Adequação do meio bucal é o início de todo o tratamento

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

É fundamental que o dentista realize essa técnica previamente a qualquer procedimento odontológico

Antes da realização de qualquer tratamento odontológico é necessário um preparo da cavidade bucal, conhecido como adequação do meio bucal.

Infelizmente nem todos os profissionais lembram dessa parte do tratamento. Mas a verdade é que a adequação do meio bucal é extremamente importante para a realização dos mais diversos procedimentos odontológicos.

Adequação do meio bucal, como o próprio nome já diz, é a fase do tratamento que analisa a condição da saúde bucal do paciente. Assim, é possível detectar possíveis problemas bucais para, em seguida, intervir da melhor forma possível.

Como funciona a adequação do meio bucal

Essa modalidade pode ser explicada de forma bem simples. Vamos supor que um paciente chegue ao consultório para uma consulta de rotina.

O dentistas busca identificar se o paciente apresenta uma higiene bucal deficiente ou se apresenta cáries em alguns dentes e até mesmo um princípio de gengivite.

Nesse caso, o profissional da odontologia deve se perguntar: qual o motivo da aparição dessas anormalidades bucais? É nessa questão que o dentista deve trabalhar e se empenhar.

Assim, ele pode descobrir primeiro a causa, para depois escolher o melhor recurso a ser utilizado em cada ocorrência específica, evitando que o problema apareça novamente.

Por isso, é essencial que todos os profissionais da área estejam muito bem informados e preparados. Estudar todas as matérias, inclusive as consideradas básicas é imprescindível.

Desse modo, a recomendação é sempre a seguinte: na dúvida, estude e pesquise. Afinal, conhecimento é sempre bem vindo, não é mesmo?

Principais procedimentos após a identificação do problema

Após examinar um paciente e identificar alguma anomalia bucal, é legal que o dentista estabeleça alguns objetivos gerais para o tratamento restaurador, entre eles:

  • Reparar os danos da doença;
  • Atendimento integral em pacientes infantis;
  • Agir de acordo com risco e atividade da anomalia;
  • Eliminar o foco infeccioso;
  • Estabilização da atividade da doença;
  • Preparar a região afetada para um tratamento restaurador-habilitador.

A partir disso, é possível escolher e realizar o procedimento mais adequado, restabelecendo a saúde bucal do paciente. Os principais métodos utilizados pelos profissionais são:

  1. Remoção do tecido cariado e colocação de material obturador provisório;
  2. Diminuição ou remoção de excessos ou rugosidades em restaurações ou próteses fixas;
  3. Realização de uma limpeza dentária geral, chamada de profilaxia;
  4. Colocação de aparelhos ortodônticos. Isso serve para colocar os dentes em sua posição adequada, facilitando a limpeza realizada pelo paciente.

Como realizar a escovação e prevenir os mais diversos problemas bucais

A dica primordial é bastante simples. Você deve escovar os dentes ao menos três vezes por dia, principalmente após acordar, após as refeições e antes de dormir.

A língua não deve ser deixada de fora, uma vez que nela também pode haver o acúmulo de bactérias. Assim, para potencializar a limpeza bucal, também escove a língua.

Após escovados os dentes, é hora de passar o fio dental. Ele é um excelente aliado na prevenção contra a aglomeração de restos de alimentos e placa bacteriana nas regiões interdentais.

Contudo, é necessário realizar movimentos cuidadosos, evitando lesões e danos nos tecidos gengivais durante seu usos.

O enxaguante bucal também pode ser utilizado para complementar ainda mais a higienização de nossa boca.

Agora você já conhece um pouco mais sobre a adequação do meio bucal e como você pode manter higienizar a sua boca de forma adequada.

Valdir de Oliveira

Valdir de Oliveira

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela Universidade de Santo Amaro (UNISA). Pós-graduado em Ortodontia e Ortopedia dos Maxilares pela Sboom. Com especialização e mestrado em Implantodontia, habilitação em Harmonização Orofacial e Anatomia da Face. Professor nas áreas de Cirurgia Bucomaxilo Facial e Harmonização Orofacial. Voluntário há mais de 20 anos na Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais - ADRA Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.