Amoxicilina ajuda no controle de infecções na boca

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

É importante que o paciente tenha prescrição e orientação médica para utilizar a amoxicilina

Alguns medicamentos podem facilitar o trabalho do cirurgião dentista na hora de controlar infecções que atingem a boca. A amoxicilina é um deles.

Neste artigo, você confere como a amoxicilina atua durante os tratamentos odontológicos.

A amoxicilina é uma penicilina semissintética utilizada no tratamento de infecções provenientes da ação de bactérias no organismo. O uso deste antibiótico na odontologia pode se dar como uma forma de tratamento ou de prevenção.

Uso da Amoxicilina na odontologia

No geral, são dois os possíveis usos da amoxicilina na odontologia. Eles incluem:

Tratamentos de infecções orais

A cavidade oral entra em contato direto com o mundo externo muitas vezes ao dia. Por isso, há o risco constante de contrair bactérias, que, quando acumuladas, se desenvolvem e provocam inflamações e/ou infecções na boca.

Desse modo, algumas dessas infecções, principalmente as mais graves, podem ter seu tratamento associado à administração desse antibiótico.

Confira alguns exemplos de problemas orais que podem ser tratados com a amoxicilina:

  • Infecções endodônticas

Os problemas que atingem a polpa dentária são algumas das razões mais comuns que causam desconforto aos pacientes. Normalmente, casos de cárie dentária, fraturas, traumas ortodônticos ou lesões endo-periodontais estão relacionadas ao distúrbio.

Se for motivado pela ação de bactérias e configurar quadros de infecções dentárias, o dentista poderá prescrever a utilização de remédios antibióticos.

No entanto, é de extrema importância ressaltar que o uso desse medicamento não substitui os tratamentos convencionais realizados no consultório. Afinal, o remédio é apenas uma auxiliar para conter a dor e a inflamação, já que diversas espécies de bactérias são sensíveis à penicilina.

Por essa razão, o tratamento de canal, por exemplo, não é dispensado em casos que é preciso recuperar a saúde da polpa do dente.

  • Abscessos

Abscessos na cavidade oral também são frutos de infecções bacterianas.

Nesses casos, a amoxicilina pode ser prescrita pelo profissional, especialmente quando o abscesso afeta a região perirradicular do dente, ou seja, a área que circunda sua raiz.

  • Periodontite

A periodontite é caracterizada como uma evolução da gengivite.

Essa infecção causada por bactérias acumuladas na cavidade oral compromete todos os os tecidos de suporte ao redor do dente, como os ossos e os ligamentos periodontais.

Seus sintomas incluem perda de dentes por conta da fragilidade óssea adquirida, mau hálito, inchaço, vermelhidão, sangramento durante a escovação, sensibilidade nas gengivas e abscessos dentários. Assim, a prescrição do antibiótico pode auxiliar o especialista no controle da doença.

Mais uma vez, é importante ressaltar que o uso de remédios não atua como substituto aos tratamentos da periodontite realizados no consultório odontológico, que podem ser cirúrgicos ou não cirúrgicos.

Prevenção de infecções

A amoxicilina faz parte do grupo de protocolo medicamentoso na odontologia. Então, significa que o antibiótico pode ser consumido pelo paciente antes de alguma cirurgia na cavidade oral.

Desse modo, a medida evita possíveis infecções originadas pelo contato da cavidade bucal com microrganismos externos.

Precauções da Amoxicilina

É ideal que o dentista realize uma análise do paciente antes de prescrever o medicamento.

Estão no grupo de precaução do uso desse medicamento:

  • Pessoas com hipersensibilidade à penicilina;
  • Pessoas com suspeita de mononucleose infecciosa;
  • Pessoas com insuficiência renal;
  • Portadores de diabetes.

Além disso, é importante que qualquer pessoa conte com prescrição e orientação médica antes de fazer uso da amoxicilina. Automedicar-se nunca é a melhor solução.

Valdir de Oliveira

Valdir de Oliveira

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela Universidade de Santo Amaro (UNISA). Pós-graduado em Ortodontia e Ortopedia dos Maxilares pela Sboom. Com especialização e mestrado em Implantodontia, habilitação em Harmonização Orofacial e Anatomia da Face. Professor nas áreas de Cirurgia Bucomaxilo Facial e Harmonização Orofacial. Voluntário há mais de 20 anos na Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais - ADRA Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.