Hiperplasia Gengival é tradada cirurgicamente pelos dentistas

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Alguns medicamentos podem provocar o crescimento da gengiva

Um dos elementos considerados esteticamente desagradáveis pelo senso comum no sorriso é uma gengiva grande ou desproporcional, também conhecida como hiperplasia gengival.

Assim, muitas pessoas procuram os cirurgiões-dentistas para resolver esse incômodo. O que poucos sabem é que a hiperplasia gengival não é apenas uma questão estética.

Hiperplasia gengival é caracterizada pelo crescimento exagerado das gengivas, chegando a cobrir a coroa dentária nos dentes inferiores ou superiores.

Essa condição é mais comum em pessoas que sofrem de epilepsia, e também crianças. Porém, em relação ao restante da população, pode afetar pessoas de todas as idades ou sexos.

A hiperplasia da gengiva pode agir em grande ou pequena escala. Nos casos mais graves, provoca dor e desconforto para o paciente, além de interferir na fala e na mastigação.

Causas da hiperplasia gengival

Existem três motivos possíveis para o surgimento do problema:

  • Hiperplasia gengival por inflamação

A falta de cuidados com a higiene bucal gera uma série de consequências negativas. Entre elas está o acúmulo de placa bacteriana.

Assim, essas bactérias, se não forem removidas, se tornam provocadoras de infecções e inflamações na gengiva. A gengiva inflamada aumenta de tamanho, além de, em alguns casos, apresentar aspecto avermelhados e sangramentos.

  • Hiperplasia gengival medicamentosa

Certos medicamentos provocam reações inflamatórias e imunológicas, ocasionado o aumento de células na gengiva.

  • Hiperplasia gengival por trauma

Traumas, feridas ou impactos na cavidade oral também podem ser motivadores do crescimento das gengivas. Mais raramente, a condição pode ser congênita e hereditária, ou seja, surgir ainda durante o período de gestação e passar de pai para filho.

Tratamentos para hiperplasia gengival

Em geral, o tratamento para a condição é realizado através de uma plástica gengival.

Entre as opções estão a gengivoplastia e a gengivectomia, cirurgias específicas para a redução de gengiva.

A cirurgia de gengivectomia está diretamente relacionada à casos de hiperplasia, uma vez que consiste na retirada de parte dos tecidos gengivais.

Já a cirurgia de gengivoplastia possui fins estéticos, visando melhorar o contorno dos dentes feito pela gengiva.

Realizar uma boa higienização dos dentes, apesar de não provocar diminuição das gengivas, ajuda a refrear a infecção, assim como as dores e os possíveis sangramentos.

Em casos de hiperplasia medicamentosa, a ingestão do medicamento deve ser interrompida. Ainda, a prevenção continua sendo uma das melhores soluções.

Os problemas ocasionados pela falta de higiene bucal podem ser evitados pela escovação diária, que deve ocorrer cerca de três vezes ao dia, auxiliada pelo uso de fio dental e enxaguante bucal.

Além disso, existe a importância de utilizar uma escova de cerdas macias. Isso porque uma escova dura pode ser a responsável por provocar algum trauma ou ferida na boca que, posteriormente, podem desencadear o aumento das gengivas.

O que é hiperplasia papilar?

É o tipo de aumento e crescimento de tecidos que acomete o palato duro. Palato duro é um das partes formadores do céu da boca.

Desse modo, essa condição é provocada pela má adaptação, falta de higienização ou uso excessivo e prolongado de uma dentadura.

Quais medicamentos causam hiperplasia gengival?

Entre os medicamentos que ocasionam a hiperplasia gengival estão as drogas anti-epilépticas, como a fenitoína, as drogas imunossupressoras, como a ciclosporina A e as drogas betabloqueadoras, como as di-hidropiridinas.

Juliana Peres

Juliana Peres

Graduada em Odontologia pela Universidade Cidade de São Paulo. Pós-graduada em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial pelo programa de residência profissional do Complexo Hospitalar Padre Bento de Guarulhos. Conhecimento na área de cirurgia oral menor e maior. Residente em cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial no Complexo Hospitalar Padre Bento durante 3 anos e responsável pelo atendimento de pacientes na área de clínico geral, cirurgias orais e harmonização orofacial em diferentes clínicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2018

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.