Aparelho de cerâmica é alternativa estética e funcional

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Tweet Isso
Share on linkedin
Compartilhe

Quando falamos com alguém ou nos olhamos no espelho, queremos ter um sorriso perfeito. Mas, algumas vezes a estética dos nossos dentes precisa ser modificada. Colocar um aparelho parece complicado, no entanto, você já ouviu falar no aparelho de cerâmica?

Ele é uma alternativa delicada e recomendada para a correção estética e funcional dos dentes. E, pode ficar tranquilo! Nesse artigo tiraremos todas as suas dúvidas sobre o aparelho de cerâmica.

O aparelho de cerâmica é um instrumento fixo ortodôntico e estético ancorado nos dentes superiores e inferiores. O material permite um “tratamento invisível”. Isso porque o aparelho imita a cor dos dentes.

Além disso, o aparelho ortodôntico alinha os dentes, promove uma mordida correta e garante um sorriso saudável.

Como funciona o aparelho de cerâmica?

Hoje em dia, está cada vez mais na moda optar por aparelhos ortodônticos que mantenham uma maior delicadeza e quase não apareça no sorriso dos pacientes.

Como é o caso do de cerâmica que, nada mais é do que um aparelho estético, uma vez que proporciona uma maior discrição ao paciente.

Os aparelhos estéticos são então uma versão mais discreta do que o aparelho fixo de metal, por exemplo.

Porém, seu sistema funciona do mesmo jeito, a unica diferença é que, neste caso que estamos abordando, os bráquetes são feitos de policarbonato, porcelana ou então safira no lugar do metal.

Os valores de um material para o outro também costumam variar bastante, uma vez que o mais antigo e comum tem uma coloração mais opaca.

O valor do aparelho de cerâmica, é maior, já que sua cor é mais parecida com a coloração original dos dentes do paciente e, no caso dos bráquetes de safira, por exemplo, eles são translúcidos, logo, muito mais caros.

Esses bráquetes estéticos, como são conhecidos, também podem ser do tipo auto-ligados. Este é um outro formato de aparelho que também difere do comum.

Neste caso, o principal diferencial é que não são utilizadas as tão conhecidas borrachinhas coloridas para que o arco ortodôntico seja preso.

Todos esses fatores costumam influenciar muito no preço final do tratamento ortodôntico que é feito com os aparelhos estéticos. Esses são os detalhes que fazem com que eles sejam de um valor mais elevado.

No entenda, para quem está procurando por algo mais discreto e que leva muito em conta a aparência que um aparelho ortodôntico deixa na pessoa, é uma ótima opção.

Ainda assim, quem irá dar a palavra final é o cirurgião dentista em conjunto com o paciente, é claro. Diversos exames e avaliações são necessários antes mesmo que o tratamento possa ser iniciado.

Portanto, se ele identificar que, por qualquer motivo que seja, este tipo de aparelho não é o mais recomendado, siga suas orientações.

Aparelho de Cerâmica x Outras Opções

aparelho de cerâmica ou de porcelana

Diferente de outras técnicas que também envolvem os aparelhos ortodônticos invisíveis, como é o caso do tratamento com alinhadores, nos aparelhos de cerâmica todos os casos podem ser tratados.

Até nas situações que têm uma maior complexidade, ele não traz nenhum tipo de restrição. Dessa forma, ele não somente promove uma melhora na estética com o alimento dental mas, uma correlação entre as arcadas dentárias.

Esse é um detalhe de muita importância, uma vez que promove uma correção que é muito funcional, principalmente nos adultos que, muitas vezes, já têm outros sintomas devido a oclusões inadequadas, por exemplo.

Ainda assim, a principal diferença está em um detalhe importante: o braquete. Ele é a peça que fica colocada e fixa no dente. Apesar de serem do mesmo tamanho, o material que compõe cada um dos tipos de aparelho é diferente.

Dessa forma, a estética dos dois materiais difere. O de cerâmica é mais opaco e se assemelha a cor do dente. O de metal já é mais chamativo.

Enquanto o braquete metálico é formado por uma liga de metais, o braquete de cerâmica também chamado de cerâmica policristalina, é como o seu próprio nome já diz, formado por uma liga de cerâmica.

