que o paciente possua alguma alergia ao composto destes remédios.

Contudo, a recomendação então é justamente evitar o uso destas substâncias para que não ocorra este quadro.

Celulite facial

A celulite facial é um problema causado por bactérias que pode deixar o paciente com a bochecha inchada.

Os principais sintomas são:

  • Vermelhidão;
  • Dor;
  • Inchaço.

O melhor tratamento, no entanto, é feito através de antibióticos justamente para combater a infecção.

Contudo, este deve ser feito assim que notado este problema pois ele pode levar a problemas como trombose nos seios cavernosos, lesões oculares ou então meningite.

Sinusite

A sinusite é um tipo de infecção que acomete os seios paranasais, inflamando a mucosa da região que fica na bochecha, ao redor dos olhos e no nariz.

Sendo assim, o paciente acaba ficando com a bochecha inchada devido à esta inflamação, que pode ser causada por algumas razões como:

  • Vírus;
  • Bactérias;
  • Agentes alérgicos;
  • Fungos.

De toda maneira, independentemente de qual tenha sido a causa, o que se sabe é que a drenagem da secreção formada nos seios nasais se torna mais difícil.

Por isso, é comum que alguém que sofre com este problema sinta:

  • Pressão facial;
  • Cansaço;
  • Obstrução nasal;
  • Perda de apetite;
  • Febre;
  • Tosse;
  • Secreção nasal dolorosa;
  • Dor de cabeça.

Agora, quando falamos de tratamento, é possível entender que, normalmente, não é necessária qualquer intervenção.

Afinal, os sintomas costumam passar com o tempo.

Porém, o paciente pode reduzir ou aliviar os sintomas através de:

  • Medicamentos para dor;
  • Descongestionantes nasais;
  • Utilização de soro para realizar uma lavagem nasal.

Já em casos de sinusite crônica, pode ser necessário o uso de antibióticos.

Desnutrição ou obesidade

Estes são dois problemas que geram quadros agravantes para a saúde do paciente em um âmbito geral.

No entanto, para a desnutrição não existe uma causa exata para o inchaço, diferente da obesidade, quadro onde o paciente pode desenvolver este fator como consequência em diversas áreas do corpo.

Sendo assim, se torna necessário evitar entrar em ambas as condições.

E a melhor maneira de realizar isso é através de uma dieta equilibrada e saudável, rica em frutas, verduras, cereais e proteínas.

Caso possua eventuais dúvidas sobre este problema, o aconselhado um nutricionista.

Estes é o profissional mais aconselhado para realizar diagnósticos e tratamentos.

Ingestão excessiva de sal e retenção de líquidos

Normalmente estas condições andam juntas uma vez que o consumo excessivo de sal, somado à baixa ingestão de água, gera este problema.

Contudo, na maior parte dos casos ele é tido como um problema de alimentação e pode ser revertido através do controle sobre o que está sendo ingerido e pela hidratação.

De toda maneira, esta disfunção pode ocorrer devido a outros fatores, como:

  • Problemas renais, cardíacos ou hepáticos;
  • Uso de remédios como para hipertensão, que podem ter alteração na permeabilidade dos vasos sanguíneos como efeito colateral;
  • Reações inflamatórias que alteram a capacidade que os vasos possuem de se manterem competentes contra a saída de líquidos;
  • Doenças e disfunções na tireoide.

No entanto, além de apresentar rosto e bochecha inchada, é possível que o paciente possua um aumento de volume nas seguintes regiões:

  • Pernas;
  • Costas;
  • Região abdominal;
  • Tornozelos;
  • Pés.

Agora, tendo em vista que o inchaço pode possuir uma causa diferente, o tratamento será específico para reverter a condição inicial que originou o problema.

Por isso, a recomendação é procurar por ajuda médica o mais rápido possível para reverter este quadro.

Disfunção na tireoide

É possível também que o inchaço repentino do rosto, principalmente da bochecha, ocorra devido à alguma disfunção na tireoide, principalmente o hipotireoidismo.

Esta é uma condição na qual a glândula não produz o hormônio de maneira suficiente, podendo afetar outros pontos como:

  • Frequência cardíaca;
  • Temperatura corporal;
  • Aspectos do metabolismo.

Normalmente este tipo de problema é mais comum em mulheres na terceira idade, e os principais sintomas são:

  • Fadiga;
  • Sensibilidade ao frio;
  • Constipação;
  • Pele seca;
  • Ganho de peso de maneira inexplicável.

Contudo, esta disfunção pode ser tratada através do uso oral da forma sintética do hormônio tetraiodotironina (T4).

De toda maneira, lembre-se de consultar o médico caso possua sinais deste distúrbio para que a intervenção médica seja iniciada o mais rápido possível.

Distúrbio nas glândulas salivares

Uma inflamação nas glândulas que produzem a saliva, conhecida como sialodenite, pode causar problemas como:

  • Bochecha inchada;
  • Vermelhidão local;
  • Dor na boca;
  • Inchaço embaixo da língua;
  • Febre;
  • Boca seca;
  • Dificuldade para falar ou então realizar a deglutição;
  • Inflamação local;
  • Calafrios.

É válido pontuar que este problema pode ser causado pela infecção de vírus ou então de bactérias bem como a má-formação ou a presença de cálculos salivares.

E quando falamos sobre tratamento, no entanto, mencionamos um controle sobre os sintomas já que não existe uma forma específica de reverter o quadro.

De toda maneira, normalmente a indicação é ingerir água de maneira adequada ao longo do dia, possuir uma boa higiene bucal e fazer uso de anti inflamatórios.

Sendo assim, não deixe de consultar o dentista caso apresente algum dos sintomas deste problema.

