Mordida cruzada em criança: causas e tratamentos

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Saiba quais são as causas e os tratamentos da mordida cruzada em crianças

A oclusão dental ou mordida, é um fator importante na qualidade de vida de um indivíduo e, principalmente, nas crianças. Isso porque suas relações dinâmicas podem interferir na dicção, mastigação e até na aparência estética. Qualquer grupo de pessoas pode ser afetado pela má oclusão, como a mordida cruzada em criança.

A oclusão dentária consiste no contato dos dentes superiores com os inferiores, de modo que haja um encaixe específico dos arcos dentários. Alterações no mecanismo desse encaixe podem ser caracterizadas como má oclusão dental. Quando a má oclusão é identificada, como no caso da mordida cruzada em criança, deve se inciar um tratamento ortodôntico.

Mordida cruzada em criança é caracterizada por uma distorção do sorriso causada pelo desalinhamento dos dentes. Os dentes do maxilar superior não se alinhem com os inferiores ao fechar da boca e se encontram mais próximos da bochecha ou da língua. Ou seja, os dentes inferiores cobrem os superiores, projetando o queixo para frente.

A mordida cruzada pode ser classificada, ainda, em:

  1. Anterior: dentes anteriores superiores ocluem por dentro dos inferiores;
  2. Posterior unilateral: posteriores superiores ocluem por dentro dos inferiores em apenas um lado;
  3. Posterior bilateral: posteriores superiores ocluem por dentro dos inferiores dos dois lados;

Consequências da Má Oclusão

O problema de má oclusão pode trazer diversas consequências e afetar pontos estéticos e funcionais do rosto da criança.

A cárie e as doença periodontais, por exemplo, podem ser frequentes em casos como esse.

Isso porque o posicionamentos dos arcos dentários dificulta a higienização adequada dos dentes, levando ao acúmulo de bactérias e o desencadeamento dessas condições.

Fora isso, a mordida cruzada pode causar ainda:

  • Assimetria facial;
  • Complicações na mastigação e deglutição;
  • Dificuldades na respiração;
  • Dificuldades na fala;
  • Dores faciais; e
  • Dores nas articulações.

Causas da Mordida Cruzada em Criança

Essa má oclusão costuma ser comum em crianças e adultos e pode ser desencadeada devido a inúmeros fatores. Confira quais são:

  • Perda precoce de dentes;
  • Sucção do dedo;
  • Hábito de chupar a chupeta;
  • Uso prolongado de mamadeiras;
  • Fatores hereditários;
  • Respiração pela boca.

Tratamento da Mordida Cruzada em Crianças

O tratamento para mordida cruzada em criança deve ser realizado o mais cedo possível, principalmente se as causas que envolvem essa condição forem hereditárias.

Portanto, o tratamento pode e deve ser iniciado antes dos seis anos de idade. Assim, será possível tratar o problema antes que se instale ou progrida, evitando consequências futuras.

O tratamento pode se dá por meio de uso de aparelhos ortodônticos – mesmo em dentição de leite ou mista – para mover os dentes de lugar.

Ou aparelho específico para estimular o crescimento da maxila, caso a condição tenha causa hereditária.

Também há a possibilidade de tratar com pistas diretas planas, que consiste na alteração dos dentes de leite com resina, para que os dentes se toquem de forma correta.

Porém, se a mordida cruzada possuir um grau maior de intensidade, ou seja, se a diferença de os arcos for muito grande, pode haver necessidade de intervenção cirúrgica para solução do problema de oclusão.

Entretanto, essa medida só pode ser realizada em pacientes adultos.

É importante ressaltar que os pais devem ficar sempre atentos à saúde bucal dos pequenos, mantendo uma rotina de consultas ao dentista, a fim de prevenir problemas de oclusão, como a mordida cruzada em crianças.

Ramiro Murad
Ramiro Murad
Ramiro Murad Saad Neto, cirurgião-dentista com registro no Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CRO-SP) nº 118151, é graduado pela UNIC e residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Possui habilitação em Harmonização Orofacial e também é gestor de clínicas e franquias odontológicas. Além disso, é integrante da equipe Bucomaxilofacial da Clínica da Villa, que está na Rua Eça de Queiroz, 467 - Vila Mariana, São Paulo - SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio
Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.
Agende uma consulta
Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

Simpatio 2021 © - Todos os Direitos Reservados

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.

Os conteúdos da Simpatio são escritos por jornalistas e possuem a supervisão e a aprovação de dentistas e de profissionais de saúde parceiros.