Formato dos dentes afeta a estética e funcionalidade do sorriso

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Por que os dentes tem formatos diferentes? Existe um formato correto? Entenda!

O formato dos dentes é um dos principais pontos quando analisamos um sorriso ou buscamos pelo sorriso perfeito. Mas realmente existe um formato correto ou ideal para os dentes?

Para descobrir a resposta, preparamos este artigo completo com todas as informações relacionadas ao tema. E, claro, vamos indicar quando o formato dos dentes pode ser um problema!

Existe um formato padrão para os diferentes tipos de dente. E quando analismos os formatos dos dentes, podemos usar sua forma 2D (aquela que vemos quando sorrimos) ou sua forma 3D (o formato do dente como um todo, com todas as suas faces e alterações de topo).

O formato 2D pode variar levemente de acordo com o formato do rosto, posição de gengiva e lábios do paciente. É esse aspecto que os dentistas especializados em estética consideram na hora de avaliar o sorriso, por exemplo.

No geral, os formatos dos dentes aceitos pela estética são:

  • Dentes retangulares;
  • Dentes ovais;
  • Dentes triangulares.

No entanto, quando pensamos na forma de cada tipo de dente para as funções de mastigação, a descrição é diferente. Isso porque os dentistas irão considerar o formato 3D do dente!

Confira a descrição dos formatos dos dentes, para a odontologia clínica:

  • Incisivos: os famosos “dentes da frente”, quatro inferiores e quatro superiores, podem ser descritos como “lâmina de faca”. Têm topo reto ou em serra.
  • Caninos: os quatro caninos, dois inferiores e dois superiores, tem um formato diferenciado. Eles são pontiagudos e não são largos. Podem ser chamados de cúspides;
  • Pré-molares: são dentes mais largos e bicúspides;
  • Molares: são mais largos, mais volumosos e possuem uma série de cúspides em seu topo.

Alterações no formato dos dentes

As anomalias dentárias, acidentes e traumas, além de outras patologias bucais, são as principais causas de alterações no formato do dente.

Essas alterações no formato do dente podem gerar dois problemas: um de ordem estética e outro de ordem funcional.

Na estética, os tratamentos costumam ser mais rápidos, menos invasivos e sem necessidade de urgência. Já nos casos que alteram as funções do dente, o tratamento deve ser rápido e efetivo, sendo muitas vezes invasivo.

Separamos tratamentos comuns nos dois casos. Confira:

Tratamentos estéticos

  • Uso de resina para alterar o formato do dente ou para “completar” uma parte perdida por acidente;
  • Uso de lentes de contato;
  • Cirurgia para remodelar a gengiva (alterando assim o tamanho ou formato aparente dos dentes);
  • Diminuição do tamanho ou volume do dente;
  • Próteses (em casos onde a função também foi comprometida);
  • Entre outros tratamentos.

Tratamentos funcionais

  • Restaurações em resina ou outros materiais;
  • Uso de coroas dentárias;
  • Uso de próteses fixas ou móveis;
  • Entre outros tratamentos.

Como identificar se tenho o formato dos dentes ideal?

Em primeiro lugar, o ideal é que você tenha uma rotina de idas ao dentista desde de sua primeira infância.

Isso porque o cirurgião-dentista pode identificar anomalias e problemas na forma do dente com antecedência, e você sequer vai ter que notar o problema para tratá-lo!

No entanto, se faz um tempo que você não vai ao dentista e você sente que seus dentes não estão em um formato harmonioso com seu sorriso, o único caminho a seguir é procurar um profissional.

Apenas um dentista conseguirá dizer se o formato dos seus dentes está correto e quais alterações podem ser feitas.

O formato dos dentes é um assunto sério, pois mexe com a estética e com a funcionalidade do sorriso. Assim, não deixe de procurar um dentista para tirar dúvidas ou realizar procedimentos!

Ramiro Murad Saad Neto

Ramiro Murad Saad Neto

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela UNIC. Gestor de clínicas odontológicas e franquias. Residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Habilitação em Harmonização Orofacial e integrante da equipe Bucomaxilofacial Dr. Carlos Eduardo Xavier na Clínica da Villa, em São Paulo. CRO - 118151

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2018

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.