Ele é basicamente um aglutinado de cristais de cerâmica, sendo esses os responsáveis pela cor esbranquiçada e sem muita translucidez.

O braquete de safira, por exemplo, é caracterizado por um cristal de cerâmica esculpido, logo, ele traz uma maior translucidez e também uma transparência às peças.

Ou seja, a estética dos dois materiais difere. O de cerâmica é mais opaco e se assemelha a cor do dente. O de metal já é mais chamativo.

Vantagens do aparelho de cerâmica

aparelho de cerâmica ou de porcelana

Algumas das principais vantagens do aparelho estético, principalmente com relação ao seu material são:

  1. Ficam quase imperceptíveis;
  2. Possuem as mesmas funcionalidades dos metálicos;
  3. São tão resistentes quanto os convencionais;
  4. Se mantêm transparentes até o fim do tratamento;
  5. Tratamento pode ser mais rápido do que nos convencionais

Vamos entender melhor então por que essas vantagens se destacam e por que elas acontecem?

Ficam quase imperceptíveis

Assim como já citamos em diversas partes deste artigo, esses aparelhos são conhecidos até mesmo como aparelhos ortodônticos estéticos.

Eles foram principalmente desenvolvidos para atender uma necessidade que o mercado tinha de corrigir o alinhamento dos dentes, porém, em pacientes que não queriam ter o tão falado sorriso metálico.

Dessa forma, o aparelho de safira é o que chega mais próximo de entregar o resultado de um transparência de fato, ou seja, ele é praticamente invisível.

Possuem as mesmas funcionalidades dos metálicos

Por mais que diferentes tipos de aparelhos transparentes estejam disponíveis no mercado, é importante saber que todos eles têm as mesmas funcionalidades dos aparelhos ortodônticos de metal.

Dessa forma, independente de qual for sua indicação para realizar um alinhamento dos dentes, sim, você pode optar por um aparelho estético transparente.

Um dos únicos detalhes que mais entra em questão é então escolher um modelo que mais te agrada e também que cabe no seu bolso.

São tão resistentes quanto os convencionais

Os primeiros aparelhos ortodônticos transparente que foram confeccionados, eram utilizados de um material em policarbonato que são sim mais frágeis do que os aparelhos metálicos.

Porém, assim que foi descoberta essa desvantagem, o mercado começou a fabricar então aparelhos transparentes confeccionados em porcelana ou porcelana monocristalina.

Além de mais resistentes, eles eram agora também muito mais bonitos esteticamente falando, logo, fizeram sucesso de cara com os pacientes.

Os braquetes confeccionados em porcelana monocristalina, também conhecidos como aparelho de safira, são translúcidos, ou seja, quase desaparecem quando colados aos dentes.

Continuam transparentes até o final do tratamento

Muitos pacientes chegam até o consultório questionando o dentista sobre isso e a resposta é sim, eles se mantêm transparentes sim até que o tratamento seja completamente finalizado.

Então o aparelho não amarela? Não. Porém, caso você opte por um tratamento que conta com a presença das borrachinhas, estas poderão sim amarelar, principalmente se houver o consumo de alimentos fortes em corantes.

Então, para evitar o problema com as “borrachinhas”, o ideal é sempre conversar com seu dentista sobre a possibilidade de colocar um aparelho fixo estético autoligado, que dispensa o uso desse acessório.

Embora menos usado, o único modelo de aparelho fixo que amarela é o confeccionado em policarbonato. Então, antes de optar por um aparelho fixo estético, converse com seu cirurgião dentista sobre as características de cada braquete.

O tratamento pode ser mais rápido do que nos convencionais

Essa também é uma verdade sobre esse tipo de aparelho mas, principalmente, quando falamos sobre os autoligados transparentes.

Além de ser um modelo muito mais discreto, ele elimina ainda o uso da borrachinha como já citamos no item anterior deste artigo.

O segredo deste tipo de aparelho está todo no formato dos braquetes que seguram o fio metálico e também no momento da confecção do próprio fio, que é um termoativo e não precisa dos elásticos.

Além de todas as vantagens deste modelo estético, ele também faz com que a necessidade de visitar o dentistas seja menor e facilita no momento de realizar sua higienização durante o tratamento.