Síndrome de Cushing

Esta é uma doença causada pelo excesso de cortisol no organismo, um hormônio produzido pelas glândulas suprarrenais e responsável por:

  • Controlar o estresse;
  • Reduzir inflamações no corpo;
  • Auxiliar o funcionamento do sistema imune;
  • Manter níveis de açúcar no sangue e pressão arterial constantes.

Além do inchaço facial, também é comum que o paciente apresente crescimento excessivo de pelos, aumento na região do pescoço, espinhas e fraqueza muscular.

A causa mais comum desta patologia, no entanto, é o uso de esteroides ou então o excesso de produção do hormônio por parte das glândulas adrenais.

Já quando falamos sobre o tratamento para esta disfunção, é necessário que seja feita a eliminação da causa do problema.

Ou seja, a forma de reversão desta condição será específica para cada caso, podendo ser feita através do uso de corticóides ou então uma cirurgia para remoção do tumor.

Tratamentos para inchaço na bochecha

Tratamentos para inchaço na bochecha

Uma vez entendido o que é este inchaço e quais são todas as possíveis causas deste problema, é necessário elencarmos como desinchar a bochecha.

Sendo assim, o primeiro passo, e fundamental para todo o restante, é buscar pela ajuda de um dentista para diagnosticar a origem do problema.

Ele é o profissional mais recomendado justamente pelo conhecimento que ele possui sobre a cavidade oral e devido aos exames os quais ele pode pedir.

Uma vez feita essa análise, é possível então decidir qual será o tratamento para o inchaço no rosto.

Contudo, é válido pontuar que a intervenção irá variar conforme o quadro apresentado pelo paciente.

No entanto, podem ser receitados remédios como anti inflamatórios, por exemplo.

Agora, para amenizar este problema, o aconselhado é colocar gelo na região por alguns minutos ou então até sentir que a bochecha está voltando ao aspecto e tamanho normal.

Afinal, o gelo é um anti inflamatório natural que, além de reduzir a inflamação, diminui a dor da região também.

Porém, tome cuidado para não aplicá-lo direto em contato com a pele tendo em vista que isso pode gerar queimaduras.

Uma outra indicação é dormir com a cabeça em uma posição mais alta do que o corpo. Dessa forma é possível drenar o edema, deixando a bochecha menos inchada.

A saúde bucal oferece alguma influência no processo de tratamento para inchaço?

Além dos casos de gengiva com tamanho anormal, existem situações nas quais o paciente possui o rosto inchado devido ao nascimento de um dente, principalmente o do siso.

Sendo assim, se torna necessário entender como fazer para desinchar a bochecha por causa da dor dente.

E aqui, no entanto, a recomendação é justamente tomar as medidas precaução como a aplicação tópica de gelo na região onde o incômodo se localiza.

Afinal, o intuito é justamente o de amenizar e diminuir a sensação na região.

Entretanto, é válido lembrarmos que nem sempre as dores de dente estão relacionadas à erupção dentária, mas sim aos mais diversos tipos de problemas bucais que o paciente pode apresentar.

Por isso, é altamente recomendado que seja mantida uma boa saúde bucal, evitando o desenvolvimento de problemas graves.

Para isso, o aconselhado por dentistas para todos os pacientes é:

  • Escovar os dentes pelo menos três vezes ao dia, uma vez após cada refeição, com movimentos suaves e circulares;
  • Realizar a escovação da língua;
  • Fazer uso do fio dental diariamente, retirando restos alimentares e o acúmulo de placa bacteriana entre os dentes, sempre de maneira suave;
  • Utilizar o enxaguante bucal para retirar o resto de bactérias que a escova e o fio dental não alcançam;
  • Equilibrar a alimentação, evitando alimentos com muito açúcar ou muito gordurosos;
  • Manter-se sempre hidratado.

Agora, se sentir eventuais sintomas ou problemas, não se esqueça de consultar o dentista o mais rápido possível.

Afinal, quanto antes for diagnosticado o problema, mais possibilidades de tratamentos e maior eficácia eles terão.

Como desinchar a bochecha?

Como desinchar a bochecha?

Tratar a bochecha inchada é algo que depende diretamente do problema que ocasionou este quadro.

Sendo assim, para os casos mais comuns de inchaço nessa região, que é o abscesso dentário, podem ser feitos três tipos de tratamento em consultório:

  1. Incisão e drenagem do pus localizado;
  2. Tratamento de canal;
  3. Extração dentária quando o dente não pode ser salvo com alguma das outras formas de tratamento.

Contudo, é válido pontuar que, após extraído o dente, é feita ainda uma drenagem.

Por outro lado, é possível também que o dentista indique o uso de antibióticos para tratar este problema.

Agora, em casos onde a erupção dentária está causando este quadro, o mais recomendado é a realização de uma cirurgia dentária para extrair este elemento.

Além disso, soma-se também o uso de medicamentos que irão contribuir para reverter a situação, bem como a aplicação de gelo local.

De toda maneira, lembre-se de passar com o profissional caso você fique com a bochecha inchada por um longo período. Afinal, como citado aqui, pode ser um sintoma de outras doenças que podem ser fatais.

Ramiro Murad
Ramiro Murad
Ramiro Murad Saad Neto, cirurgião-dentista com registro no Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CRO-SP) nº 118151, é graduado pela UNIC e residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Possui habilitação em Harmonização Orofacial e também é gestor de clínicas e franquias odontológicas. Além disso, é integrante da equipe Bucomaxilofacial da Clínica da Villa, que está na Rua Eça de Queiroz, 467 - Vila Mariana, São Paulo - SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio
Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.
Agende uma consulta
Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

Simpatio 2021 © - Todos os Direitos Reservados

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.

Os conteúdos da Simpatio são escritos por jornalistas e possuem a supervisão e a aprovação de dentistas e de profissionais de saúde parceiros.