Dentes impactados ou dentes inclusos geram complicações

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Dentes impactados podem causas dores e pressionar a arcada

Os dentes impactados podem trazer fortes contratempos ao paciente, principalmente se não tiverem o tratamento adequado. Dependendo da posição que estão, provocam dores e pressionam os outros dentes da arcada.

Por isso, é importante fazer um acompanhamento com o dentista desde a infância, pois os dentes permanentes que estão nascendo podem se tornar dentes impactados.

Os dentes impactados também são chamados de dentes inclusos. São aqueles que não conseguem erupcionar por algum motivo, não atingindo sua posição ideal. Isso normalmente implica em problemas para os outros dentes, já que o mal posicionamento dos que estão nascendo os compromete.

Dentes afetados

O dente mais comum dessa categoria é o siso. É habitual que ele nasça de um jeito que prejudicará a posição dos outros dentes, que não haja espaço suficiente para sua erupção ou que ele esteja mais horizontalizado.

Isso tudo pode ocasionar em sua retenção, o que afeta a saúde bucal, precisando extraí-lo. No entanto, essa disfunção não afeta somente os sisos. Todos os dentes estão suscetíveis.

Seguindo a ordem dos dentes que mais são afetados: sisos, caninos superiores, pré-molares inferiores, caninos inferiores, pré-molares superiores, incisivos centrais superiores, incisivos laterais superiores e segundos molares inferiores.

Causas de dentes inclusos

  • Falta de espaço na arcada dentária;
  • Dentes muito volumosos;
  • Resistência do tecido ósseo;
  • Resistência da musosa;
  • Permanência de dente de leite na arcada;
  • Perda prematura de dentes de leite;
  • Presença de cistos ou tumores;
  • Presença de dentes extras.

Além desses fatores, os dentes inclusos também podem estar diretamente ligado a condições de anemia, distúrbios endócrino e metabolização do cálcio no organismo, visto que mexem com o desenvolvimento ósseo do corpo.

Consequências do dente impactado

Os dentes retidos podem causar algumas consequências se não tratados. Confira quais são:

  • Infecções severas que podem se transformar em doenças sistêmicas, ou seja, que afetam outras partes do corpo;
  • Formação de cistos ou tumores;
  • Cárie;
  • Periodontite;
  • Lesão na raiz dos dentes adjacentes;
  • Apinhamento.

Sintomas

Algumas vezes, os sintomas de dente impactado não se manifestam como esperamos.

Por isso, é importante ir ao dentista periodicamente, a fim também de fazer exames de rotina, como radiografias, para verificar se tudo está dentro dos conformes.

Entretanto, veja quais são os sintomas que costumam se manifestar:

  • Dentes desalinhados;
  • Dor na gengiva;
  • Dores de cabeça recorrentes;
  • Sensibilidade e dor em outros dentes;
  • Cistos na área afetada;
  • Inchaço e inflamação na gengiva.

Tratamento

Existem dois tipos de tratamento para os dentes que não conseguiram se erupcionar: tracionamento ortodôntico ou extração.

Tracionamento ortodôntico

Se o dentista verificar que é importante a presença do dente incluso e que o método surtirá o efeito desejado, ele irá prescrever o tracionamento ortodôntico.

É preciso ressaltar que o tracionamento ortodôntico só poderá ser aplicado se o paciente fizer uso do aparelho ortodôntico.

Essa técnica consiste em tracionar mecanicamente o dente para fazê-lo emergir no local onde deveria estar.

Primeiramente, o dentista aplica a anestesia e faz uma cisão atingindo a região do dente retido.

Em seguida, ele levanta o tecido gengival, coloca um adesivo que adere ao dispositivo de tracionamento, que é um fio metálico, e, por fim, faz a sutura do corte.

Após esperar a cicatrização, que levará alguns dias, ele inicia o procedimento de tração.

O fio que o dentista prendeu ficará aparente. Assim, ele funcionará como um gancho que será preso no aparelho ortodôntico, manipulando o dente até que ele nasça.

Extração

A extração dentária é recomendada quando o dente retido não fará falta. Como dissemos, é muito comum nos casos do dente do siso, pois é um dente sem funcionalidade para nossa boca.

Esta técnica denomina-se exodontia de dente incluso ou impactado.

Para realizá-la, o dentista aplica a anestesia e faz uma cisão na pele da gengiva que circunda o dente. Depois, ele realiza o procedimento de extração como estamos acostumados, usando fórceps, brocas e curetas.

Por fim, ele limpa a área, retirando todos os resquícios dos dentes impactados que ficaram para trás, e costura o local.

Yara Barreto

Yara Barreto

Formada em Odontologia pela Universidade de São Paulo (2008). Aluna de iniciação científica Pibic/Unicid da Universidade de São Paulo. Em 2009, concluiu estágio clínico em Ortodontia no Instituto Vellini, e em 2010, curso de planejamento Ortodôntico na Universidade Metodista. Concluiu em 2014 sua especialização em ortodontia e atua com ortodontia digital. Dentista na Odontoclinic e responsável técnica da OdontoImage.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2018

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.