Boca Inchada? Saiba quais as possíveis causas!

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Problemas bucais podem causar inchaço na boca

Nem sempre é simples para o cirurgião-dentista diagnosticar a origem dos problemas bucais. Afinal, em muitos casos, os sintamos são bem parecidos. É o caso da bocha inchada, que pode surgir por diversas razões.

A boca inchada por ser algo repentino e que desaprece na mesma velocidade que se desenvolve. Porém, também pode ser fruto de doenças mais graves que precisam da orientação profissional e tratamentos específicos.

Neste artigo, vamos listar algumas das principais causas da boca inchada. Lembre-se de procurar um dentista ou médico caso a alteração permaneça constante por mais de dois dias.

Herpes

A herpes labial é uma doença contagiosa, que costuma afetar os lábios, a boca e a gengiva. Ela é causada pelo vírus herpes simpex tipo 1, também chamado de HSV-1.

A infecção por herpes, geralmente, causa inchaço no lábio, acompanhado de pequenas bolhas, além de sensação de formigamento ou dormência no local.

Não há cura para a infecção causada pelo vírus da herpes. Como em alguns casos, a doença não apresenta sintomas, isso dificulta o tratamento. No entanto, quando tratada corretamente o paciente pode viver sem complicações.

Se o tratamento com antivirais em comprimidos for iniciado nas primeiras 72 horas, pode haver uma redução significativa do tempo de doença e da intensidade dos sintomas da herpes, como a boca inchada.

Mucocele

Mucocele é um tipo de cisto que irrompe na região da boca. É caracterizado pelo formato de uma bolha transparente ou roxeada, no tamanho de 2 a 3 centímetros. Em geral, não ocasiona dor, mas pode gerar inchaço na boca.

A mucocele se apresenta na forma de uma bolha no lábio, na língua, no interior das bochechas ou até mesmo no céu da boca. Outra característica desse cisto mucoso é o preenchimento de seu interior com saliva.

A avaliação de um dentista é de extrema importância para esses casos. Os sintomas do aparecimento de um cisto mucoso podem facilmente ser confundidos com os de um câncer na boca, que piora com o passar do tempo.

Em geral, a mucocele desaparece espontaneamente. Nesses casos, não é necessária a realização de tratamentos. Em casos mais graves, o dentista pode indicar o procedimento cirúrgico para a retirada do cisto.

Abscesso Dentário

O abscesso dentário é o acúmulo de pus no dente ou na gengiva, formando uma espécie de bolsa esbranquiçada. Ele surge por conta de alguma infecção bacteriana que não foi tratada.

Seus sintomas são: fortes dores de dente, sensibilidade, mau hálito, além de inchaço e vermelhidão na gengiva.

A entrada dos micro organismos que geram a infecção pode se dar por causa de uma ferida na gengiva, a quebra de um dente ou até mesmo uma inflamação causada por alimentos.

Para tratar um abscesso, um acompanhamento odontológico é fundamental. Raspagem das raízes dos dentes, tratamento de canal e prescrição de antibióticos são alguns dos tratamentos mais comuns.

Aftas

Afta é uma pequena ferida que se forma dentro da boca e pode gerar inchaços. Ela é identificada por sua forma arredondada, com o centro amarelado ou esbranquiçado.

As aftas causam muita dor e desconforto, e, mais raramente, febres e mal-estar. Normalmente, não desencadeia outros problemas mais graves.

Esse problema bucal tem uma maior ocorrência maior entre mulheres por uma questão hormonal, mas pode afetar qualquer um. Além disso, não tem preferência por um estágio da vida específico.

Para evitar o surgimento dessas bolinhas incômodas, evite a ingestão de alimentos ácidos, diminua o estresse e cuide da saúde bucal.

Outras causas para o inchaço na boca

O inchaço na cavidade bucal também pode ter outras origens além das citadas acima. Por isso, vamos conhecer mais algumas das possíveis razões?

  • Alergias;
  • Lábios secos ou queimados de sol e frio;
  • Queda, lesão ou contusão;
  • Impetigo;
  • Picada de inseto;
  • Uso de aparelho nos dentes;
  • Comidas picantes;
  • Pré-eclampsia, na gravidez;
  • Piercing inflamado;
  • Quelite;
  • Câncer oral;
  • Insuficiência cardíaca, hepática ou renal.

O tratamento para o inchaço vai depender de cada caso. Portanto, apenas o profissional especializada pode definir qual a melhor forma de tratar a doença e seus sintomas.

Se você notar que a boca inchada não desapareceu em até dois dias, procure um dentista ou médico. Só assim você ira evitar o desenvolvimento de doenças mais graves.

Juliana Peres

Juliana Peres

Graduada em Odontologia pela Universidade Cidade de São Paulo. Pós-graduada em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial pelo programa de residência profissional do Complexo Hospitalar Padre Bento de Guarulhos. Conhecimento na área de cirurgia oral menor e maior. Residente em cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial no Complexo Hospitalar Padre Bento durante 3 anos e responsável pelo atendimento de pacientes na área de clínico geral, cirurgias orais e harmonização orofacial em diferentes clínicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2018

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.