Desvantagens do aparelho de cerâmica

aparelho de cerâmica ou de porcelana

Com todos esses benefícios que citamos anteriormente, você deve estar se perguntando se não há nenhuma desvantagem, não é mesmo?

Bom, por serem aparelhos ortodônticos muito mais avançados, é difícil que tenham desvantagens quando comparados aos posteriores e com menos benefícios.

Porém, um ponto muito importante que, muitas vezes, é um fator determinante para muitos dos pacientes, é a questão dos preços desses aparelhos estéticos.

Como já citamos anteriormente neste artigo, devido ao material que são confeccionados, a qualidade das peças e diversos outros fatores, os preços são automaticamente mais altos.

Porém, por normalmente ser um tratamento que dura um tempo consideravelmente longo, vale a pena levar em consideração questões como a estética do seu sorriso e quanto isso afetará sua autoestima.

O ideal é então conversar com seu cirurgião dentista e conseguir chegar a uma opção final que seja a mais indicada e vantajosa, tanto quanto à estética quanto a eficiência do tratamento.

Cuidados com o braquete de cerâmica

aparelho de cerâmica ou de porcelana

Ter uma atenção minuciosa com a higiene oral é essencial para manter os resultados positivos do aparelho estético de cerâmica. Assim, separamos algumas recomendações para você seguir.

Escove os dentes depois de acordar, depois das refeições e antes de ir dormir. Mas, lembre: faça movimentos suaves e circulares em torno de todos os dentes. Use escovas de cerdas macias ou escovas elétricas.

Atenção: não use cremes dentais branqueadores. Isso porque eles podem mudar a coloração dos dentes e promover uma diferenciação para a cor do aparelho.

Lembre de sempre escovar a língua também, porque ela também tem bactérias bucais que podem fazer mal a saúde. É importante tentar não passar a escova bruscamente.

O uso do fio dental pelo menos uma vez ao dia é recomendado pelos dentistas. Não precisa passar o fio de forma bruta, mas é preciso que você limpe toda a área ao redor do dente e perto da gengiva.

O seu dentista também pode passar algum enxaguante bucal ideal para você manter e completar a limpeza bucal todos os dias.

Na hora da alimentação, também é preciso ter uma dieta regulada. Por isso, consuma bastante vitaminas e nutrientes.

Não esqueça de se manter hidratado sempre que puder. Além disso, fique atento para evitar o consumo de alimentos e bebidas que mancham os dentes, como refrigerantes e cafés.

Como fazer a higiene bucal com aparelho?

aparelho de cerâmica ou de porcelana

Escovar os dentes após as refeições é o mínimo de uma boa higiene bucal indicado pelos dentistas para todo e qualquer paciente.

Porém, principalmente para os que usam um aparelho de cerâmica, esse é um passo importantíssimo, é imprescindível escovar os dentes depois de comer.

Porém, não é muito indicado, por exemplo, o uso de cremes dentais com branqueadores não são indicados, uma vez que a parte do dente que está ligado ao suporte terá uma cor diferente quando estes forem então removidos.

Utilize a escova correta

Você pode utilizar de uma escova dental convencional para fazer a limpeza dos seus dentes, mas uma escova ortodôntica será muito mais eficiente nesse trabalho.

Isso se dever principalmente ao fato de que a sua estrutura irá envolver todos os bráquetes e arco do aparelho, proporcionando uma limpeza completa de todas as áreas, até as de alcance mais complicado.

Vamos saber mais sobre os tipos de escova de dente mais adequadas?

  1. Cerdas ultra macias. Há um mito de que as cerdas mais duras promovem uma limpeza bucal mais efetiva, porém isso não é verdade. Pelo contrário, cerdas muito rígidas, além de não terem uma maior eficácia comprovada, ainda podem provocar lesões na gengiva;
  2. Canaleta central. Uma escova que possui canaleta central é aquela em que as cerdas do meio tem um comprimento menor que as da extremidade, formando assim uma depressão. Esse buraco formado no meio da escova simplifica bastante a vida de quem usa aparelho fixo, já que se encaixa perfeitamente na boca;
  3. Cabeça pequena. Escovas com cabeças muito grandes dificultam o acesso a lugares mais específicos da boca. Portanto, dê preferência as de tamanho reduzido. Dessa forma, você conseguirá limpar melhor os espaços entre o aparelho e os dentes.

