Nervo facial e sua importância para a odontologia

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

O sétimo nervo do crânio, também conhecido como nervo facial, é o responsável pela movimentação de toda a face

Os nervos da boca e da mandíbula são importantes para nossa movimentação, sensibilidade, entre outras funções. Além desses dois grupos de nervos, o nervo facial é outro que também se destaca na odontologia.

Neste artigo vamos conhecer um pouco mais sobre o nervo facial e suas funções. Também falaremos sobre sua relação com a paralisia facial e a odontologia.

O nervo facial é o sétimo nervo craniano. Há, na verdade, dois nervos faciais – um de cada lado do rosto. Eles controlam os músculos da expressão facial e a sensação gustativa dos dois terços anteriores da língua. O nervo facial possuí três tipos de fibras nervosas: fibras motoras, fibras sensoriais e fibras parassimpáticas.

Função do nervo facial

Os nervos faciais, direito e esquerdo, controlam toda a movimentação do rosto. Do sorriso até as nossas piscadas constantes, tudo é controlado por esses dois nervos e suas ramificações.

No entanto, suas funções não se limitam a movimentos. Eles também carregam informações sensoriais para o cérebro de todo o rosto: pele, olhos, nariz, orelhas e língua.

Nervo facial na odontologia

Os nervos faciais tem uma óbvia importância para a odontologia. Afinal, eles são os responsáveis, diretamente ou indiretamente, por toda a movimentação e parte sensorial da boca.

Por isso, o nervo facial e suas ramificações são uma das preocupações do dentista. Ele é o profissional que evitará infecções bucais que, podem ter consequências nos nervos faciais.

Também é o dentista que pode identificar os primeiros sinais de problemas nos nervos faciais ou suas ramificações. O dentista também pode participar do tratamento no caso de paralisia facial.

A paralisia facial

A paralisia facial, ou Paralisia de Bell, está diretamente ligada aos nervos faciais. É a inflamação desse nervo que causa a paralisia parcial ou total da face.

Um tumor na face, na boca ou do lado da cabeça também pode afetar o trabalho normal desse nervo, causando a paralisia. A paralisia também pode ser um efeito de uma outra doença, como o AVC.

Na maior parte dos casos, as paralisias são parciais e reversíveis. Por isso, é necessário ficar atento aos sintomas para procurar um profissional o quanto antes! Um diagnóstico precoce pode salvar vidas.

Causadores da paralisia

Existem alguns fatores que levam o nervo facial a inflamar: o choque de temperatura constante é um deles. No entanto, outros fatores podem prejudicar os nervos faciais, como:

  • Gripe;
  • Herpes;
  • Doenças respiratórias (causadas por adenovírus);
  • Mononucleose (conhecida como doença do beijo);
  • Síndrome mão-pé-boca;
  • Infecções por citomegalovírus;
  • Rubéola;
  • AVC;
  • Outros.

Sintomas da paralisia facial:

Os sintomas mais comuns aparecem apenas no lado em que o nervo foi, de fato, afetado. Eles normalmente têm relação com a movimentação, mas também pode haver uma perda dos sentidos. Desconfie se:

  • Você não consegue enrugar a testa (o músculo não responde ao comando);
  • Há dificuldade ou você não consegue fazer movimentos simples, como assobiar e soprar;
  • Quando você sorri, um dos lados da boca fica “caído” ou não se mexe;
  • Você não consegue ou tem muita dificuldade para mastigar no lado afetado;
  • É impossível fechar um dos olhos, que passa a ficar muito seco ou com produção excessiva de lágrimas;
  • Você passa a ter dificuldade na fala.
  • Você perdeu o paladar;
  • Dormência ou inchaço no lado do rosto afetado;
  • Hipersensibilidade auditiva;
  • Dores no ouvido ou nessa região;
  • Dores de cabeça.

O dentista e os nervos faciais

O dentista será um dos profissionais que cuidará de você em caso de paralisia. Normalmente, o tratamento é feito de forma conjunta: otorrinolaringologista, dentista e fonoaudiólogo se juntam para realizar uma cura multidisciplinar.

Agora que você conhece mais sobre o nervo facial, suas funções e seu principal problema, que tal ler nossos textos sobre suas ramificações? Há uma série de textos sobre os nervos que compõe a face, confira!

Ramiro Murad Saad Neto

Ramiro Murad Saad Neto

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela UNIC. Gestor de clínicas odontológicas e franquias. Residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Habilitação em Harmonização Orofacial e integrante da equipe Bucomaxilofacial Dr. Carlos Eduardo Xavier na Clínica da Villa, em São Paulo. CRO - 118151

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.