Ranger os dentes: o que causa o problema e como tratar?

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Quando uma pessoa range os dentes, é comum que, com o tempo, passe a sentir incômodos na face

Você possui o costume de ranger os dentes quando se encontra em uma situação muito estressante ou complicada? Tome cuidado, este hábito pode gerar alguns problemas bucais.

Mas não se engane, não é só quem tem mania de ranger os dentes que deve se preocupar, pois isso é algo que pode se desenvolver com o tempo.

Ranger os dentes é o nome dado ao ato de atritar os dentes, pressionando uns contra os outros. Essa condição é causada por diferentes fatores e nem sempre está relacionada com o bruxismo.

Se você quer entender melhor o que é o problema, como detectá-lo e como funciona o tratamento, te convidamos a ler nosso artigo!

O que faz uma pessoa ranger os dentes?

Existem alguns problemas que causam o hábito de pressionar os dentes:

  • Bruxismo: pode ocorrer em qualquer idade, mesmo sendo mais comum em crianças, quando é conhecido como bruxismo infantil;
  • Estresse, ansiedade e sentimentos como raiva e frustração;
  • Dor, independentemente de qual parte do corpo for;
  • Uso de substâncias que estimulam esse quadro, como nicotina, álcool, cafeína e outras drogas.

A condição mais comum relatada deste problema é a de ranger os dentes dormindo. Afinal, nós não possuímos controle sobre as arcadas dentárias enquanto dormimos, tornando o problema inconsciente e involuntário.

Nas vezes que isso ocorre quando estamos acordado, é um pouco mais fácil reverter a situação de apertar os dentes. Mas o aconselhado é consultar um dentista caso este hábito ocorra, iniciando um tratamento para evitar maiores problemas.

É possível saber se eu ranjo os dentes?

A melhor maneira de descobrir o problema é passando a entender quais são seus sinais:

  • Dentes com aspecto achatado, fraturados, lascados ou soltos;
  • Esmalte dentário desgastado, deixando camadas mais profundas do dentes expostas;
  • Maior sensibilidade dentária;
  • Dor no rosto, de cabeça, na mandíbula ou como se fosse de ouvido;
  • Recuo da língua;
  • Transtornos alimentares;
  • Ansiedade, maior irritabilidade, estresse, tensão, depressão ou insônia;
  • Sensação de calor ou frio nos dentes.

Além disso, o ato de ranger ou apertar os dentes durante a noite pode fazer barulhos tão altos que são capazes de acordar alguém que estiver dormindo ao lado.

Por isso, caso apresente algum destes indícios, não perca tempo e procure um dentista assim que possível.

Quais consequências na saúde bucal isso pode trazer?

Listamos alguns problemas causados pelo ato de ranger os dentes enquanto dorme:

  • Provocar danos definitivos aos dentes;
  • Dor de cabeça causada pela tensão e pressão colocada sobre os dentes;
  • Dor facial;
  • Distúrbios na articulação temporomandibular;
  • Problemas de oclusão dentária.

É válido pontuar que normalmente este hábito não causa problemas muito graves, mas as consequências podem piorar com o tempo.

O que fazer para parar de ranger os dentes?

A pergunta que fica é: o que fazer para parar de ranger os dentes? A melhor forma de parar de ranger os dentes depende diretamente da causa do problema.

Se o problema estiver mesmo relacionado com o bruxismo, a principal forma de tratá-lo é colocando uma placa de bruxismo, que funciona como um aparelho de acrílico.

O aparelho se adapta ao formato dos dentes por ser feito sob medida e reduz os sintomas do bruxismo, como dores e tensões. A placa também evita que alguns movimentos repetitivos desgastem os dentes. É importante que o paciente use o dispositivo todas as noites.

A placa não oferece cura para o bruxismo, ela contém os efeitos e protege os dentes. A duração do tratamento varia entre 6 e 12 meses. Mas há casos em que as pessoas a usam por anos.

Existem diferentes tipos de placas para o tratamento. As que são indicadas para arcada dentária superior e as que são para inferior.

Se for necessário, elas podem ser confeccionadas para deixar a mandíbula em uma posição mais relaxada.

E quando o quadro é causado por estresse e outros fatores?

Se o paciente tem o quadro por conta de estresse, é importante se inserir em ambientes mais tranquilos para conseguir relaxar. Ele também deve procurar técnicas para reduzir o estresse diário.

Existem algumas maneiras de diminuir a dor causada pela condição e que podem ser feitas em casa:

  • Colocar gelo ou calor úmido nos músculos mandibulares;
  • Evitar ingerir alimentos duros, como noz, balas e carne;
  • Beber bastante água diariamente;
  • Dormir mais do que 6 horas por dia;
  • Fazer exercícios de alongamento físico para criar um equilíbrio da ação dos músculos e das articulações de cada lado da cabeça;
  • Relaxar o rosto e os músculos da mandíbula durante o dia, fazendo relaxamento facial.

De modo geral, seguindo essas dicas, é possível parar de ranger os dentes e diminuir os problemas causados. Lembre-se de consultar o dentista antes de fazer qualquer coisa!

Ramiro Murad Saad Neto

Ramiro Murad Saad Neto

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela UNIC. Gestor de clínicas odontológicas e franquias. Residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Habilitação em Harmonização Orofacial e integrante da equipe Bucomaxilofacial Dr. Carlos Eduardo Xavier na Clínica da Villa, em São Paulo. CRO - 118151

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!