Prótese dentária fixa auxilia na reabilitação do sorriso

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Prótese dentária fixa é alternativa para questões estéticas dentais

A falta de dentes é sempre razão para desconforto. Além da estética facial, a ausência desses elementos gera alterações na fala da pessoa e no modo como ela mastiga. A prótese dentária fixa surge como uma alternativa para acabar com a falta de dentes na boca.

Para o tratamento, o auxílio de um cirurgião-dentista é indispensável. É ele quem vai avaliar a condição do paciente e escolherá o tipo de prótese dentária fixa mais adequado para realizar o procedimento, de acordo com o diagnóstico feito previamente.

A prótese dentária fixa é uma substituta para o dente. É colocada onde há um espaço sem nenhum preenchimento e, por meio de um pino inserido na raiz, a prótese fixa é cimentada no local. Pode ser colocada a partir do apoio de dentes ao redor, ser unitária (apenas um dente) ou parcial (três dentes ou mais).

A colocação das próteses fixas só pode ser modificada pelo dentista. As parciais também são chamadas de ponte dentária, por fazer a ligação entre dentes vizinhos.

A manutenção vai depender de como o paciente cuida da sua higiene bucal e do tipo de material usado para a fabricação da prótese.

No entanto, dentistas recomendam a troca entre 7 e 8 anos, após o procedimento ter sido realizado pela primeira vez.

Elas podem ser feitas de materiais como metal com porcelana, porcelana pura ou apenas metal. A durabilidade da prótese, inclusive, será definida a partir do material escolhido.

Quando preciso da prótese dentária fixa?

Junto com o seu dentista de confiança, a adoção da melhor prótese fixa ocorre quando o paciente precisa – ou quer -, reabilitar e melhorar a função mastigatória e fonética.

As pontes também são bastante usadas para melhorar a estética dental e a harmonização do rosto.

Tratamento com a prótese

Paciente e dentista passam pelas seguintes etapas de tratamento: ida ao consultório e acordo para o início do tratamento; análise dos dentes e elementos bucais para a confecção de um novo dente; moldagem do dente novo; teste da prótese; por fim, cimentação da prótese na boca.

Todo o processo de finalização da prótese é realizado entre duas a quatro sessões. O paciente sai do consultório com o dente novo e pronto para ser usado normalmente.

Cuidados com a prótese fixa

A colocação das próteses dentárias fixas indica que o paciente precisará obedecer as regras de uma boa higiene bucal de forma aplicada.

Até mesmo para evitar que as possíveis causas para a falta de dente voltem a acontecer novamente. Entre as principais boas práticas estão:

  • Visitas periódicas ao dentista, com direito a exames radiográficos;
  • Redobrar o cuidados com a saúde bucal;
  • Em alguns casos, utilizar o passa-fio e escovas interdentais;
  • Atenção especial na hora de escovar os dentes, com cuidado para não machucar a área de cimentação;
  • Não utilizar materiais pontiagudos, como os de metal, para retirar detritos de perto da prótese.

Vantagens e desvantagens da prótese dentária fixa

Em todos os tratamentos odontológicos há lados positivos e lados negativos. Desse modo, entre os tratamentos com as próteses fixas, o panorama não podia ser diferente.

Entre as desvantagens da prótese fixa, encontramos um problema que só será notado com o passar do tempo. Quando ela é colocada a partir do apoio de dentes ao redor, eles podem começar a se desgastar.

No entanto, a prótese fixa tem mais vantagens do que desvantagens. É mais barata do que outros procedimentos, como o implante dentário, tem um processo menos invasivo e a recuperação é extremamente rápida.

Para além das vantagens de saúde bucal, a prótese dentária fixa traz uma sensação de autoconfiança e segurança ao paciente. Seu sorriso está mais gracioso, sua mastigação está melhor e sua fonética mais coesa. Lembre-se de sempre procurar um dentista antes de realizar qualquer tipo de procedimento como este.

Yara Barreto

Yara Barreto

Formada em Odontologia pela Universidade de São Paulo (2008). Aluna de iniciação científica Pibic/Unicid da Universidade de São Paulo. Em 2009, concluiu estágio clínico em Ortodontia no Instituto Vellini, e em 2010, curso de planejamento Ortodôntico na Universidade Metodista. Concluiu em 2014 sua especialização em ortodontia e atua com ortodontia digital. Dentista na Odontoclinic e responsável técnica da OdontoImage.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2018

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.