Não esqueça o fio dental

Apesar de ser muito trabalhoso, o fio dental é um componente essencial para que a higienização dos dentes seja feita de uma maneia completa.

Isso ocorre pois ele é o responsável por limpar as laterais, superfícies e áreas mais inacessíveis da gengiva e dos dentes, em que a escova não consegue chegar.

Troque de escova regularmente

Independente do tipo de escova que o paciente utiliza, o recomendado é que ela seja trocada de 3 em 3 meses ou quando as cerdas já estiverem danificadas.

Além disso, é importante também que estas sejam de cerdas macias e cabeça pequena, características que já citamos e explicamos anteriormente.

Faça a escovação da língua

Um detalhe que muitos esquecem é de escovar também a língua, pois nela pode conter resto de resíduos e também deixa a pessoa com mau hálito. Para isso, pode-se utilizar a própria escova ou um limpador lingual.

Cuidado na hora da escovação

O processo de escovação deve ser feito com muito cuidado, sem fazer movimentos bruscos e com bastante calma, se não deixa de ser uma preocupação com a sua saúde bucal e passar ser um prejuízo.

Além disso, existem alguns instrumentos que são os mais indicados para quem faz o uso de um aparelho ortodôntico seja ele de qual tipo for. São eles:

  1. Escova de dente convencional: dê preferência aquelas com cerdas macias ou médias e que tenham uma cabeça pequena;
  2. Escova de dente ortodôntica: irá ajudar na limpeza dos bráquetes, tanto na parte de cima como na parte de baixo. Escolha os modelos com cerdas centrais menores;
  3. Escova de dente interdental: irá ajudar na limpeza entre um bráquete e outro. Dê preferência aos modelos de cerdas finas e cabeça pequena;
  4. Fio dental e passa fio: esse instrumento irá ajudar posicionar o fio dental entre os dentes e o aparelho;
  5. Cera ortodôntica: esse tipo de produto é utilizado para que os bráquetes não fiquem em contato com as bochechas e lábios machucando. A cera alivia as dores, evitando aftas e outros pequenos ferimentos.

Com o uso desses equipamentos anteriores, a higienização dos dentes e do aparelho dentário será muito mais eficiente e a sua saúde bucal ficará garantida e livre de problemas.

Com uma saúde bucal em dia, você se previne e garante um sorriso perfeito! Faça visitas regulares ao dentista para checar se está tudo certo com o seu aparelho de cerâmica!

Ramiro Murad
Ramiro Murad
Ramiro Murad Saad Neto, cirurgião-dentista com registro no Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CRO-SP) nº 118151, é graduado pela UNIC e residente em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial Facial no Sindicato dos Odontologistas de São Paulo (SOESP - SP). Possui habilitação em Harmonização Orofacial e também é gestor de clínicas e franquias odontológicas. Além disso, é integrante da equipe Bucomaxilofacial da Clínica da Villa, que está na Rua Eça de Queiroz, 467 - Vila Mariana, São Paulo - SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Simpatio
Somos dedicados em criar conteúdo de qualidade e informativo. Nossa missão é informar pacientes, dentistas e clínicas provendo conteúdos altamente relevantes sobre odontologia e saúde bucal gratuitamente.
Agende uma consulta
Precisando de algum tipo de ajuda ou apoio relacionado a sua saúde ou estética bucal? Clique no botão abaixo!

Postagens Recentes

Receba Nossos Conteúdos

Preencha seu e-mail acima e receba conteúdos exclusivos gratuitamente!

Simpatio 2021 © - Todos os Direitos Reservados

As informações contidas neste site têm como objetivo único informar. A Simpatio tem o compromisso de estimular, e nunca substituir, as relações entre dentistas e pacientes. Sempre deixamos isso muito claro nos textos e na comunicação com nossos leitores. É fundamental que o paciente, ao notar qualquer alteração em sua saúde bucal, consulte seu dentista de confiança. Cada indivíduo requer um tratamento personalizado.

Os conteúdos da Simpatio são escritos por jornalistas e possuem a supervisão e a aprovação de dentistas e de profissionais de saúde parceiros.