Classificação de Black: entenda tudo sobre o assunto

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Confira aqui a importância da classificação de Black para a área da odontologia

Na área da odontologia, os profissionais estudam sobre questões relacionadas à saúde bucal. Como método de análise, eles podem recorrer à classificação de Black.

Ela é utilizada principalmente na avaliação de quadros clínicos de lesões ou destruição de tecidos duros, como é o caso da cárie dental. Mas, afinal, o que é a classificação de Black?

Classificação de Black é um sistema que determina os tipos de cavidades da boca para o futuro preparo cavitário. No sistema encontramos dois tipos de cavidade: etiológicas e artificiais.

Se você ficou interessado pelo tema então fique ligado neste artigo. Vamos descobrir mais sobre a classificação de Black e sua importância na odontologia. Vamos começar!

Conhecendo Mais Sobre a Classificação de Black

Como já vimos, no sistema de classificação de cavidades é possível encontrar dois tipos: as cavidades etiológicas e as cavidades artificiais.

A classificação etiológica é baseada nos quadros clínicos de presença de cavidades provocadas por patologias. Além disso, também podem ser provocadas por acidentes que deixam traumas. Os principais exemplos são:

  • Cárie: tipo de deterioração que causa uma lesão na estrutura dentária;
  • Fratura: como o próprio nome sugere, o dente fica fraturado. Essa fratura pode atingir o esmalte, a coroa e a raiz;
  • Abfração: corresponde ao comprometimento da estrutura dentária por conta do estresse oclusal; e
  • Abrasão: é o processo de desgaste da estrutura dentária por conta de forças mecânicas.

Enquanto isso, a classificação artificial de Black é baseada nos quadros clínicos de presença de cavidades provocadas ou criadas pelos profissionais da odontologia.

Por isso, elas se relacionam com a técnica de instrumentalização da cavidade. Elas são divididas em classes. Vamos conhecer mais sobre elas.

Classe I

Essa classe representa as cavidades que se encontram nas regiões de cicatrículas e fissuras, ou seja, em áreas de má coalescência do esmalte.

Classe II

Representa cavidades que se encontram nas faces proximais dos dentes pré-molares e molares.

Classe III

A classe III indica as cavidades que envolvem as faces proximais dos dentes anteriores, que são: caninos, incisivos centrais e incisivos laterais. É importante notar que o ângulo incisal não é comprometido.

Classe IV

Nessa classe as cavidades envolvem as faces proximais dos dentes anteriores. Ao contrário da classe anterior, aqui há o comprometimento do ângulo incisal.

Classe V

A última classe corresponde a área do terço cervical ou gengival nas faces vestibulares e/ou linguais dos dentes.

Cuidados Bucais

Como já vimos, a classificação de Black serve para analisar, por exemplo, superfícies lisas e outras para um possível preparo cavitário. Mas, o que ele é?

Bom, o preparo cavitário é um tipo de tratamento biomecânico de lesões bucais.

O objetivo é permitir que o dente consiga sustentar a colocação de uma restauração dentária. Esse tratamento consiste na recuperação da funcionalidade e estética dos dentes.

Agora, que tal marcar uma consulta com o cirurgião-dentista de confiança? Dessa forma você consegue ver como a classificação de Black pode determinar o tipo de tratamento para o seu quadro clínico.

Valdir de Oliveira

Valdir de Oliveira

Cirurgião-dentista graduado em Odontologia pela Universidade de Santo Amaro (UNISA). Pós-graduado em Ortodontia e Ortopedia dos Maxilares pela Sboom. Com especialização e mestrado em Implantodontia, habilitação em Harmonização Orofacial e Anatomia da Face. Professor nas áreas de Cirurgia Bucomaxilo Facial e Harmonização Orofacial. Voluntário há mais de 20 anos na Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais - ADRA Brasil.

2 Replies to “Classificação de Black: entenda tudo sobre o assunto”

  1. qual a diferença do preparo cavitarios das regioes lisas para o preparo cavitario das regioes fossulas? existe difrença?

  2. qual a diferença do preparo cavitarios das regioes lisas para o preparo cavitario das regioes fossulas? existe difrença ou não?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio

Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.

Agende uma consulta

Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

© All rights reserved

Simpatio 2020

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.