Extração de dente na terceira idade exige cuidados pós-cirúrgicos

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Confira aqui como a extração de dente na terceira idade é realizada na área odontológica

Quando envelhecemos, o nosso organismo enfraquece, e os nossos dentes também. Quando os idosos deixam de lado a higiene bucal, muitos problemas podem se desenvolver na boca. Por isso, em muitos casos, a extração de dente na terceira idade é recomendada.

Os odontogeriatras ou cirurgiões-dentistas são os profissionais mais capacitados para realizar a extração de dente na terceira idade. Portanto, procure pelo dentista e converse sobre a necessidade de extrair o dente ou não.

A extração de dente na terceira idade é a cirurgia de remoção total de um ou mais dentes que não podem ser recuperados por meio de outro tratamento.

Neste artigo iremos tirar todas as suas dúvidas e curiosidades sobre a extração de dente na terceira idade. Vamos começar?

Indicações para a extração de dente na terceira idade

Durante o atendimento odontológico para idosos, o profissional analisará a cavidade bucal do paciente para entender se o quadro clínico dele pede a extração. Os principais motivos para realizar a extração de dente são:

  • Cárie;
  • Doenças periodontais;
  • Traumas dentários; e
  • Infecções.

Os fatores de risco são:

  • Diabetes; e
  • Problemas na produção da saliva.

Cuidados pré-cirúrgicos com idosos

Antes do procedimento da cirurgia oral no idoso, o dentista pode receitar ao paciente alguns medicamentos como analgésicos, anti-inflamatórios ou antibióticos.

Como o procedimento cirúrgico é realizado?

A extração dentária na terceira idade é realizada da mesma maneira do que as extrações em outras faixas etárias. Assim, no momento da extração são utilizados anestésicos locais para evitar dores e incômodos.

Após se certificar de que a anestesia fez efeito, o dentista fará uma cisão na pele da gengiva que circunda a área do dente. Em seguida, ele desloca a gengiva e utiliza um fórceps para amolecer o dente.

O procedimento de extração do dente, então, é realizado com o fórceps dentário. Depois, o dentista retira todos os resquícios do elemento dental que possam ter ficado para trás, faz a limpeza da cavidade e sutura o local.

Em alguns casos o profissional vai recomendar a reabilitação dentária para recuperar a estética e a funcionalidade dos dentes.

Desse modo, a colocação de uma prótese ou um implante é discutida pelo cirurgião-dentista com paciente.

Devo tomar cuidados após a extração de dente em idosos?

A resposta é sim! Você deve tomar cuidados básicos, mas essenciais, durante o período de recuperação. É importante manter o repouso absoluto nas 24 horas após o procedimento e parcial nos 2 ou 3 dias seguintes.

Há riscos advindos da extração dentária, mas eles são comuns. Os sangramentos e inchaços são os principais exemplos. No entanto, o inchaço pode ser remediado com o uso de uma compressa de gelo na região, visando a contração dos vasos sanguíneos.

Enquanto isso, o sangramento deve ser contido por um pedaço de gaze limpo. É importante que essa preparação seja acompanhada ou feita pelo próprio dentista

Faça opção por alimentos líquidos ou pastosos até o profissional liberar a alimentação sólida. A região bucal é um local de muita concentração de bactérias e outros tipos de sujeira.

Por isso, é crucial que ocorra uma higienização minuciosa para evitar uma infecção após extração do dente. Bochechos com sal e água morna podem ajudar a eliminar as bactérias.

A escovação de dentes é necessária nesse período, porém ela não deve ocorrer com a aplicação de muita força. Não é recomendado escovar o local que o dente foi retirado, evitando feridas e machucados.

Dê preferência ao uso de escovas macias e fios dentais para realizar a higienização.

Além disso, marque visitas regulares ao dentista de confiança, principalmente ao odontogeriatra, para o acompanhamento odontológico durante a fase de recuperação da extração de dente na terceira idade.

Valdir de Oliveira

Valdir de Oliveira

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela Universidade de Santo Amaro (UNISA). Pós-graduado em Ortodontia e Ortopedia dos Maxilares pela Sboom. Com especialização e mestrado em Implantodontia, habilitação em Harmonização Orofacial e Anatomia da Face. Professor nas áreas de Cirurgia Bucomaxilo Facial e Harmonização Orofacial. Voluntário há mais de 20 anos na Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais - ADRA Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.