Materiais resilientes oferecem conforto ao paciente

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Indicados para diferentes tratamentos, materiais resilientes são usados frequentemente pelos dentistas

Qual profissional não deseja oferecer um bom atendimento aos seus pacientes? Contar com bons instrumentos de trabalho faz parte desse processo. Por isso, conhecer e identificar os materiais resilientes é essencial.

Entender a importância dos materiais resilientes pode mudar toda a forma como o profissional atua dentro de seu consultório. Mas, afinal, o que são esses materiais resilientes?

São considerados materiais resilientes aqueles que proporcionam conforto e segurança, tanto para o profissional que os manipula como para o paciente.

Portanto, assim como na palavra resiliência, tem a ver com adaptação e a capacidade de se adequar ao que for necessário.

Para Que Servem os Materiais Resilientes?

Existem diversos materiais que podem ser usados na confecção de próteses e outras restaurações dentárias. Os mais antigos, no entanto, podem apresentar algumas desvantagens quando comparados aos resilientes atuais.

Por ser relativamente mais rígido do que os que encontramos atualmente no mercaco, costumavam causar impactos desagradáveis ao tecido bucal dos pacientes.

Dessa forma, os novos materiais vieram para suprir algumas falhas que certos tipos de resina possuem, melhorando a adaptação e retenção de próteses totais em pacientes com quantidade mínima de rebordo residual.

Ainda assim, a longevidade é o principal problema que envolve esses materiais. Isso ocorre pois poucos materiais macios podem ser usados e duram o necessário.

O motivo para isso é que, por mais que sejam extremamente novos, uma vez que usados, eles podem falhar. Entre as razões podemos citar:

  1. Envelhecimento;
  2. Contaminação por bactérias;
  3. Alterações de cor;
  4. Endurecimento e descolamento da base de dentadura.

Materiais Resilientes Para Próteses de Bases Totais e Parciais

Estes materiais resilientes para bases protéticas começaram a ser utilizados a partir de 1869, com o uso de borrachas naturais.

Desde essa época, fazer com que eles evoluam cada vez mais é o objetivo dos profissionais, pesquisadores e fabricantes.

Além dessas borrachas naturais, existem outros produtos que fazem parte dessa mesma categoria. São eles:

  • Polímerosvinflicos
  • Hidrofilicos
  • Silicones
  • Acrílicosmaleáveis como forradores resilientes.

É normal que, com uma alta quantidade de categorias de materiais, existam também diversas opções e alternativas nos mais variados tratamentos.

Por isso, é fundamental sempre consultar seu dentista antes de tomar qualquer decisão. Pois é o profissional quem deverá selecionar o paciente que realmente necessita a utilização ou não de bases resilientes.

Ainda assim, além de comporem a base protética, também são muito utilizados como alinhadores. Então, eles formam uma espécie de cinta elástica no interior da prótese, servindo para o conserto da mesma.

O processo de utilização irá varia sempre de acordo com a marca do material, onde cada qual possui suas técnicas.

Materiais em Prótese Dentária

Nas clínicas de odontologia, existem diversos exemplos de materiais resilientes ou também conhecidos como macios.

Os para base de próteses são utilizados principalmente com o objetivo de proporcionar conforto e eficiência mastigatória aos pacientes que utilizam de próteses parciais ou totais.

Porém, é muito comum que as próteses reembasadas com materiais resilientes não tenham a duração boe e esperada para tal tratamento.

Isso ocorre então devido ao fato das bases macias sofrerem diversos tipos de falhas com o decorrer do tempo e do uso, fazendo com que os materiais resilientes não consigam apresentar resultados satisfatórios.

Valdir de Oliveira

Valdir de Oliveira

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela Universidade de Santo Amaro (UNISA). Pós-graduado em Ortodontia e Ortopedia dos Maxilares pela Sboom. Com especialização e mestrado em Implantodontia, habilitação em Harmonização Orofacial e Anatomia da Face. Professor nas áreas de Cirurgia Bucomaxilo Facial e Harmonização Orofacial. Voluntário há mais de 20 anos na Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais - ADRA Brasil.

Compartilhe sua opinião

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!