Conheça a anquilose da articulação temporomandibular

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Confira aqui o melhor tratamento odontológico para a anquilose da articulação temporomandibular

Durante a mastigação ou na hora de falar você sentiu um limite no movimento da mandíbula? Se a resposta for sim, é bom ficar atento! Isso porque você pode estar apresentando a anquilose da articulação temporomandibular.

É ideal visitar o profissional de confiança da área da odontologia. Dessa forma, você garante o diagnóstico correto e o melhor tratamento de acordo com o seu quadro clínico. Mas, afinal, o que é a anquilose da articulação temporomandibular?

A anquilose da articulação temporomandibular é uma doença que afeta a articulação da mandíbula. Por isso, o movimento desta é reduzido. A doença é caracterizada pela fusão das superfícies articulares.

Se você ficou interessado no assunto, então fique ligado neste artigo! Isso porque vamos tirar todas as suas dúvidas e mostrar curiosidades sobre a anquilose da articulação temporomandibular. Vamos começar?

Conhecendo mais sobre a articulação temporomandibular

A articulação temporomandibular, também conhecida como ATM,  é responsável pela ligação maxilar ao osso temporal do crânio. Curiosidade: o osso temporal do crânio fica à frente das orelhas e nas laterais da cabeça.

Esta articulação é responsável por todos os movimentos da mandíbula. Ou seja, toda o movimento para frente, para trás e para os lados é garantido graças à ATM.

Tudo isso faz com que a articulação seja uma das mais complexas e flexíveis do corpo humano.

Quando há alguma alteração na ATM, normalmente os profissionais da odontologia utilizam o termo disfunção temporomandibular para nomear essas alterações.

Desse modo, a anquilose da ATM se enquadra nessa classificação. Agora, você sabia que além da anquilose também há outros tipos de distúrbios da ATM?

O mais comum é a DTM, que é uma doença crônica que também reduz e impede o movimento da mandíbula. Os sintomas mais comuns dessa doença são:

  • Dor de cabeça crônica;
  • Dor de ouvido;
  • Zumbidos;
  • Dificuldades ao abrir a boca;
  • Inchaço na face;
  • Sensação de pressão atrás dos olhos;
  • Maxilar travado ao abrir ou fechar a boca;
  • Deslocamento da mandíbula;
  • Dificuldade na com a função mastigatória; e
  • Sensação de que os dentes superiores e inferiores não encaixam.

O que causa a anquilose da articulação temporomandibular?

Na maioria dos casos, a anquilose da ATM é causada por traumas ou infecções na região da mandíbula. Por isso, os profissionais da odontologia são responsáveis por entender as causas da doença para depois traçar o quadro clínico.

Além disso, a anquilose também pode ser causada por problemas decorrentes da artrite. No entanto, é importante saber que a doença afeta qualquer faixa etária.

Principais perigos da doenças

As principais consequências da doença são:

  • Problemas de movimentação da mandíbula;
  • Alterações na função mastigatória, fonética e respiratória; e
  • Dificuldade de higienização.

Além disso, quando a doença se manifesta durante a fase de crescimento, é comum notar casos clínicos de deformidade da face.

Dessa forma, os pacientes apresentam uma assimetria facial que pode comprometer a qualidade de vida.

Qual o melhor tratamento?

Por ser uma doença agressiva, é preciso que o profissional trace um plano de tratamento para o quadro clínico do paciente. Com isso, as chances de impedir consequências da doença aumentam.

O tratamento cirúrgico é o mais comum. No entanto, o profissional da odontologia pode recomendar para o paciente sessões de terapia. Isso para recuperar os movimentos da mandíbula.

Mas lembre: marque uma consulta e consulte o profissional de confiança. Dessa forma, você garante o melhor tratamento para a anquilose da articulação temporomandibular.

Ramiro Murad Saad Neto

Ramiro Murad Saad Neto

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela UNIC. Gestor de clínicas odontológicas e franquias. Residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Habilitação em Harmonização Orofacial e integrante da equipe Bucomaxilofacial Dr. Carlos Eduardo Xavier na Clínica da Villa, em São Paulo. CRO - 118151

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.