O que fazer ao sofrer um trauma dentário?

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

O maior perigo de um trauma dentário é aquele que fica oculto, precisando ser diagnosticado por meio de radiografias

Um trauma dentário acontece quando menos esperamos. Portanto, é preciso ter em mente como proceder quando esses imprevistos ocorrem.

Ferimentos causados por trauma dentário podem ser de diferentes gravidades, desde uma simples lasca até uma perda completa do dente. Caso isso aconteça ainda quando somos crianças, é preciso estar atento para que não afete a dentição permanente.

O trauma dentário é toda e qualquer pancada que possa causar lesões na boca, abrangendo os dentes, os ossos de sustentação, a gengiva e todos os tecidos moles. Os tipos de ferimentos dividem-se em: fratura no esmalte, fratura entre a coroa e a raiz, concussão, subluxação, luxação e avulsão.

Tipos de lesões

Fratura no esmalte

A fratura no esmalte acontece quando atinge somente a coroa do dente. Ou seja, o dente é parcialmente fraturado.

O tratamento pode ser feito com a restauração da área, utilizando resina ou, dependendo de como foi o acidente, com a colagem do pedaço que quebrou.

Fratura entre a coroa e a raiz

Sempre que ocorrer um traumatismo dentário, é necessário que tiremos uma radiografia da área a fim de verificar se não houveram lesões internas.

Dessa forma, podemos identificar principalmente qual a integridade da raiz do dente. Se ela estiver lesionada, é necessário fazer um tratamento endodôntico.

Se o caso for mais complexo, é possível que o dente tenha que ser extraído.

Concussão

A concussão é o caso mais simples. Ela acontece quando há uma pancada leve, que no máximo dá uma sensibilidade ao dente.

Subluxação

Sendo de grau moderado, a subluxação implica uma mobilidade dentária.

Luxação

O dente desloca-se da sua posição original na arcada dentária. É acompanhado de inchaço e sangramento. O tratamento permeará entre um reposicionamento dentário e um tratamento endodôntico.

Em casos mais graves, pode ser que o dente tenha que ser removido.

É necessário um acompanhamento minucioso, pois pode ser que haja uma necrose do dente ou uma reabsorção da raiz dentária.

Avulsão

Acontece quando o dente é deslocado totalmente do seu osso. Neste tipo de trauma dentário, o tempo é precioso. Reimplantes dentários têm mais chances de darem certo se feitos nos primeiros 30 minutos após a batida.

Não perca tempo! Se você encontrar o dente que foi fraturado, guarde-o em leite ou soro fisiológico, o que mantém sua conservação. Em seguida, ligue imediatamente para seu dentista, ele dará todas as coordenadas necessárias.

Perigo oculto

O maior perigo de um trauma nos dentes é o que não está aparente.

Durante a pancada, alguns vasos sanguíneos podem se romper. Isso o compromete e faz com que sua polpa dentária não consiga mais nutrir o dente, o que causa uma morte silenciosa do dente.

Assim, haveria uma reabsorção, prejudicando sua sustentação. É como se agora o dente estivesse oco.

É muito provável que quando o dente esteja comprometido integralmente, ele caia, já que estará debilitado ao extremo.

Como proceder em casos de traumas

Em primeiro lugar, mantenha-se calmo, para que consiga pensar com mais lucidez. Depois, identifique a gravidade aparente da lesão.

Se for somente algum tipo de corte, pressione o ferimento com uma gaze ou um pano para estancar o sangramento.

Caso o dente tenha sido completamente quebrado, veja se consegue encontrá-lo. Se sim, coloque-o num copo com leite ou soro fisiológico e procure imediatamente seu dentista ou vá até um pronto-atendimento.

Se o acidente envolver crianças com dente de leite, redobre a atenção. O impacto pode fazer com que prejudique internamente sua boca.

Isso comprometeria seus dentes permanentes que ainda estão para nascer, que poderiam erupcionar de maneira errada. As consequências para um trauma nos dentes negligenciado são:

  • Alteração da cor;
  • Dor;
  • Sensibilidade;
  • Reabsorção óssea ou radicular;
  • Necrose pulpar;
  • Perda do dente.

Por isso, a melhor maneira de diagnosticar com propriedade um trauma é por meio de raios X. Só eles possibilitarão que os dentistas enxerguem plenamente o que aconteceu.

Como evitar

Acidentes acontecem quando menos esperamos, todos sabemos. No entanto, se você for praticante de esportes que deixem sua boca suscetível a um traumatismo, não hesite! Utilize um protetor bucal.

O protetor bucal é uma espécie de aparelho para os dentes que serve para protegê-los. Seu objetivo é fazer com que o impacto da pancada seja reduzido, não afetando ou afetando muito pouco os dentes.

Existem diversos tipos de protetores contra trauma dentário. Previna-se!

Yara Barreto

Yara Barreto

Formada em Odontologia pela Universidade de São Paulo (2008). Aluna de iniciação científica Pibic/Unicid da Universidade de São Paulo. Em 2009, concluiu estágio clínico em Ortodontia no Instituto Vellini, e em 2010, curso de planejamento Ortodôntico na Universidade Metodista. Concluiu em 2014 sua especialização em ortodontia e atua com ortodontia digital. Dentista na Odontoclinic e responsável técnica da OdontoImage.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2018

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.