Qual a relação do ácido fólico com a odontologia?

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

O ácido fólico é indispensável da nossa alimentação. Sua ausência pode trazer alguns problemas

A deficiência de vitaminas traz consequências para o nosso corpo. A falta de vitamina D influencia na saúde bucal, aumentando os riscos de desenvolver periodontite. Neste artigo, falaremos do ácido fólico, também conhecido como vitamina B9.

O ácido fólico é encontrado em diversos alimentos. Os que mais contém essa substância são: fígado de vaca, espinafre, flocos de milho, feijão e salsa. Por isso, é importante manter uma alimentação balanceada.

O ácido fólico é uma vitamina solúvel em água pertencendo ao complexo B. Ele é muito importante para formação de proteínas estruturais do corpo e da hemoglobina.

Vitamina solúvel em água

Por ser uma vitamina hidrossolúvel, elas são absorvidas pelo intestino e depois transportadas pelo sistema circulatório até os tecidos em que serão utilizadas.

Nosso corpo usa somente o necessário, eliminando o excesso através da urina.

Além disso, se os alimentos forem cozidos por muito tempo, a vitamina acaba se perdendo na água. Dessa forma, devemos cozinhar os alimentos dentro do tempo correto, para que eles não percam seus componentes.

Não é possível ingerir uma superdosagem da vitamina através de comidas. No entanto, isso ocorre se a pessoa fizer uso de suplementos de maneira incontrolada, causando dores de estômago, náusea e reações na pele.

Quantidade recomendada

A quantidade recomendada para ingestão varia de acordo com a idade.

  • De 0 a 6 meses: 0, 065mg;
  • De 7 a 12 meses: 0,08mg;
  • De 1 a 3 anos: 0,15mg;
  • De 4 a 8 anos: 0,2mg;
  • De 9 a 13 anos: 0,3mg;
  • De 14 ou mais: 0,4mg;
  • Para gestantes: 0,6mg;
  • Para lactantes: 0,5mg.

Benefícios do ácido fólico

A vitamina B9 possui uma infinidade de benefícios para nosso corpo, vamos a eles:

  • Mantém a saúde do cérebro, prevenindo a depressão;
  • Fortalece o sistema imunológico;
  • Faz bem para unhas, pele e cabelo;
  • Previne a anemia;
  • Reduz o risco de mal de Alzheimer;
  • Evita o desenvolvimento de alguns tipos de câncer, como o de cólon;
  • Precavê doenças cardíacas;
  • Contém o desenvolvimento do vitiligo;
  • Para as mulheres grávidas, ele é útil de duas maneiras: ajuda a formar o sistema nervoso do feto durante a gravidez e previne o lábio leporino.

Lábio leporino

Lábio leporino é uma má formação que consiste em uma abertura nos lábios superiores. Esse problema é congênito, ou seja, surge ainda durante a gestação, podendo ser identificado em exames de ultrassonografia.

E como vimos, o ácido fólico ajuda na prevenção dessa disfunção.

Ele também é conhecido como fissura labial. Se a abertura atingir o palato, ou seja, o céu da boca, recebe o nome de fenda palatina. Existem casos nos quais a fenda afeta tanto a região dos lábios, quanto o palato do bebê.

A correção do distúrbio é feita através de procedimento cirúrgico ainda nos primeiros meses de vida. A cirurgia tem como objetivo a reconstrução do lábio superior e o reposicionamento do nariz.

Deficiência de ácido fólico

A ausência do ácido pteroil-L-glutâmico resulta em alguns transtornos, que são irritabilidade, cansaço, dor de cabeça, esquecimento, tontura, palidez e perda de apetite.

Sob a ótica odontológica, ocasiona em aftas e algumas disfunções na língua, como deixá-la com textura diferenciada e inchada.

Aftas

Afta é uma pequena ferida que se forma dentro da boca. É identificada pelo seu formato arredondado, com centro amarelado ou esbranquiçado e vermelhidão ao redor. Ela é motivo de muita dor e desconforto, e, mais raramente, de febres e mal-estar.

É normal que a afta suma por conta própria em cerca de 7 a 10 dias. Mas se ela se estender mais que esse período, consulte seu dentista, a inflamação pode ser de origem sistêmica, como é o caso da falta de folacina.

Então, além de fazer uma boa higienização da boca, é necessário administrar sua dieta à base de ácido fólico, já que ele pode trazer alguns problemas.

Juliana Peres

Juliana Peres

Graduada em Odontologia pela Universidade Cidade de São Paulo. Pós-graduada em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial pelo programa de residência profissional do Complexo Hospitalar Padre Bento de Guarulhos. Conhecimento na área de cirurgia oral menor e maior. Residente em cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial no Complexo Hospitalar Padre Bento durante 3 anos e responsável pelo atendimento de pacientes na área de clínico geral, cirurgias orais e harmonização orofacial em diferentes clínicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2018

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.