Anquilose dentária provoca diferença na posição dos dentes

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Dentes mais baixos ou mais altos são sinal de anquilose dentária

O alinhamento correto entre os dentes é um dos requisitos necessários para quem deseja ter um sorriso saudável. Porém, a diferença das posições entre os dentes não é só um problema estético e pode indicar anquilose dentária.

Levar uma criança para consultas no consultório do dentista é essencial. Assim, o profissional pode analisar a saúde bucal e tratar possíveis problemas de erupção dos dentes, como a anquilose dentária.

Anquilose dentária é uma fusão entre a raiz do dente e o osso. Ela ocorre por alguma deficiência ou ausência do ligamento periodontal, tecido conjuntivo que une os dentes aos maxilares.

É comum que esse problema apareça durante os processos de erupção dos dentes. Desse modo, a anquilose dental pode afetar tanto os dentes decíduos, também conhecidos como dentes de leite, quanto os dentes permanentes.

Os dentes que mais correm risco de apresentar a disfunção são os molares da arcada decídua.

Causas da anquilose dentária

As causas desse problema diferem para cada caso. Por isso, é necessário o diagnóstico e a análise de um profissional da área da odontologia. Ele realizará um exame clínico radiográfico.

Apenas através desse exame haverá a confirmação de um caso de fusão da raiz do dente e osso. Nele, o dentista poderá confirmar a ausência dos ligamentos periodontais na boca do paciente.

Em geral, o surgimento de uma anquilose dental pode estar relacionado a um traumatismo dentário, um abscesso dental ou um distúrbio metabólico.

Ainda, é possível que a anquilose seja genética e transmitida hereditariamente, ou seja, passe de pai para filho. Certas síndromes também motivam uma pré-disposição genética para o problema.

A disostose cleidocraniana é um exemplo delas.

Características da anquilose dentária

Normalmente, o dente anquiloso sofre um processo de infra-oclusão. Isso significa que ele se apresenta mais baixo que os outros dentes da arcada dentária.

No caso de crianças, a demora excessiva da queda de um dente de leite também pode ser sinal de anquilose dental.

Riscos da anquilose dentária

Quando ocorre durante o processo de troca de dentes, essa disfunção pode retardar ou até impedir o desenvolvimento do dente permanente.

Esse dente pode vir a erupcionar em um local diferente do que deveria. Esse processo recebe o nome de irrupção ectópica.

Assim, é comum que a anquilose dental seja a provocadora de problemas no alinhamento e posicionamento dos dentes.

Essa fusão entre a raiz do dente e o osso gera efeitos negativos tanto para o dente anquilosado quanto para o dente anterior à ele.

Dente anterior é aquele que correspondente a determinado dente, localizado no lado oposto da arcada.

Desse modo, o dente anterior fica mais alto, compensando o rebaixamento do dente que sofre com a anquilose.

Além disso, casos de anquilose nos dentes são frequentemente relacionados à problemas na mordida, na mastigação, de oclusão dentária e à impossibilidade de movimentação ortodôntica.

Tratamentos para anquilose dentária

Os tratamentos para essa disfunção dependem da fase na qual ela atinge o dente. Em casos de dentes de leite, um dos tratamentos mais recomendados é a extração dentária.

Além disso, o dente pode ser acompanhado clinicamente pelo médico dentista. Para os casos em dentes permanentes, a extração ou o acompanhamento clínicos também são indicados.

Porém, posteriormente, o dente perdido pode ser substituído por implantes odontológicos ou outros tipos de próteses.

Existe a possibilidade da reconstrução do dente em resina, indicada para casos menos graves. Desse modo, o tratamento visa corrigir a diferença de tamanho entre os dentes.

Outro tratamento possível para a anquilose dentária é a realização de uma luxação cirúrgica, que consiste no descolamento do dente. Através desse procedimento, o dente deve cair em até seis meses.

Yara Barreto

Yara Barreto

Formada em Odontologia pela Universidade de São Paulo (2008). Aluna de iniciação científica Pibic/Unicid da Universidade de São Paulo. Em 2009, concluiu estágio clínico em Ortodontia no Instituto Vellini, e em 2010, curso de planejamento Ortodôntico na Universidade Metodista. Concluiu em 2014 sua especialização em ortodontia e atua com ortodontia digital. Dentista na Odontoclinic e responsável técnica da OdontoImage.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.