Importância da higiene bucal do paciente hospitalizado

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Higiene bucal em pacientes internados evita infecções como pneumonia

Manter a higiene bucal é essencial para prevenir doenças como a cárie. A escovação e o uso do fio dental são ações que devem ser realizadas diariamente e estar incluídas na rotina do paciente hospitalizado.

É comum dar atenção à saúde geral do paciente hospitalizado e esquecer de cuidados básicos como a higiene da boca. Porém, estudos mostram a importância desses hábitos e como eles precisam ser mantidos, principalmente dentro de hospitais.

O paciente hospitalizado que possui uma boa higiene oral e fica longe de doenças bucais têm menos risco de contrair infecções hospitalares. Por isso, quando a saúde bucal é negligenciada, bactérias são aspiradas e chegam ao pulmão, desencadeando uma série de doenças como a pneumonia.

Diversos estudos mostram que pacientes internados tendem a apresentar uma higienização dos dentes deficiente. Principalmente em comparação aos que ficam apenas nos ambiente ambulatoriais.

O recomendado é que, independente da alimentação ou local, o paciente hospitalizado escove seus dentes pelo menos três vezes ao dia. Além disso, o uso do fio dental também é imprescindível nessas situações.

Pacientes internados na UTI

Nos casos de pacientes internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTI), que muitas vezes se encontram desacordados e impossibilitados de realizar a escovação e limpeza sozinhos, é preciso ainda mais atenção.

É bastante comum que pacientes hospitalizados não recebam a higienização bucal adequada. A justificativa está na falta de conhecimento de técnicas da equipe da terapia intensiva.

Por isso, é necessário incluir neste tipo de internação, protocolos de higiene oral e a presença de profissionais da área. É preciso que sejam especializados e possam realizar os procedimentos adequados.

Há casos de pacientes que apresentam problemas bucais relacionados aos processos inflamatórios, infecciosos e de dor durante a internação na UTI. Nestas situações, apenas o cirurgião-dentista pode executar as condutas clínicas, pois são referentes à sua formação profissional.

Exemplos de ações realizadas por dentistas na UTI:

  • Anestesias odontológicas;
  • Extrações dentárias;
  • Raspagem supragengival;
  • Ajustes de próteses dentárias;
  • Traumas de aparelhos ortodônticos;
  • Laserterapia;
  • Biópsias de lesões na cavidade bucal.

Riscos da falta de higiene bucal em hospitais

Negligenciar a limpeza bucal pode desencadear periodontites, gengivites, otites, rinofaringite crônicas e xerostomia, potencializando focos de infecções propícias à pneumonia nosocomial.

Essa complicação tende a agravar o quadro dos pacientes, principalmente se forem idosos.

Os pacientes que demandam de cuidados intensivos se encontram com a boca aberta devido à presença do tubo orotraqueal (TOT) na cavidade bucal, com isso, ocorre à desidratação da mucosa oral.

Os pacientes que se encontram neste estado, aumentam a formação da saburra lingual no dorso da língua. O que é provocado pela diminuição da produção de saliva.

Essa condição favorece o desenvolvimentismo de diversos componentes voláteis de enxofre e causam mau hálito.

Diante de todas essas consequências, vimos como é importante a higiene dos tecidos da cavidade bucal, incluindo: dentes, gengivas e língua.

Os cuidados com a higiene oral no paciente hospitalizado são recomendados não só para que se diminuam as infecções, mas também para diminuir o tempo de internação, reduzindo os custos hospitalares.

Yara Barreto

Yara Barreto

Formada em Odontologia pela Universidade de São Paulo (2008). Aluna de iniciação científica Pibic/Unicid da Universidade de São Paulo. Em 2009, concluiu estágio clínico em Ortodontia no Instituto Vellini, e em 2010, curso de planejamento Ortodôntico na Universidade Metodista. Concluiu em 2014 sua especialização em ortodontia e atua com ortodontia digital. Dentista na Odontoclinic e responsável técnica da OdontoImage.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.