Bandagem de Barton é usada na recuperação da mandíbula deslocada

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Confira aqui a importância da bandagem de Barton na área da odontologia

Após bocejos, traumas e até gargalhadas, a mandíbula pode se deslocar. Dependendo do grau do deslocamento, o paciente pode sentir muitas dores. Para contornar esse problema, os profissionais usam a bandagem de Barton.

O deslocamento impede que o paciente consiga fechar a boca. Além disso, a mandíbula pode ficar pendendo para a direita ou esquerda. Mas, afinal, o que é a bandagem de Barton?

Bandagem de Barton é uma faixa odontológica colocada em torno da cabeça e mandíbula do paciente. Ela tem como função estabilizar a mandíbula em casos de deslocamentos.

Neste artigo vamos tirar todas as suas dúvidas e curiosidades sobre a bandagem de Barton. Vamos começar?

Conhecendo Mais Sobre a Mandíbula

A mandíbula, também conhecida como maxila inferior, é um osso móvel localizado na parte inferior da cabeça. Nela estão acoplados os dentes da arcada inferior.

O componente se articula com o osso temporal de cada lado do crânio, onde fica inserido.

O osso móvel auxilia em diversas tarefas diárias, como a fala, mastigação e até a respiração. No entanto, algumas situações causam alterações no maxilar inferior. Algumas dessas situações são:

Essas situações causam o desencaixe da articulação temporomandibular, que é responsável por todo a movimentação do maxilar inferior. É desse modo que acontece o deslocamento mandibular.

Em termos mais técnicos: com o desgaste da articulação temporomandibular, o côndilo, que é uma parte arredondada do osso da mandíbula, se move do seu lugar e fica preso em frente a uma secção óssea, chamada de eminência articular.

Essa movimentação causa dores e impossibilita o movimento abre e fecha da boca.

Os músculos da face podem contribuir para esse quadro, porque o deslocamento causa espasmos musculares. Isso acaba mantendo a boca travada.

Quando os Profissionais Devem Usar a Bandagem de Barton?

A faixa odontológica é colocada após o profissional reposicionar a mandíbula. Mas, como fazer a bandagem de Barton?

Bom, a resposta é a seguinte: o profissional envolve os dedos com gaze para posicionar os polegares dentro da boca, mais especificamente sob os dentes posteriores inferiores.

Logo depois, o profissional coloca os outros dedos na parte inferior da mandíbula.

Com tudo posicionado, o profissional pressiona os dentes para baixo e empurram o queixo para cima. Isso é realizado para a articulação temporomandibular conseguir voltar à posição original.

Desse modo, logo que a mandíbula é reposicionada, os profissionais colocam a bandagem no paciente. Isso porque a bandagem dará equilíbrio e limitará esforços traumáticos durante o período de recuperação.

Por isso, a bandagem é aplicada até a inflamação da articulação ser tratada. Normalmente, os pacientes ficam a faixa por alguns dias. A bandagem é posicionada em torno da cabeça e da mandíbula.

Cuidados no Período de Tratamento

Durante o uso da bandagem, os pacientes devem evitar bocejos muitos fortes. Por isso, os profissionais recomendam colocar o punho sob o queixo. Desse modo, a abertura da boca não será muito grande.

Além disso, durante a recuperação da luxação da mandíbula, os pacientes devem evitar abrir a boca e comer alimentos duros.

Por fim, não esqueça de marcar a consulta odontológica para o acompanhamento do tratamento. Assim, o dentista consegue analisar se você já pode retirar a bandagem de Barton.

Valdir de Oliveira
Valdir de Oliveira
Valdir de Oliveira é cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela Universidade de Santo Amaro (UNISA) e pós-graduado em Ortodontia e Ortopedia dos Maxilares pela Sboom. Possui especialização e mestrado em Implantodontia, habilitação em Harmonização Orofacial e Anatomia da Face. Também é professor nas áreas de Cirurgia Bucomaxilofacial e Harmonização Orofacial e voluntário há mais de 20 anos na Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA Brasil). Com o registro no Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CRO-SP) nº 52860, Valdir integra a equipe odontológica do Instituto Bernal e Oliveira, que está localizado na Avenida dos Imarés, 572A - Indianópolis, São Paulo - SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio
Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.
Agende uma consulta
Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

Simpatio 2021 © - Todos os Direitos Reservados

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.

Os conteúdos da Simpatio são escritos por jornalistas e possuem a supervisão e a aprovação de dentistas e de profissionais de saúde parceiros.