Planejamento em odontologia é imprescindível para o tratamento

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Fazer uma análise planejada e minuciosa de cada caso é fundamental

O planejamento em odontologia é extremamente importante para manter a organização do dentista. Além disso, ele também vai guiar os tratamentos e processos realizados pelo seu auxiliar no consultório.

Por isso, desenvolver um planejamento em odontologia facilita a rotina do profissional. É bom lembrar que esse planejamento também vale para clínicas ou áreas odontológicas em hospitais.

Ter um planejamento em odontologia é conhecer todas as áreas e ter informações o suficiente para examinar e diagnosticar integralmente o paciente, oferecendo-lhe quaisquer tipos de explicação ou suporte.

Começando um planejamento em odontologia

Nesse primeiro contato, o dentista pode avaliar características como a personalidade do paciente, suas necessidades emocionais e clínicas.  Vale questionar quais seus objetivos e expectativas.

É função do paciente avaliar o dentista e sua equipe, assim como o ambiente da clínica e se irá se adaptar à todos esses quesitos.

Antes de qualquer plano de tratamento, é essencial que o cirurgião-dentista faça um diagnóstico completo do paciente.

Esse plano pode mudar ao decorrer das consultas e tratamentos. Por isso, é interessante fazer um contrato com o paciente para que o mesmo esteja ciente de quaisquer mudanças, riscos e custo financeiro.

Diferentes opções de planejamentos devem ser oferecidas, encontrando assim a mais adequada e que atenda as necessidades do paciente.

Vantagens do planejamento em odontologia

Algumas das principais vantagens em ter um planejamento odontológico são:

  • Da ao dentista uma visão completa e objetiva do tratamento;
  • Facilita na escolha de procedimentos de tratamento e na prevenção;
  • Diminui o risco de não execução de processos durante o tratamento;
  • Ajuda a integrar as áreas de atuação.

A falta de planejamento, por outro lado, pode resultar em um tempo mal otimizado, exames incompletos, desgaste do clínico e do paciente.

Estruturando o planejamento odontológico

De forma geral, o planejamento pode ser elaborado em 3 fases:

  • Fase I – eliminação de dores, controle de doenças bucais e preservação dos dentes e da saúde dos tecidos;
  • Fase II – restauração ou substituição estética e funcional;
  • Fase III – Manutenção e controle do tratamento realizado.

Etapas do diagnóstico no planejamento em odontologia

Um processo importantíssimo que deve ser feito no primeiro momento é o planejamento de anamnese. Dessa forma, ele deverá conter:

  1. Identificação e dados do paciente;
  2. Sua principal queixa;
  3. História da Doença Atual;
  4. Histórico Odontológico;
  5. Histórico Médico;
  6. Antecedentes familiares, genéticos;
  7. Hábitos nocivos (drogas, bebida, fumo) e de higiene bucal;
  8. Expectativas e objetivos do paciente;

Em mulheres grávidas, é importante conter o nome do obstetra e autorização do mesmo em casos que exigem processos cirúrgicos.

Respeitando as condições do paciente

O plano proposto deverá respeitar as condições sistêmicas do paciente, o que está diretamente relacionado então com as contraindicações que ele possa ter.

Por isso, é importante alertar o paciente de que os procedimentos mais conhecidos e mais divulgados pela mídia serão os ideais ou não para seu caso.

O custo médio do tratamento deverá ser apresentado ao paciente através de um orçamento, após o processo de análise clínica.

Grande parte dos pacientes que chega no consultório nunca recebeu um planejamento odontológico. Por isso, é importante passar por todas suas etapas.

A falta de um planejamento em odontologia pode levar um tratamento ou projeto ao fracasso, tanto por desistência do paciente ou por dificuldades desgastante no momento da execução dos processos.

Rodrigo Venticinque

Rodrigo Venticinque

Graduado pela Universidade de Santo Amaro (UNISA) e especialista em Prótese e Reabilitação Oral Integrativa, Biofísica Quântica, Biorressonância Aplicada e Ortomolecular. Pós-graduado em Estética Dental e Reabilitação Oral, com certificação em Remoção Segura da Amálgama e Odontologia Biológica pela Academia Internacional de Medicina Oral e Toxicologia. Professor da pós-graduação em Biofísica e Ortobiomolecular da QuantumBio. Também atua nas áreas de Ozonioterapia, Odontologia Sistêmica, Sedação Consciente com Óxido Nitroso e Hipnose. Diretor da clínica Venticinque Odontologia.

Compartilhe sua opinião

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!