Pseudomonas podem afetar gravemente a saúde bucal

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Descubra quem são esses organismos e como eles atuam em nosso organismo

Já pensou ir a um hospital para tratar alguma anomalia e acabar adquirindo uma infecção? Isso acontece frequentemente e, em muitos casos, trata-se de pseudomonas.

Hospitais, em geral, são locais onde há diversas bactérias. Assim, pacientes em ventilador, com debilidade crônica ou até mesmo queimaduras estão sujeitos a adquirir pseudomonas.

Pseudomonas é um gênero de bactérias gram-negativas, bacilares e ubíquas. Elas pertencem à família Pseudomonadaceae e podem causar uma diversidade enorme de infecções.

Onde os pseudomonas se desenvolvem

Geralmente, o crescimento e desenvolvimento desse organismo é favorecido por ambientes quentes e úmidos. Assim, é comum que ela apareça em regiões como:

  • Axilas;
  • Áreas anogenitais da pele;
  • Interior da cavidade bucal.

Nesse último caso, a infecção bucal geralmente ocorre devido a utilização de próteses dentárias. Logo, a aparição de pseudomonas orais é muito mais comum em idosos e adultos com idade avançada.

Muitas vezes, uma dentadura mal colocada pode provocar uma hiperplasia, facilitando a atuação dos pseudomonas na cavidade oral do paciente.

Mas não pense que a atuação dos pseudomonas na odontologia para por aí. Pacientes com doenças crônicas que favorecem o surgimento de cortes e lesões bucais estão mais suscetíveis ao desenvolvimento da bactéria.

Classificação dos Pseudomonas

Recentemente, análises sequenciais tem redefinido a taxonomia de muitas espécies bacterianas.

Como resultado, observou-se que os  Pseudomonas incluem cepas tradicionalmente classificadas nos gêneros Chryseomonas e Flavimonas.

Ainda existem outras cepas. Anteriormente classificadas como Pseudomonas, agora elas são pertencentes aos gêneros Burkholderia, Brevundimonas, Stenotrophomonas, Sphingomonas e Ralstonia.

Diagnóstico dos Pseudomonas

O diagnóstico, geralmente, irá depender bastante da cultura do organismo causador da infecção. Além disso, outro fator bastante importante a ser observado é o local da infecção.

Alguns sinais podem auxiliar o profissional a identificar a anomalia em seu paciente, como:

  • Inchaço aparente;
  • Pus esverdeado na região;
  • Um cheiro bastante doce no local infeccionado.

Tratamento dos Pseudomonas

Dependendo do local da infecção, de sua gravidade e de um prévio exame de sensibilidade, o tratamento pode ser realizado apenas a base de antibióticos específicos, definidos pelo profissional da saúde encarregado.

Entretanto, podem existir situações onde a intervenção deve ser mais agressiva. Quando ocorre infecção no tecido mole, geralmente na cavidade bucal, pode ser necessária a realização de um desbridamento cirúrgico.

O tecido necrótico é operado e, em seguida, o médico efetua a drenagem de abcessos. A técnica, porém, não inibe o paciente de continuar tomando antibióticos, que podem inclusive auxiliar em sua recuperação.

Qual é o meio de prevenção contra pseudomonas?

A melhor forma de se prevenir contra o problema é através do controle de infecção. Trata-se de um conjunto de medidas empregadas com a finalidade de proteger a equipe e os pacientes em um ambiente clínico.

Todas essas medidas são pré-estabelecidas por normas e regras oficiais. Assim, em um consultório odontológico, por exemplo, é necessário que o dentista e sua equipe sigam todas as normas de imunização.

Deve ser realizada a limpeza dos materiais e do ambiente para limitar a propagação de microrganismos. Desse modo, é possível deixar os seus pacientes longe de infecções causadas por pseudomonas.

Valdir de Oliveira

Valdir de Oliveira

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela Universidade de Santo Amaro (UNISA). Pós-graduado em Ortodontia e Ortopedia dos Maxilares pela Sboom. Com especialização e mestrado em Implantodontia, habilitação em Harmonização Orofacial e Anatomia da Face. Professor nas áreas de Cirurgia Bucomaxilo Facial e Harmonização Orofacial. Voluntário há mais de 20 anos na Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais - ADRA Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.