Ansiolíticos acalmam pacientes antes de procedimentos odontológicos

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Descubra os principais ansiolíticos odontológicos e como eles agem em nosso organismo

Você é daqueles que morre de medo e têm crises de ansiedade para ir ao dentista? Pode ficar tranquilo existe uma solução para seu problema: os ansiolíticos.

Os ansiolíticos são utilizados nas mais diversas áreas da saúde. Entretanto, nada de se automedicar, ok? Antes de consumir qualquer tipo de medicamento, o ideal é que você converse com um profissional de confiança.

Ansiolíticos são medicamentos bastante utilizados em variadas áreas da medicina para combater a ansiedade e medo dos pacientes previamente a algum tratamento. Esse tipo de droga atua em áreas do cérebro responsáveis pela ansiedade, inquietação, angústia e medo, relaxando o indivíduo aflito.

Quando consumidos em doses regulares e indicadas pelos médicos, os medicamentos para ansiedade não causam qualquer dano físico ou mental nos pacientes.

Uso de ansiolíticos na odontologia

A ansiedade gerada perante um tratamento odontológico é um fator que deve ser sempre levado em consideração, principalmente antes de procedimentos cirúrgicos.

Por isso, é ideal que os profissionais possuam conhecimento e habilidade para controlar e aliviar essa tensão. Assim, a utilização de ansiolíticos na odontologia vem sendo extremamente recorrente.

Os principais ansiolíticos utilizados no meio odontológico são os classificados como benzodiazepínicos. Tratam-se de sítios de ligação específicos em estruturas do sistema nervoso central.

Ao se ligarem aos receptores, eles facilitam a ação do ácido gama-amino butírico, o neurotransmissor inibitório primário de nosso sistema nervoso central.

Entre os benzodiazepínicos mais utilizados podemos citar:

  • Diazepam, recomendado para tratamentos mais longos, por proporcionar uma sedação mais prolongada;
  • Lorazepam, um medicamento que possui menos efeitos paradoxais e por isso é mais indicado para o tratamento em idosos;
  • Midazolam, indicado em pacientes pediátricos, induz a amnésia anterógrada;
  • Triazolam, um benzodiazepínico de curta duração bastante utilizado como medicação pré anestésica.

O comum é que os medicamentos sejam administrados, principalmente, por via oral. Dessa maneira podem ser absorvidos de forma mais veloz e com extensa margem de segurança.

Tipos de sedação

A terapia ansiolítica em paciente odontológicos pode ocorrer de 2 maneiras principais. A primeira é a mínima ou moderada. Nela, o paciente consegue responder ao comando verbal e estimulação tátil.

Nessa situação, tanto a função respiratória quanto cardiovascular são mantidas, funcionando normalmente durante o processo.

Já a outra forma é a profunda. Nela, o paciente responde unicamente a estímulos bastante dolorosos. A função cardiovascular é mantida, porém a respiratória sofre alterações, necessitando de assistência.

Quais atributos formam um ansiolítico ideal

A verdade é que nem sempre as drogas conseguem reunir todos os atributos desejados. Entretanto, existem algumas características que produziriam o ansiolítico ideal, sendo elas:

  • pronta e eficaz absorção;
  • rápido início de ação;
  • índice terapêutico elevado;
  • proporcionar benefícios ao paciente, sem causar nenhuma sequela psicomotora.

Outras utilizações para ansiolíticos

Além de serem usados previamente a realização de procedimentos e consultas odontológicas, os ansiolíticos ainda atuam em outros tratamentos.

Assim, as suas principais ocorrem na terapia de pessoas que sofrem de ansiedade e também no combate a insônia, uma vez que alguns ansiolíticos provocam extrema sonolência no usuário.

Valdir de Oliveira

Valdir de Oliveira

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela Universidade de Santo Amaro (UNISA). Pós-graduado em Ortodontia e Ortopedia dos Maxilares pela Sboom. Com especialização e mestrado em Implantodontia, habilitação em Harmonização Orofacial e Anatomia da Face. Professor nas áreas de Cirurgia Bucomaxilo Facial e Harmonização Orofacial. Voluntário há mais de 20 anos na Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais - ADRA Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2018

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.