Tudo sobre periodontite ulcerativa necrosante (PUN)

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

A periodontite ulcerativa necrosante está normalmente associada a doenças sistêmicas

Doenças periodontais atacam de gengiva ao osso alveolar, e as mais comuns são a gengivite e periodontite. No entanto, existem variações que tornam o problema mais severo, caso da periodontite ulcerativa necrosante.

A periodontite ulcerativa necrosante está inserida na categoria de doenças periodontais necrosantes, junto da gengivite ulcerativa necrosante, estomatite ulcerativa necrosante e o noma.

A periodontite ulcerativa necrosante é uma doença de rápido crescimento. Ela é grave e causa vermelhidão na gengiva livre, na gengiva aderida e na mucosa alveolar. Ocorre uma profunda necrose do tecido mole e perda de inserção periodontal.

Em outras palavras, é uma infecção definida por necrose dos tecidos gengivais, do ligamento periodontal e do osso alveolar.

Normalmente, ela está associada a disfunções sistêmicas, como o Vírus da Imunodeficiência Humano, popularmente conhecido como HIV, que afeta fortemente o sistema imunológico.

Se afetar a papila dentária, ocasiona em cavidades interproximais profundas, evidenciando a necrose do ligamento periodontal e do osso alveolar.

Sobre a periodontite ulcerativa necrosante (PUN)

Assim como a periodontite é uma evolução da gengivite, a PUN é o avanço da gengivite ulcerativa necrosante (GUN).

A GUN costuma atingir somente como uma infecção aguda da gengiva, sem prejudicar os tecidos do periodonto. No entanto, se não for tratada, ela direciona-se para o periodonto, passando a chamar-se como PUN.

Os microrganismos que desencadeiam o problema são geralmente fusobacterias e espiroquetas.

Microscopicamente são determinadas por um infiltrado superficial de neutrófilos polimorfonucleares e um infiltrado crônico nas regiões mais profundas, formado especialmente por linfócitos e plasmócitos.

São cobertas por uma pseudomembrana feita de fibrina, tecido necrótico, células inflamatórias e bactérias. E se forem retiradas, resultarão em sangramento e exposição do tecido conjuntivo.

Fatores de risco da PUN

São considerados fatores de risco:

  • Tabagismo;
  • Estresse;
  • Desnutrição;
  • Deficiência hormonal;
  • HIV;
  • Leucemia;
  • Neutropenia;
  • Tratamento imunossupressor.

Sintomas da periodontite ulcerativa necrosante

  • Sangramento;
  • Hipossalivação (salivação em excesso);
  • Gosto metálico na boca;
  • Mau hálito;
  • Mal estar;
  • Dor intensa;
  • Febre;
  • Inchaço dos nódulos linfáticos.

Tratamentos da PUN

O tratamento da doença periodontal necrosante é dividida em quatro momentos: tratamento de urgência, tratamento dos fatores predisponentes, correção cirúrgica das deformidades teciduais e manutenção.

Tratamento de urgência

É realizada a raspagem e o alisamento radicular. Os dentistas utilizam de aparelhos ultrassônicos para eliminar as placas bacterianas.

O paciente deve fazer bochecho com clorohexidina a 0,2%, pois é comum haver uma dificuldade na escovação.

Como a PUN é está relacionada com doenças sistêmicas, é preciso investigar de qual estamos nos referindo para tratá-la também.

Tratamento dos fatores predisponentes

Nesse tópico, o profissional deverá averiguar quais são os fatores de risco que estão presentes na vida do paciente e eliminá-los.

Correção cirúrgica das deformidades teciduais

Infelizmente, a gravidade do problema deforma o tecido gengival. Por isso, é necessário efetuar uma gengivectomia.

Manutenção

A manutenção diz respeito às atividades que o paciente seguirá dali em diante para que a periodontite ulcerativa necrosante não volte a aparecer. Isso envolve uma ótima higienização bucal e consultas de rotina, nas quais o dentista irá verificar como anda a saúde bucal da pessoa.

Yara Barreto

Yara Barreto

Formada em Odontologia pela Universidade de São Paulo (2008). Aluna de iniciação científica Pibic/Unicid da Universidade de São Paulo. Em 2009, concluiu estágio clínico em Ortodontia no Instituto Vellini, e em 2010, curso de planejamento Ortodôntico na Universidade Metodista. Concluiu em 2014 sua especialização em ortodontia e atua com ortodontia digital. Dentista na Odontoclinic e responsável técnica da OdontoImage.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.