Contabilidade para dentistas é essencial na gestão do negócio

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Saiba mais sobre a contabilidade e o regime tributário do seu consultório odontológico

A contabilidade para dentistas é essencial, independente do porte do seu negócio. Afinal, ela faz parte da gestão de seu consultório ou clínica, e é fundamental para manter-se dentro dos parâmetros legais

Isso porque a contabilidade para dentistas garante que sua clínica ou consultório odontológico proteja-se de problemas relacionados à fiscalização, sendo imprescindível para evitar multas e tributações.

Quando falamos de contabilidade para dentistas abrangemos todo o controle financeiro da sua clínica ou consultório odontológico. Isto é, todo valor que entra ou sai do seu caixa deve ter determinado controle.

Se interessou? Então fique atento às dicas de contabilidade para dentistas que apresentaremos a seguir e descubra como fazer contabilidade de consultório odontológico.

Regime Tributário

O regime tributário pode impactar diretamente no rendimento do consultório, por isso ele deve ser escolhido da melhor forma possível, uma vez que o rendimento deverá ser recolhido obrigatoriamente todos os meses.

Assim, antes de abrir o seu negócio, junto a um profissional da contabilidade, o dentista deverá analisar e escolher a melhor condição para desempenhar suas atividades.

Sendo como um profissional liberal (Pessoa Física) ou como empresa (Pessoa Jurídica).

Dessa forma, para realizar a contabilidade odontológica é necessário definir o posicionamento de atuação do seu negócio, já que a tributação para cada um dos modelos é diferente.

É possível que, atuando como Pessoa Jurídica, se recolherá uma carga tributária menor. No entanto, a orientação de um contabilista esclarecerá qual é a modalidade mais aconselhável para a realidade de cada dentista.

Independente do regime de atuação escolhido, para estar dentro dos parâmetros legislativos, o profissional deverá certificar-se de ter registro no Conselho Regional de Odontologia (CRO), na jurisdição em que estiver atuando.

Além disso, deve solicitar a aprovação da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) do seu município.

Pessoa Física

Deste modo, o dentista que atua como profissional liberal deverá estar ciente de suas obrigações fiscais. Tais quais:

  • Recolher os impostos por meio da tabela de Imposto de Renda Pessoa Física;
  • Realizar as escrituras do livro-caixa.

Assim, no livro-caixa são registrados todos os recebimentos e pagamentos.

Nesse sistema, considera-se como despesas a folha de pagamento, contas de energia, água, telefone, internet, aluguel, INSS e outras despesas, por exemplo.

Pessoa Jurídica

Se a escolha for tributar o consultório ou clínica odontológica como empresa, isto é, Pessoa Jurídica, o dentista deve optar pelas seguintes opções, conforme as simulações sobre o faturamento e as despesas, escolhendo pela que permite uma menor taxa de impostos:

  • Simples nacional
  • Lucro presumido
  • Lucro real

Como Pessoa jurídico o dentista precisará realizar:

  • Emissão de notas fiscais;
  • Folha de pagamento;
  • Declaração de Serviços Médicos e de Saúde (DMED) anual;
  • Escrituração contábil.

Quando se tributa seu consultório ou clínica odontológica pelo lucro real, é preciso que o tributo do imposto de renda e contribuição social seja feito após o levantamento do resultado operacional do seu negócio.

Contudo, se for lucro presumido ou simples nacional, o tributo será sobre o faturamento total bruto da empresa.

Contabilidade Especializada em Odontologia

É importante lembrar que os serviços de contabilidade para clínicas odontológicos devem ser realizados por um contador habilitado pelo conselho regional de contabilidade.

Atualmente, o avanço tecnológico permite a realização da contabilidade para dentista autônomo ou Pessoa Física de maneira tradicional, por meio do escritório contábil ou contadores Freelancers, ou online.

A contabilidade online para dentistas traz algumas facilidades, de modo que que pode ser mais barata que o meio tradicional. O método tradicional, por sua vez, pode ser considerada mais pessoal.

De qualquer forma, é importante que o profissional esteja atento aos princípios básicos da contabilidade para dentistas, implementando uma gestão, a fim de promover uma lucratividade maior ao seu negócio.

Valdir de Oliveira

Valdir de Oliveira

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela Universidade de Santo Amaro (UNISA). Pós-graduado em Ortodontia e Ortopedia dos Maxilares pela Sboom. Com especialização e mestrado em Implantodontia, habilitação em Harmonização Orofacial e Anatomia da Face. Professor nas áreas de Cirurgia Bucomaxilo Facial e Harmonização Orofacial. Voluntário há mais de 20 anos na Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais - ADRA Brasil.

Compartilhe sua opinião

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!